Peças retrôs se destacam na decoração de apartamento

Escrito por
Em 08.03.21

Por                                
Em 08.03.21

Após decidirem que era hora de investir na casa própria, Giorgio e Beatriz visitaram inúmeros imóveis até encontrarem o espaço ideal. Antes mesmo de se mudarem, o local escolhido passou por pequenos ajustes e ainda há mais planos para transformar a residência. Juntos e em constante mudança, o casal vai decorando aos poucos os ambientes, investindo em novos móveis e personalizando o lar com seus gostos, peças de família e muitas memórias afetivas. Veja:

Continua após o anúncio



Tipo de residência: apartamento

Área: 96m²

Cidade: São Paulo, SP

Moradores: Giorgio é engenheiro e trabalha na área de planejamento estratégico e inteligência de mercado. Já Beatriz é formada em relações internacionais, aprecia locais com decoração antiga e adora passar o tempo fazendo artesanatos com miniaturas. Eles ainda não têm filhos, mas isso já está nos planos e até influenciou a decisão da planta do apartamento.

Diferenciais: ambos afirmam que não possuem um estilo definido, “é uma mistura dos nossos gostos, hobbies e das memórias de infância”. Na decoração, há a “predominância de madeira e palhinha que na nossa visão trazem a sensação de conforto”. O casal também indica que possuem várias peças que são herança de família e lembranças de diferentes épocas espalhadas em vários cantinhos.

O apê do Giorgio e da Beatriz

Para Beatriz, os móveis de palhinha são especiais, “meus avós tinhas móveis lindos com esse acabamento, que me encantavam quando criança”. E acrescenta, “para compor a decoração com essas peças antigas, buscamos objetos diferentes e que também nos tragam alguma memória afetiva, como souvenirs de viagem. […] Sempre trazemos pequenos mimos e é uma delícia olhar para eles e recordar aquele momento”.

Pequeno hall de entrada

nossa casinha retro

Continua após o anúncio



“Gostamos muito de receber nossa família e amigos em casa”, afirma o casal. Por isso, ao lado da porta, eles prepararam um cabideiro e apoio para chaves e acessórios. “Optamos por colocar uma prateleira que já tínhamos […] e instalamos ganchos vintages para bolsas”. O banquinho é da casa da mãe de Bia e os tamancos ela ganhou de seus pais durante uma viagem a Holambra, quando ainda era criança.

Móveis retrô e de herança

A porta que dividia a sala e a sacada foi retirada, trazendo integração entre os ambientes. O sofá é o item mais novo no apê, “optamos por uma cor clara com detalhe em couro e cantos arredondados para dar um ar mais antiguinho”, revela Beatriz. A cadeira de balanço Thonet é uma herança de família.

Decoração com significado

Na decoração, há diversos itens cheios de significados, como uma coleção de casinhas espalhadas pelo apê, peças de lego e xícaras com cenários em miniaturas feitas como passatempo pela própria moradora. Na parede, uma raquete garimpada em uma loja de antiguidades, “Giorgio adora jogar tênis e acompanha os campeonatos pela TV”, conta Bia.

Exposição de itens na mesa de centro

“Como temos muitos mimos de viagem, que geralmente são pequenos, optamos por uma mesa de centro onde pudéssemos expor um pouco da decor na parte de baixo e ainda ter a parte de cima livre para colocar copos ou aperitivos”, explicam.

Uma varanda aconchegante

O antigo sofá foi para a varanda e montou um cantinho de descanso que eles aproveitam bastante. “Tem um sol supergostoso de manhãzinha e um vento fresco a noite. É ótimo pra relaxar, ler um livro, tomar um drinque e é onde a Bia faz as aulas de ioga.”

Continua após o anúncio



Minibar em casa

Beatriz e Giorgio preparam um minibar no ambiente. “Compramos este frigobar usado porque adoramos a cor, foi um superachado”. Além de variadas bebidas, a bandeja também ganhou uma taça com tema de Las Vegas feita pelas mãos de Bia. Eles informam que possuem planos de fazer um balcão, “para acomodar o frigobar e adega e servir de apoio para a churrasqueira”.

Frescor e beleza das plantas

Na sacada também há várias plantas, “adoramos cuidar e acompanhar o desenvolvimento, ficamos superempolgados quando nasce uma folha nova”. Destaque para uma balança antiga que era da mãe de Bia com suculentas plantadas na xícara.

Novo uso para antigos objetos

Objetos antigos e de família se sobressaem na decoração, como o moedor de carne, que virou um elegante centro de mesa.

Um lar cheio de memórias

“Gostamos de montar cantinhos que destacam estes objetos, como colocar sobre uma bandeja ou sobre livros e também achar novas funções para eles. De fato, temos muito apego às memórias de infância e à história desses objetos”, diz o casal.

Quadrinhos de lembranças de viagens

nossa casinha retro

Continua após o anúncio



“No corredor dos quartos, colocamos quadrinhos que montamos com memórias de viagens – tickets de museu, cartão do hotel, passagem do metrô, guias e mapas, todo mundo adora, e é uma coisa supersimples”. E acrescentam empolgados, “sempre voltamos de viagem com uma sacola cheia destes impressos, já pensando no próximo quadrinho”.

Escritório em casa

O escritório não era uma prioridade na lista de reformas da casa, “mas como o Giorgio está em home office, sem previsão de volta, queríamos que ele tivesse um espaço confortável para trabalhar”, diz Bia. Para manter a unidade com o restante da casa, o casal optou pelo branco combinado com o tampo em freijó.

Criatividade na organização

O desenho foi feito pela dupla e a ideia é que além de espaço de trabalho e estudo, seja também um lugar para guardar todo o material de artesanato dela e expor peças autorais e souvernirs. “Giorgio acabou de receber uma máquina de escrever que era do seu avô e estamos supermotivados a restaurá-la”, adianta Beatriz. Logo, a ilustre peça também fará parte desse cantinho.

Pequenos mimos na cozinha

A cozinha e a lavanderia também estão nos planos de reforma. “Não tem muitos armários e nem espaço de bancada para o preparo de alimentos e nós cozinhamos quase todos os dias. A reforma irá nos ajudar bastante”, relatam. Para animar o espaço, Beatriz decorou a parede com pequenos mimos e objetos que já tinha.

Prateleira na lavanderia

Para facilitar, uma prateleira em cima da máquina de lavar armazena os produtos que mais usam no dia a dia. Aos poucos, os espaços vão ganhando personalidade e a cara dos dois. “A casa está em constante mudança. Sempre mudamos algo de lugar ou trazemos um item novo, mas é exatamente essa possibilidade de mudança que torna decorar uma coisa muito gostosa”, finalizam.

Explorar móveis antigos e renovar velhas peças de família traz significado para a decoração e ajuda a transformar os ambientes da casa de forma simples e muito charmosa. E para se jogar com tudo nessa sugestão, veja ideias de decoração vintage.