A ousadia e as cores do estilo Kitsch: 30 ideias para se inspirar

Escrito por Mariana Keller

Foto: Reprodução / iLamparas

Você já ouviu falar no termo Kitsch? É uma palavra de origem alemã derivada de “verkitschen”, que pela tradução literal significa sentimentalizar. Esse termo nasceu na época da Revolução Industrial, e nos estudos de arte e estética tem um significado pejorativo. Ele serve para classificar objetos baratos, de mau gosto ou exagerados, que copiam referências da alta cultura, mas são considerados inferiores e se destinam ao consumo de massa. Em muitos casos, objetos considerados Kitsch são também apelidados de brega e cafona no Brasil.

Porém, segundo a arquiteta Claudia Marandino , essa explicação soa bastante pretensiosa, mesmo que de fato exista um julgamento sobre o bom e o mau gosto. “Passei a considerar essa expressão na arquitetura mais no seu sentido simbólico do que no estético. É a personalidade individual exposta na arquitetura, caquinho por caquinho de cerâmica”, diz ela.

E esse estilo tem mesmo conquistado muitas pessoas, pois permite unir na decoração tudo o que gostamos em termos de cores, objetos e estampas, sem a preocupação com a dose certa ou com as regras de harmonização existentes. É onde aquelas peças de valor sentimental, que ajudam a contar nossas histórias, podem ser usadas livremente, mesmo que sejam consideradas extravagantes ou fora de contexto.

De acordo com Claudia, é importante se libertar de julgamentos estéticos rígidos, pois a livre expressão é sempre bem-vinda e preconceitos nos limitam. “Não considero o Kitsch como exatamente ‘um estilo de decoração’. Se você tem peças que representam suas experiências, seus afetos, sua personalidade, por que não usá-las na decoração do seu espaço? A questão é como usar as referências do Kitsch com inteligência e estilo”, afirma a arquiteta. Curtiu a ideia? Então, confira ambientes decorados com elementos Kitsch para você se inspirar e entender melhor sobre o estilo.

1. Uma crítica bem humorada

Foto: Reprodução / Guilherme Torres

O estilo Kitsch além de descontraído e vívido, também pode ser usado como uma forma de protesto contra regras artísticas impostas e a favor de uma maior democratização da arte. Neste ambiente, o quadro reforça bastante essa ideia, junto com outros elementos marcantes como os pinguins e outras estátuas de animais.

2. Brinque com cores e estampas

Foto: Reprodução / Isabelle de Borchgrave

Esse tipo de decoração abusa das linhas curvas e das cores fortes, cítricas e principalmente contrastantes. Além disso, é comum o uso de muitas texturas, como peles de animais ou que imitam superfícies da natureza, como a estampa floral. Tudo dentro deste estilo é utilizado com muita personalidade e sem limitações.

3. Um universo de formas para explorar

Foto: Reprodução / Hepcats Haven

As diferentes formas geométricas também são características marcantes do estilo Kitsch, como podemos ver no design criativo do sofá e da moldura dos quadros. Ao mesmo tempo que o estilo conflita na decoração, ele também dá um ar de descontração e  divertimento.

4. Vários estilos e facetas

Foto: Reprodução / Anna Spiro

A decoração Kitsch é versátil e assume várias facetas, tudo depende do seu gosto pessoal. Ela pode ser mais romântica, mais rústica, mais moderna, vintage. No caso deste cantinho, mesmo usando cores provocantes e intensas, as estampas florais, os quadros e o vaso de flores dão um toque mais romântico para o ambiente.

5. Uma cozinha que parece de boneca

Foto: Reprodução / Kate-Alice Mandal

E o que dizer dessa cozinha toda colorida e cheias de mimo que mais parece que saiu da casa da Barbie? Para compor ainda mais a decoração, ela apresenta também elementos vintage, como os quadros e pôsteres na parede, a cafeteira, os potes e o fogão. Ficou uma graça!

6. Uma mistura autêntica

Foto: Reprodução / iLamparas

Miscelânea é uma palavra que define bem a decoração Kitsch. É onde o exagero e o uso excessivo de itens dos mais diferentes estilos convivem trazendo o bom humor e o inusitado. Nesta sala de estar, vemos tanto a presença de elementos rústicos como também de elementos mais modernos. E claro, o excesso dos pratos na parede.

7. Kitsch com cara de retrô

Foto: Reprodução / D’Ange Design Studio

O estilo Kitsch pode ser usado de duas formas: alguns optam por abusar dos elementos, texturas e cores; outros, no entanto, são mais discretos e trazem o estilo apenas em pequenos objetos. De maneira geral, alguns ambientes até podem ser comparados com o estilo retrô, seja pelo design dos móveis ou pelos diversos quadros na parede, nesse caso.

8. Uma sala digna de uma fábula

Foto: Reprodução / Jeff Andrews

No Kitsch, o excesso de informação se torna algo divertido, exótico e aguça a curiosidade das pessoas. Até mesmo aqueles que não usariam esse tipo de decoração na sua própria casa chegam a ficar encantados com a criatividade e a personalidade desses ambientes, que nos remete a um mundo de fantasias.

9. Lindo e delicado banheiro

Foto: Reprodução / Vinnie Boy Vintage

Até mesmo os banheiros podem receber um toque Kitsch. Este ganhou até um ar infantil devido aos tons de rosa e azul bebê e pelas miniaturas de gatinho e lixeira com desenho de poodle. Novamente aqui também vemos elementos retrô, estilo que muitas vezes é utilizado em conjunto com o Kitsch.

10. O colorido deixa qualquer ambiente mais alegre

Foto: Reprodução /
Bebel Franco

O estilo Kitsch está presente no cinema, na fotografia e no universo pop em geral. Os filmes de Almodóvar, as imagens de David La Chapelle, o visual de Lady Gaga e Carmem Miranda, as cores de Frida Kahlo, todos são ícones desse estilo. E por falar em Frida, esse quarto de casal não está a cara da artista?

11. O Kitsch permite dar forma à imaginação

Foto: Reprodução / Alessandro Mendini

Aqui, novamente as diferentes formas geométricas em móveis são o ponto forte da decoração Kitsch. Além disso, o uso de elementos decorativos extravagantes e cores vibrantes funciona como um artifício que tira a seriedade do ambiente e deixa tudo mais moderno e divertido.

12. Detalhes que fazem toda a diferença

Foto: Reprodução / Guilherme Torres

Neste exemplo, o estilo Kitsch está em pequenos detalhes e pode ser considerado mais discreto se comparado com a maioria. Os objetos mais marcantes são esses vasos em forma de homem e mulher, que não seguem aquelas linhas tradicionais de design e trazem uma quebra de estilo.

13. Uma sala marcante

Foto: Reprodução / Jeanie Engelbach

Esta sala de estar usou e abusou do Kitsch sem medo: a mistura de cores, o lustre extravagante, a estampa de onça da mesa e a quantidade excessiva de caixas e baús com desenhos infantis enfeitando as prateleiras. A arquiteta Claudia Marandino diz que esses elementos mostram a intenção de se individualizar no contexto social e de se mostrar como alguém de destaque.

14. O cisne é uma das marcas do estilo Kitsch

Foto: Reprodução / Kitsch Kitchen

Além dos clássicos pinguins de geladeira, os cisnes e flamingos decorativos também são peças características e muito populares do estilo Kitsch. Eles podem ser usados de várias formas: como pequenas estátuas, luminárias, em estampas e até como vasinhos de planta como estes.

15. Excesso nem sempre é pecado

Foto: Reprodução / Marcelo Rosenbaum

Muitas pessoas podem achar este quarto exagerado demais para uma criança. Mas, se pararmos para pensar, o mundo infantil é mágico e repleto de imaginação e é justamente nessa fase que temos mais liberdade para sonhar e  desenvolver a nossa personalidade. Então, por que não usar o estilo Kitsch para expressar tudo isso de forma lúdica?

16. Os opostos se atraem

Foto: Reprodução / Form Design Studio

Neste quarto vemos um contraste interessante: uma parede decorada com grafite, elemento totalmente urbano, misturado com estampas florais e de animais, elementos da natureza. Essa mistura de estilos completamente opostos é uma das características marcantes do Kitsch.

17. Imitações são bem-vindas

Foto: Reprodução / Get Design Inspiration

Os produtos Kitsch geralmente são confeccionados em novos materiais que imitam outros, de melhor qualidade. A regra é que se utilize uma matéria-prima considerada inferior e barata dissimulando-a para que pareça nobre. Um bom exemplo é a madeira pintada imitando mármore. O contrário também é possível. Estátuas e objetos podem ganhar texturas representadas diferentes do material original.

18. Os objetos fazem toda diferença

Foto: Reprodução / My Little Kitsch

Um bom exemplo de objetos Kitsch são os bibelôs de porcelana barata, peças e utensílios de plásticos usados na decoração e no dia a dia, bichinhos de pelúcia, anões de jardim, paisagens tropicais estereotipadas, etc. Nesta foto, vemos além do excesso de bonecos e bichinhos de pelúcia, a clássica estampa de flamingo, já mencionada.

19. Autenticidade sem exageros

Foto: Reprodução / Vamp

O Kitsch quando bem dosado pode se tornar cool. Usar paredes e pisos mais discretos e abusar dos objetos e móveis é uma boa maneira de usar a miscelânea do estilo sem ficar com cara de brega ou exagerado demais. O uso de alguns móveis mais neutros também é uma boa opção para não deixar o ambiente muito carregado.

20. Kitsch também é cult

Foto: Reprodução / Guilherme Torres

Esse estilo é tão versátil, mistura tantos elementos, que fica até difícil classificá-lo de forma exata. Ele homenageia o bom humor e revela até mesmo um lado cult através da arte pop, que o tornou mais conhecido mundo afora. Por isso, a variação de opiniões sobre ele é tão grande.

21. Use e abuse dos tecidos

Foto: Reprodução / Etat D’ame

Estampas e tecidos em grande quantidade são muito usados na decoração Kitsch. Neste exemplo, a combinação das estampas em conjunto com a estrela iluminada deixou o ambiente ainda mais extravagante. A imagem da santa feita com material diferente do convencional também é um elemento desse estilo, que costuma abusar de imagens devocionais.

22. A sensação de estar numa floresta

Foto: Reprodução / Designers Guilg

Estampas florais são as queridinhas de vários estilos de decoração, mas quando usadas em abundância num mesmo ambiente, certamente será categorizado como Kitsch. Neste lounge, foram usados estofados, almofadas e tapetes floridos e, para compor ainda mais essa ideia de floresta, ainda foram colocados vasos com plantas verdadeiras de diferentes tipos.

23. Brinquedos também servem para decorar

Foto: Reprodução / Guilherme Torres

E quem disse que brinquedos servem apenas para crianças? Eles também pode ser ótimos objetos decorativos, principalmente se você for um colecionador e tiver muitas peças para expor. Como podemos perceber, esta casa adotou o estilo Kitsch em todos os ambientes.

24. Expresse sua personalidade através da decoração

Foto: Reprodução / Marcelo Rosenbaum

A casa do famoso arquiteto paulista Marcelo Rosenbaum é recheada de cores e estampas. O que nos mostra que mesmo um profissional reconhecido também pode gostar de um estilo diferente das regras convencionais de bom gosto e elegância. Então, por que não seguir seu coração e decorar sua casa do jeito que você quiser e sem se preocupar com regras?

25. Mais uma opção com brinquedinhos e miniaturas

Foto: Reprodução / iLamparas

Nesta espécie de home office, a decoração também é recheada de elementos Kitsch, como os brinquedos e as miniaturas. Você pode encontrar outros objetos desse estilo facilmente em lojas de decoração, como os anões de jardim, flores de plástico, jarras em formatos de frutas, cofrinhos e etc.

26. Paredes preenchidas ao máximo

Foto: Reprodução / Mary Ann Shaklan

Encher as paredes de itens decorativos com estilos diferentes, como quadros, espelhos, molduras, estantes e nichos é uma boa forma de compor o estilo Kitsch. Mas você ainda pode apostar nas cores e texturas de almofadas e/ou assentos de cadeiras, além de materiais distintos para os móveis.

27. Reaproveite objetos antigos e fora de uso

Foto: Reprodução / V is for Vintage Shop

Sabe aqueles objetos velhos que estavam guardados e que você acaba achando sem querer e não sabe o que fazer com eles? Então, ao invés de descartá-los, você pode usar para criar uma decoração divertida e diferente. Você pode criar um cantinho exótico como esse e dar mais personalidade para a sua casa.

28. Conforto e estilo

Foto: Reprodução / Guilherme Torres

Neste quarto também podemos perceber facilmente os elementos considerados Kitsch: as cores contrastantes, a cabeça de tigre de pelúcia, a caveira e a pequena estátua de corvo sobre os livros. O abajur retrô também pode ser considerado um elemento característico dessa decoração.

29. Banheiros também podem ganhar uma decoração criativa

Foto: iStock

Olha aí os cisnes e flamingos de novo! No banheiro, eles fizeram uma interessante composição, combinando com as cores do azulejo da parede e também com a cortina do box. É interessante inovar na decoração deste ambiente, já que, normalmente, acaba sendo o lugar mais neutro da casa.

30. Um ambiente alegre e vívido

Foto: Reprodução / Allemaal Kleurtjes

Este vasinho de planta de design super criativo fez uma linda composição com as cores da mesa e dos castiçais e vasos sobre ela. A pátina, estilo de pintura mais rústica, também deu um charme a mais para o local. A junção de tudo isso, aliado ainda ao chão quadriculado, confirmou o estilo Kitsch presente na decoração.

Versátil, ousado e de personalidade marcante, esse é o estilo Kitsch. Nem cafona, nem brega, e tampouco de mau gosto, ele está acima de qualquer estereótipo. Quando usado com sabedoria, cria um ambiente com personalidade e atitude e ainda proporciona um ar de nostalgia. Se você gostou dessas ideias, aproveite para usar essas inspirações e inovar diferentes cômodos da sua casa.

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS