Como cuidar de violetas: dicas e formas de plantio para cultivar essa flor graciosa

Escrito por Katharina Barkmeyer

iStock

Popular no Brasil, a violeta é uma flor que certamente você já ganhou de presente alguma vez ou comprou em uma floricultura ou até mesmo em supermercado. Caso você tiver uma violeta em casa, você sabia que ela pode ser plantada em uma garrafa PET? Sabia que ela gosta de sol, mas não de iluminação direta? Não? Então confira esta matéria que ensina como cuidar de violetas!

1. Luz

Para um crescimento saudável, as violetas precisam de sol, por isso, não deixe os vasos em locais escuros. Apesar de gostarem de luz, é indicado que a flor não esteja em contato direto com os raios solares, pois podem queimar e danificar a planta. O recomendado é meia-sombra, seja dentro de casa ou no jardim.

2. Temperatura

Nem muito quente e nem muito frio, as violetas gostam de temperaturas amenas e agradáveis. Dito isso, caso você tiver a espécie dentro de casa, busque por um local mais arejado e fuja de áreas abafadas e quentes. Caso você morar em uma região mais seca, você deve molhar a flor mais vezes, além de plantá-las em um local com mais sombra.

3. Água

Assim como a maioria das flores, a violeta necessita de água para florescer. Porém, tenha bastante cuidado na hora de regar! Quando muito molhada, a flor pode estar mais propensa a criar fungos e, consequentemente, apodrecer. Assim sendo, é recomendado manter o solo úmido, mas não encharcado. E lembre-se de molhar a terra e não as flores e as folhas que podem manchar.

4. Adubo

Adubos são necessários para nutrir a terra e a flor, o que facilita o crescimento e ter uma bela floração da espécie. Por isso, faça uso de fertilizantes livres de ureia, sendo indicado os 20-20-20 ou 12-36-14. Em floriculturas de grande porte, você também pode encontrar adubos que são exclusivamente feitos para violetas e que são a base de NPK (nitrogênio, fósforo e potássio).

5. Vaso

Os vaso mais recomendados para plantar violetas são os de barro, pois este material é caracterizado por absorver melhor a umidade. Porém, você também pode fazer uso dos vasos mais convencionais como os de plásticos, mas fique atento para a terra não ficar muito úmida e prejudicar o crescimento da planta.

6. Poda

Faça sempre a poda das folhas e flores que apresentam um tom mais amarelado ou escuro e, principalmente, daquelas que já estão secas. Para isso, use uma tesoura limpa e própria para podas. Ao podar correta e regularmente, a sua planta irá crescer de forma mais saudável e apresentar uma floração ainda mais bonita!

7. Plantio

A melhor época para plantar as violetas é na primavera, pois é um período que não é marcado por muito frio e nem muito calor, sendo perfeito para esta espécie que gosta de temperaturas mais amenas. Porém, o cultivo em vasos, seja ela de barro ou plástico, pode ser feita o ano inteiro, basta ter os cuidados adequados ao seu crescimento.

8. Umidade

As violetas gostam de umidade, mas também não muita. Por isso, caso você estiver em uma região com esta caraterística, é importante que você tome mais cuidado na hora de regar esta flor. Lembrando que a violeta pode vir a apodrecer caso a sua terra estiver muito molhada.

9. Cloro

Fuja de cloro! As violetas são flores que não suportam de forma alguma o cloro e, por isso, você deve eliminar este componente da água antes de molhar a planta. Assim sendo, é recomendado que você ferva a água e, depois, deixe-a esfriar para regar a espécie.

10. Reprodução

O processo de reprodução da violeta é bem simples e fácil de fazer. Para isso, você deve cortar o pendúculo – cabinho – e plantar em um vaso com substrato até a base da folha. Mantenha a terra sempre úmida, mas cuidado para não encharcar. A umidade é um processo importante na hora da reprodução da flor.

Não é tão difícil assim cuidar de uma violeta, não é mesmo? Agora que você pegou várias dicas para uma violeta linda, florida e saudável, veja a seguir quatro formas de plantio!

Como plantar violetas

Veja a seguir quatro formas de plantar a suas violetas, seja ela em um vaso, no jardim ou até mesmo no carvão ou na garrafa PET. Siga os passos e dê à sua flor um local lindo e de destaque como ela merece!

IMAGEM: https://www.istockphoto.com/br/foto/violeta-africana-gm1016201602-273413735

iStock

No vaso

  1. Insira uma camada bem fina de pedrinhas no fundo vaso (é indicado um feito de barro) com mais de 12 cm de altura;
  2. Feito isso, até a metade do vaso, acrescente a mistura de terra comum, terra vegetal e um pouco de vermiculita (componente que é responsável por combater pragas);
  3. Coloque a muda no centro do vaso;
  4. Encha o vaso com o restante da mistura;
  5. Regue bem até que a água escorra para baixo.

No jardim

  1. Em primeiro lugar, escolha um espaço em que há meia-sombra e o solo do canteiro deve ser rico em matéria orgânica;
  2. Faça uma mistura com uma parte de terra comum e outra de terra vegetal e acrescente mais duas partes de composto orgânico;
  3. Faça um buraco na terra para colocar a flor;
  4. Tire a violeta de dentro do vaso cuidadosamente e coloque no buraco pressionando levemente;
  5. Regue até a terra ficar úmida, mas cuide para não encharcar!

No carvão

  1. Pegue o carvão novo e lave-o rapidamente com água, deixando-o um pouco mais úmido. Dessa forma, você não precisa regar depois de plantar;
  2. Pique o carvão em pedaços pequenos e grandes;
  3. Tire a violeta do vaso e remova o máximo possível de terra, deixando somente a flor e as raízes;
  4. Em um vaso limpo (pode ser de plástico ou de barro), coloque os pedaços de carvão maiores no fundo;
  5. Coloque a violeta e encha o resto do vaso com os pedaços menores de carvão;
  6. Quando o carvão estiver seco, regue um pouco.

Na garrafa PET

  1. Faça quatro aberturas grandes em volta da garrafa PET e pequenos furos na tampa com a ajuda de uma tesoura;
  2. Corte a parte de baixo da garrafa;
  3. Coloque uma pequena camada de isopor picado, outra camada de terra e pressione um pouco;
  4. Tire a violeta do vaso cuidadosamente, assim como o excesso de terra e coloque dentro de uma das aberturas;
  5. Pegue dois palitos de churrasco e faça uma espécie de apoio para a flor não cair;
  6. Coloque um pouco de terra por cima;
  7. Repita o processo com outras mudas de violeta até preencher todas as aberturas;
  8. Regue até a terra ficar úmida, não não encharcada.

Lembre-se de sempre regar a terra e não diretamente nas folhas e nas flores para não danificá-las. Dê mais cor ao seu jardim ou mais beleza à sua casa com esta linda flor e siga as nossas dicas para ter uma violeta saudável, bonita e bem florida!

PARA VOCÊ