Crochê para iniciantes: dicas infalíveis para aprender sem medo

Escrito por Sheila Almendros
Atualizado em 13.08.20

O crochê é uma arte que já se tornou tradição em meio a várias famílias. Muitas pessoas aprendem com suas mães e avós, e a tendência é que realmente a técnica seja transmitida de geração para geração. Mas se você não deu essa sorte e deseja iniciar no mundo do crochê, que tal anotar dicas infalíveis para aprender sem restrições?

Continua após o anúncio



Material necessário

iStock

De acordo com a artesã Jussara Almendros, que executa trabalhos em crochê há mais de 35 anos, os materiais necessários para a sua iniciação são:

  • Agulha: há um formato de agulha exclusivo para a execução de trabalhos em crochê, e os tamanhos variam de acordo com a linha utilizada. Mas segundo Jussara, iniciantes encontrarão mais conforto e melhor precisão na execução de pontos com uma agulha de metal, tamanho 2.
  • Linha: o ideal para quem não tem prática no crochê é começar manuseando linhas de algodão, principalmente as mais finas, pois são mais fáceis de serem trabalhadas.
  • Tesourinha: esta ferramenta é primordial para cortar a linha sem desfiá-la.

Com estes 3 materiais você já poderá fazer inúmeras peças de crochê sem erro!

O que são gráficos e receitas

Para você compreender melhor a arte de crochetar, é necessário entender que um gráfico não é a mesma coisa que uma receita. Um gráfico informa o tamanho e dimensão de cada projeto que será crochetado, utilizando símbolos de pontos, já a receita inclui os pontos exatos que serão utilizados na peça durante o seu trabalho manual, descrevendo o gráfico por escrito.

O que são e quais são os pontos básicos do crochê

Tua Casa

A prática iniciante do crochê conta com quatro tipos de pontos simples. Vá sem medo! Eles são fáceis de reproduzir, veja só:

Ponto correntinha (corr)

Sheila Almendros

Continua após o anúncio



Para dar início a qualquer trabalho de crochê, você precisará fazer o ponto correntinha. É a partir dele que você incluirá qualquer outro ponto em seu projeto.

Ponto baixo (pb)

Sheila Almendros

O ponto baixo possui uma característica mais firme e fechada, ideal para trabalhos que você deseja manter maior estabilidade da peça.

Ponto baixíssimo (pbx)

Sheila Almendros

O ponto baixíssimo é ideal para acabamentos e finalizações, para que a borda da sua peça fique bastante firme.

Ponto alto (pa)

Sheila Almendros

O ponto alto possui uma trama média e é mais aberto que o ponto baixo. Ele é bastante usado em diversas receitas de crochê, e provavelmente o que você mais usará em seus trabalhos. Perfeito para criar relevo.

Saber os nomes e como são os principais pontos do crochê, ajuda a iluminar um pouco o mundo do crochê. Vamos dar o segundo passo, colocando a mão na massa!

4 vídeos para aprender mais

Os vídeos a seguir te darão uma mãozinha para aprender o básico, e também a se aventurar em peças fáceis de produzir:

Continua após o anúncio



Aula completa para iniciantes

Neste vídeo completo você aprenderá como fazer os pontos básicos do crochê de forma precisa e sem muitos segredos.

Fazendo crochê circular

O tutorial acima te ensina a maneira correta de fechar carreiras circulares no crochê. Assim você poderá executar lindos centros de mesa, sousplats, tapetes, entre outras peças.

Cesto com fio de malha para iniciantes

Sabe aqueles cestos maravilhosos em fio de malha, que viraram presença garantida na decoração? Veja como executá-los sem dificuldades, utilizando o ponto baixo.

Como fazer cachecol de crochê com lã

Aprenda a executar um lindo cachecol de lã, utilizando agulha de crochê grossa, todo em ponto alto. O vídeo mostra como iniciar, executar e finalizar a peça.

Viu como é fácil crochetar? Aos poucos você vai pegar a prática, e poderá desbravar gráficos e receitas cada vez mais complexos.

Continua após o anúncio



65 fotos que vão te inspirar a iniciar no crochê

Já está planejando trabalhos incríveis em crochê? Então confira uma seleção exclusiva de projetos e peças para você aprender a crochetar:

1. Você certamente fará um cachecol assim que começar a crochetar

2. E poderá fazer vários sousplats com o crochê circular

3. Com pontos simples você pode fazer desde tapetes até bolsas

4. E pode até variar nas cores na mesma peça

5. Com criatividade, é possível incluir outros materiais em seu projeto

6. Apaixone-se por esses descansos de copos

7. E também por este cestinho de fio de malha

8. Você não imagina como é fácil fazer este tapete

9. Você pode praticar muito fazendo biquinhos de crochê

10. Não esqueça de incluir franjas charmosas em seu cachecol

11. E as cores que você mais gosta

12. Pode ser quantas você quiser

13. Veja como essas bolsas ficaram charmosas

14. Dá até para fazer porta batom

15. Ou uma necessáire fofa

16. Que tal criar uma peça decorativa?

17. E até mesmo um centro de mesa com pompons

18. As florzinhas são perfeitas para aplicar em outras peças

19. E quanto mais confortável for a linha, melhor para praticar

20. Este trabalho contou com ponto baixo, alto, baixíssimo e correntinha

21. A partir do ponto alto você ainda consegue criar o ponto rede

22. Veja como o ponto alto adiciona volume na arte

23. Este zigue-zague foi formado só com a troca de cores das linhas

24. Um quadradinho é o início de vários projetos

25. Capricha nesse cesto aí

26. Veja que delicadeza o resultado deste trabalho

27. Sua mesa ficará ainda mais charmosa com esta peça

28. Com pontos fechados você criará um tapete bem quentinho

29. E com quantas cores você quiser

30. Em tamanhos variados

31. Veja como um fio de malha e pontos baixos fazem coisas incríveis

32. Dá para incluir pequenas bolinhas de lã em sua peça

33. Ou fazer pontos que mais parecem uma renda

34. Como não se apaixonar por este tapete gigante?

35. Um trabalho simples e bem criativo

36. Você já pode montar seu jogo de mesa todinho

37. Ou fazer uma bandeja única para a sua sala

38. Capas de almofada de crochê são bem charmosas

39. Aliás, tudo fica com cara de aconchego

40. Vai um projeto listrado aí?

41. Ele pode ser feito com vários tipos de linhas e lãs

42. Até o fio de sizal entrou na dança

43. Consegue imaginar a imensidão de projetos feitos com pontos simples?

44. Eles podem inclusive se tornar uma enorme colcha de cama

45. Há tantas peças a serem executadas

46. De todos os formatos e cores

47. Que vão enriquecer a sua decoração

48. E deixar tudo com uma carinha de conforto

49. Não há idade certa para aprender a crochetar

50. Nem tão pouco gênero e classe social

51. Basta você ter uma vontade mínima de aprender

52. E desbravar inúmeras possibilidades

53. Você pode começar fazendo biquinhos no pano de prato

54. E ir aprimorando sua técnica conforme for praticando

55. Logo você estará fazendo tapetes incríveis

56. Ou pequenos detalhes que fazem diferença

57. E quanto mais você praticar, mais firmeza seus pontos terão

58. Aliás, você encontrará a sua própria técnica

59. Como a maneira mais confortável de manusear a agulha

60. Ou qual estilo o seu ponto terá

61. E quando perceber terá muitos trabalhos realizados

62. E sairá do básico para receitas e gráficos mais complexos

63. Fora que o crochê é uma terapia maravilhosa

64. Você terá muito o que ganhar desbravando essa arte

65. E se aprimorando a cada trabalho executado

Agora que você aprendeu o básico, que tal conferir diversos tutoriais para fazer um lindo tapete de crochê redondo.