Como limpar porcelanato da maneira correta e conservá-lo por mais tempo

Escrito por Mariana Paiva
Foto: Reprodução / Reveste Online

Foto: Reprodução / Reveste Online

O porcelanato é um revestimento cerâmico composto de materiais nobres e caracterizado pela coloração uniforme, boa durabilidade e resistência. São também versáteis, aplicados em áreas internas e externas conforme suas categorias: porcelanato técnico ou porcelanato esmaltado.

O técnico não recebe esmalte em sua superfície, apresentando baixo índice de absorção e alta resistência, enquanto o porcelanato esmaltado recebe essa camada de esmalte e tem alta resistência mecânica.

Para áreas externas (como garagens, varandas e piscinas) são recomendados versões mais ásperas, que evitam quedas em pisos molhados; para áreas internas os tipos mais comuns são os polidos, ou seja, com superfícies lisas.

Após a escolha das melhores categorias para cada ambiente, é comum surgirem dúvidas quanto à limpeza, manutenção e cuidados com esse revestimento e, antes que se recorra aos mais variados produtos de limpeza disponíveis em supermercados e lojas de construção, é importante que se compreenda que os porcelanatos necessitam de cuidados especiais para que se mantenham bonitos e sem manchas.

Como limpar porcelanato

Foto: iStock

Foto: iStock

A limpeza do porcelanato é uma dúvida frequente entre os consumidores, portanto, abaixo reunimos algumas dicas que servirão de guia para uma limpeza e preservação do revestimento sem grandes preocupações!

Como limpar porcelanato pós-obra

Foto: Reprodução / JNV construções

Foto: Reprodução / JNV construções

A primeira limpeza do porcelanato é extremamente importante para a preservação das peças, assim como para que manchas superficiais sejam evitadas. No pós-obra possivelmente ainda existam materiais abrasivos na superfície desses porcelanatos, a personal organizer Tatiana França recomenda os seguintes cuidados:

  • Com um pano seco e macio, remova a bruma (espécie de poeira acumulada) formada sobre o revestimento;
  • Com uma esponja umedecida em água limpa, limpe totalmente o porcelanato, processo que evita o surgimento de manchas;
  • Aplique um produto específico para limpeza de porcelanato (existem várias opções em lojas de construção), com ele a aparência do revestimento ficará perfeita e brilhante caso manchas tenham aparecido;
  • No caso de manchas de respingos de tintas, utilize solvente orgânico (como o thinner ou aguarrás), cuidando para que o produto não fique muito tempo sobre o porcelanato;
  • Para a limpeza do rejunte (apenas sete dias após o assentamento) dilua um produto específico para limpeza de porcelanato em água (proporção de 1/10), deixe agindo por dez minutos e limpe com o lado amarelo da esponja;
  • No caso de limpeza de rejunte com saponáceo cremoso, aplique o produto puro sobre o rejunte, deixe agindo por dez minutos e limpe com o lado amarelo da esponja.

Limpeza diária de porcelanato

Foto: Reprodução / Iara Kilaris

Foto: Reprodução / Iara Kilaris

Tatiana França menciona que os cuidados diários são fáceis e o investimento com produtos de limpeza é pouco, isso porque o procedimento é simples:

  • Varra os ambientes com uma vassoura de cerdas macias;
  • Prepare uma solução com detergente, sabão neutro ou vinagre diluído em água (1 colher para 5 litros) – caso o chão se apresente muito gorduroso, utilize água morna;
  • Passe um pano umedecido com essa solução pelos porcelanatos;
  • Seque o piso com um pano seco e limpo;
  • Caso permaneça alguma sujeira, deixa a solução agindo mais alguns minutos e esfregue com vassoura ou escova de cerdas macias;
  • Enxágue com água limpa e seque com pano igualmente limpo.

Como remover manchas diversas de porcelanato

Foto: Reprodução / Forclean

Foto: Reprodução / Forclean

Em casos de acidentes seguidos de manchas, saiba quais as melhores combinações e produtos para as seguintes especificidades:

  • Graxas e óleos: detergente alcalino e água quente;
  • Tintas: removedores de tinta (thinner);
  • Tinta de caneta: solvente orgânico (acetona);
  • Ferrugem e café: água sanitária, saponáceo cremoso e limpeza total;
  • Cerveja ou vinho: água sanitária ou detergente alcalino;
  • Borracha de pneu: saponáceo cremoso ou solvente orgânico (aguarrás).

Materiais que você não deve usar para limpar porcelanatos

Foto: iStock

Foto: iStock

Ainda que resistentes, os porcelanatos são danificados quando em contato com substâncias abrasivas e químicas inadequadas, resultando em superfícies porosas, riscadas e opacas.

Evite produtos com flúor e seus derivados (ênfase no ácido fluorídrico) e com alta concentração de hidróxidos de potássio e sódio (em exposições com mais de dez minutos, presente em ceras, sabão em pó, escovas, ácidos, água sanitária e soda cáustica).

Cuidados para não criar manchas ou riscos

Foto: Reprodução / Liliana Zenaro Interiores

Foto: Reprodução / Liliana Zenaro Interiores

Alguns hábitos são favoráveis para a manutenção da elegância, limpeza e durabilidade dos, entre as dicas da personal organizer estão:

  • Proteja os pés dos móveis com feltro, o procedimento evita a formação de riscos nos pisos;
  • Limpe líquidos derramados imediatamente, evitando o aparecimento de manchas;
  • Use capachos (tapetes de fibras) de qualidade nas entradas e saídas da casa, mantendo o ambiente sem sujeiras e riscos no chão;
  • Esfregue uma borracha nas manchas de marcas de calçados ou uma bola de tênis no caso de arranhões provocados por eles.

Em síntese, essas são as principais características e dicas para a manutenção de espaços e ambientes projetados com porcelanato, precauções que manterão ou aumentarão ainda mais a durabilidade desse revestimento tão em alta não apenas no mercado da construção, mas principalmente no gosto sofisticado dos clientes.

PARA VOCÊ