Decoração de interiores: plantas que não precisam de sol

Escrito por Sheila Almendros

Foto: Reprodução / Sá & Cioni

Você já pensou em adicionar mais verde na sua casa? E não estamos falando de pintura, e sim de incluir uma plantinha em sua decoração! Esta é uma maneira muito simples e prazerosa de oferecer mais aconchego, energia e ar puro ao ambiente sem maiores investimentos, independentemente se o seu cantinho for uma casa espaçosa ou um pequeno apartamento.

Mas para isso é necessário ter duas coisas: disposição e carinho para cuidá-las. Há quem diga que aguar, podar e adubar sua plantinha é uma excelente terapia, e mesmo que sua rotina seja corrida, é possível escolher uma espécie que exija poucos cuidados.

Casas com espaços amplos podem usar e abusar de vasos de diferentes tamanhos espalhados pelos cômodos. Apartamentos com metragens mais limitadas podem ganhar um jardim vertical bem bonito, ou simplesmente adicionar um vaso único, mas muito especial. Abaixo você conhecerá as espécies certas para incluir na decoração de interiores, e com os comentários da arquiteta e paisagista Stella Pongiluppi, aprenderá a cuidar de cada uma delas, e qual o cantinho certo que deve mantê-las dentro de casa.

Aglaonema

“Mais conhecida como café-de-salão, atinge 40 centímetros e precisa de terra rica em matéria orgânica e sempre muito bem irrigada. Não suporta clima frio. Inflorescência sem importância ornamental, entretanto os frutos são vistosos e decorativos”.

1. Aquele cantinho especial da casa

Foto: Reprodução / Gony Choi

2. Adicionar várias espécies e vasos iguais deixam a decoração mais organizada

Foto: Reprodução / Folia Design

3. A janela é o local ideal para deixar sua Aglaonema em dias frescos

Foto: Reprodução / Tereza Velenová

4. Sua folhagem é lindíssima!

Foto: Reprodução / John Lawrence

5. Até o home office ganha outra cara

Foto: Reprodução / My City Plants

Antúrio

“Originário da Colômbia, o tamanho varia entre 30 centímetros e 1 metro de altura. Não tolera temperaturas muito frias. As flores mais comuns são as de cores branca, vermelha e cor-de-rosa. Se desenvolve melhor em regiões quentes e úmidas”.

6. Antúrios ficam maravilhosos em vasos de vidro

Foto: Reprodução / Ana Luisa Previde

7. E são muito usados para a confecção de belos arranjos

Foto: Reprodução / Atelier Anna Alberti

8. Suas flores vermelhas são perfeitas para arranjos natalinos também!

Foto: Reprodução / Wilian Aguiar

9. Proteja-as sempre do frio

Foto: Reprodução / Mais que Amélias e Amélios

10. Quanto mais, melhor!

Foto: Reprodução / Floricultura Winge

Árvore da felicidade

“A árvore da felicidade é um arbusto lenhoso. A fêmea, com folhas finas, pode atingir 2,50 metros de altura, enquanto o macho, com folhas ovaladas, cresce até os 5 metros. Raramente floresce no Brasil. A espécie pode receber podas regulares para contenção da folhagem, ótima para canteiros à meia-sombra. Precisa de terra fértil e irrigação média”.

11. Ao lado da varanda é o melhor local

Foto: Reprodução / Leonardo Lucidi

12. Um pequeno galho pode ser incluído no terrário

Foto: Reprodução / Jardim de Nirvana Atelier

13. Capriche na escolha do cachepô

Foto: Reprodução / De. Coração

14. Aproveite cada espaço do cômodo

Foto: Reprodução / Silvânia Loprete

15. Seus brotinhos dão belos arranjos

Foto: Reprodução / Vista Verde Arranjos

Azaleia

“A azaleia deve ser cultivada em lugares com bastante luminosidade, o ideal é receber um pouco de sol diretamente todos os dias, então são perfeitas para varandas voltadas para o Norte. Suas flores surgem no outono-inverno, em uma grande variedade de cores e texturas (lisas e dobradas). Ainda no inverno, ela perde sua folhagem (plantas decíduas fazem isto para diminuir a perda de água). A poda somente pode ser feita após o período de floração e é importante para a renovação da folhagem e formação de novos brotos. O tipo de solo ideal é ácido, bem adubado e com regas regulares. É uma espécie tóxica, não indicada para casas e apartamentos com animais”.

16. Quando o caule é lindo até sem flores

Foto: Reprodução / Eka TheWrecka

17. Mas suas flores deixam qualquer casa mais alegre

Foto: Reprodução / Amelia Taque Nishibe

18. Duas cores em um vaso só

Foto: Reprodução / Adrian

19. A mesa de canto ficou muito mais charmosa

Foto: Reprodução / Marci Designs

20. Como não amar esta filha única super diferente?

Foto: Reprodução / Mariska Schreuder

Bambu da sorte

“A herbácea pode alcançar até 1,5 metros de altura. Originária da África, tem as folhas com margens brancas ou amarelas. Pode ser cultivada tanto a sol pleno quanto a meia sombra e embora se chame bambu-da-sorte, não é um bambu de fato. O solo deve ser bem drenado, adubado e regado regularmente. Também pode ser cultivado na água, de forma hidropônica”.

21. Um toque de vida em meio a modernidade

Foto: Reprodução / Flavio Moura

22. Inclua a planta acima de um móvel que dê destaque ao verde

Foto: Reprodução / Mundstock Arquitetura

23. Ou uma iluminação quente e direta bem charmosa

Foto: Reprodução / Marizeth Estrela Paisagismo

24. Seu caule pode ser entrelaçado para ficar ainda mais elegante

Foto: Reprodução / Hygino Rezende

25. Sua poda pode ser altamente artesanal e divertida

Foto: Reprodução / Amazonia Bonsai

Begônia

“As begônias podem crescer até 30 centímetros, florescem o ano inteiro e tem diferentes cores de flores (vermelha, amarela, cor-de-rosa, salmão, branca). A folhagem suculenta, pode ser verde ou avermelhada. O cultivo deve ser feito em solo permeável e constantemente irrigado”.

26. Para dar um colorido à sala

Foto: Reprodução / Flavio Moura

27. As flores rosa são super delicadas

Foto: Reprodução / Rosa GoWhite Flow

28. Mesmo sem florescer, a begônia pode te surpreender

Foto: Reprodução / Nikwasi

29. E quando florescem, formam este espetáculo

Foto: Reprodução / Cassandra Rocca

30. Begônias são sinônimo de jovialidade e fertilidade

Foto: Reprodução / Peter Harald

Bromélia

“Grande parte das bromélias são de meia sombra, mas muitas delas também se adaptam ao sol pleno também. Quando cultivadas em vasos, o solo deve ser muito bem drenado, evitando o acúmulo de água nas raízes da planta. Para áreas internas, boas opções são:
– Gusmânia (Guzmania ligulata), que atinge os 30 centímetros. A inflorescência acontece no verão, com pequenas flores brancas, envoltas pelas brácteas da bromélia, que podem ser vermelhas, rosa ou mesmo verde.
– Aequimea (Aechmea fasciata), pode atingir os 40 centímetros, com folhas verdes em roseta ou mesmo em um tom marmorizado, de verde e cinza. As brácteas róseas são duráveis e a inflorescência pequena e azul surge em seus cantos”.

31. As bromélias são super adaptáveis a qualquer ambiente

Foto: Reprodução / Patricia Pinto

32. Para melhor desenvolvimento, deixe-a em um ambiente com luz indireta

Foto: Reprodução / Gaby Olin

33. Regue-a semanalmente, ou quando perceber que sua terra está seca

Foto: Reprodução / La Señorita Babies & Moms

34. Mas, cuidado! Não deixe o vaso encharcado!

Foto: Reprodução / Patricia Pinto

35. Borrife um pouquinho de água em sua folhagem no verão

Foto: Reprodução / Tsutomu Cruise

Cacto

O cacto precisa de sol pleno, com exceção do mini-cacto (Mammillaria SP) que pode ser plantado em áreas internas, sem luz solar direta, porém com boa luminosidade no ambiente. As regas devem ser feitas uma vez por semana ou a cada quinze dias, ou sempre que a terra estiver seca. Por ser rústico, requer poucos cuidados”.

36. O cacto Mandacaru adora uma varandinha

Foto: Reprodução / Flavio Moura

37. E os mini cactos se dão bem em qualquer ambiente da casa

Foto: Reprodução / Beatriz Ottaiano

38. Eles gostam de pouca água, portanto, regue-os com moderação

Foto: Reprodução / Apartamento 33

39. Você pode encontrar cactos de vários tamanhos diferentes

Foto: Reprodução / Apartamento 84

40. … mas eles se desenvolvem mais se você deixá-los no sol

Foto: Reprodução / PhD

Calatheas

“Há diversos tipos de calatheas ou Marantas, quase todas para meia-sombra e locais quentes e úmidos. As mais conhecidas e fáceis de encontrar no mercado são:
– Maranta-prateada (Calathea picturata), cresce entre 15 e 30 centímetros, deve ser cultivada em vasos a meia sombra, com solo rico em matéria orgânica, bem permeável e sempre úmido. Geralmente suas folhas são predominantemente verdes e com manchas prateadas no centro e nas bordas.
– Maranta-zebra (Calathea zebrina), é uma espécie de porte maior e pode atingir 80 centímetros de altura. Suas folhas são largas, ovaladas e com textura aveludada. Inflorescência arroxeada, porém sem importância ornamental. É sensível à luz solar direta, geadas e falta de umidade no solo”.

41. As cores de algumas espécies de Calatheas lembram uma melancia

Foto: Reprodução / Roberto Carneiro

42. Elas adoram uma meia sombra, ideal para ficar pertinho de uma janela

Foto: Reprodução / Giselle Martos Arquiteta

43. Sua vasta folhagem é ideal pra forrar o solo

Foto: Reprodução / Evandra Cruz Paisagismo

44. Regue a sua Maranta um dia sim e outro não

Foto: Reprodução / Martyna Ziółkowska

45. Este tipo de folhagem gosta de terra umedecida e não encharcada

Foto: Reprodução / Botanist Diary

Camedórea-elegante

“É uma palmeira de caule fino e porte de até 2 metros de altura. Não tolera o frio e nem sol diretamente. É ideal para vasos em jardins de inverno ou áreas internas. A rega deve ser feita semanalmente, sempre com solo bem drenado”.

46. Esta espécie de palmeira fica incrível ao lado de uma bela poltrona

Foto: Reprodução / Luana Mendonça Arquitetura

47. Quando ainda novas, vivem perfeitamente em vasos pequenos

Foto: Reprodução / Adela Pârvu

48. O banheiro ganha outra vida com plantinhas na decoração

Foto: Reprodução / Sofia Live

Ciclanto

“Conhecida também como Mapuá, seu arbusto é entouceirado, nativo da Amazônia e pode atingir 1,80 metros. Se confinado em um vaso, se desenvolve menos, então o ideal é fazer o plantio diretamente no solo. O solo deve ser constantemente úmido, permeável e bem adubado. A espécie não tolera regiões muito frias e geadas.

49. Os Ciclantos devem ficar protegidos do inverno, em varandas fechadas

Foto: Reprodução / Oficina2mais Paisagismo

50. … ou naquele cantinho perfeito da sala

Foto: Reprodução / Vvurge

51. Se faltar espaço, crie um jardim vertical no corredor

Foto: Reprodução / RW Paisagismo

Clorofito

“Esta herbácea de porte pequeno, com 15 a 20 centímetros de altura, tem a folhagem verde escura ou na variedade com variegação, terá folhas verdes com faixas brancas ou amareladas. Suas flores são brancas e pequenas, surgindo no verão. O solo, rico em matéria orgânica, deve ser mantido sempre úmido. A espécie tolera temperaturas baixas”.

52. Você pode plantar um Clorofito tanto em uma jardineira como em um vaso só pra ele

Foto: Reprodução / A Febre das Plantas

53. Essa espécie aguenta até ambientes com ar condicionado!

Foto: Reprodução / A Febre das Plantas

54. … e está entre as 10 plantas mais fáceis de cuidar no mundo

Foto: Reprodução / Hipó

55. Você só deve regá-la quando a terra estiver totalmente seca

Foto: Reprodução / Quênia Webster

Columeia

“Herbácea com folhagem pendente, nativa do Brasil. Suas folhas são pequenas, verde-escuras e brilhantes. E a floração acontece na primavera, com pequenas e longas flores vermelhas, atraindo beija-flores. A espécie não é recomendada para regiões frias”.

56. Borrife água em sua Columeia em vez de molhar a sua raiz

Foto: Reprodução / Loba Urbana

57. Suas flores parecem peixinhos, e por isso receberam tal apelido

Foto: Reprodução / Espaço Adelita

58. Procure um ambiente para ela que tenha calor moderado

Foto: Reprodução / Frau Porath

59. Pode apostar que esta belezinha só trará boas energias

Foto: Reprodução / Bernardo França

60. E darão muito mais aconchego ao ambiente

Foto: Reprodução / Ateliê Pitanga

Cróton

“Arbusto semilenhoso que atinge os 3 metros de altura, se plantada no solo. Suas folhas são muito vistosas pelas cores e formato. A espécie não deve ser podada para não prejudicar seu formato. Exige uma boa drenagem do solo e não é indicada para lares que possuem animais, por ser uma espécie tóxica”.

61. Deixe seu Cróton longe do alcance de seu pet

Foto: Reprodução / Bryan Fantetti

62. Os cuidados com este tipo de planta são bem simples

Foto: Reprodução / Brutanik

63. Apesar de florescer, o que chama mais a atenção desta espécie são as folhas

Foto: Reprodução / Melissa Marie

64. Crótons não gostam de frio e adoram uma meia luz ou iluminação plena

Foto: Reprodução / Yukuri

65. Limpe a poeira de sua folhagem com um pano úmido e de forma bem delicada

Foto: Reprodução / Jungle Desert

Espada de São Jorge

“Herbácea que pode atingir 90 centímetros de altura. Com folhas espessas e cultivadas em duas variedades mais conhecidas, com margens amareladas em suas folhas verde-escuras ou manchas verde-claras transversais”.

66. Esta é uma das plantas mais usadas na decoração de interiores

Foto: Reprodução / Flávio Moura

67. Se plantada corretamente, ela se adapta a qualquer tipo de ambiente

Foto: Reprodução / Lúcia Vale

68. Se a raíz começar a quebrar o vaso, replante-a

Foto: Reprodução / Plants Fan

69. Fique de olho em sua terra e molhe-a quando estiver seca

Foto: Reprodução / Kokedama

70. A Espada de São Jorge combina com qualquer tipo de decoração

Foto: Reprodução / Flávio Moura

Jiboia

“Com folhagem pendente, variegadas de amarelo ou branco e folhas grandes na idade adulta. Quando jovem, as folhas são pequenas e verdes. Se desenvolve bem em áreas sombreadas e requer poucos cuidados além de regas regulares. Pode ser cultivada também na água”.

71. Use o crescimento desta plantinha ao seu favor

Foto: Reprodução / Histórias de Casa

72. Sua folhagem dentro de casa cresce muito menos que em áreas externas

Foto: Reprodução / Palmetal

73. Este tipo de trepadeira gosta de calor e água

Foto: Reprodução / Decor Viva

74. Você pode podá-la caso queira uma folhagem mais contida

Foto: Reprodução / Flávio Moura

75. Ou cultivá-la em um vaso de vidro com água

Foto: Reprodução / Histórias de Casa

Licuala – Palmeira Leque

“Atinge de 2 a 3 metros de altura, embora seu crescimento seja muito lento. Suas folhas em leque plissado são verde-escuras e brilhantes. Pelo fato das folhas serem largas, deve ficar protegida dos ventos, para que a folhagem não rasge. Seus frutos crescem em cachos pequenos e avermelhados, visto somente em plantas idosas. O solo deve ser mantido sempre úmido e bem adubado, a espécie é ideal para ambientes internos”.

76. A Licuala adora um solzinho matinal

Foto: Reprodução / Cris Bermudez

77. Mas evite o sol direto, protegendo-a com cortinas finas

Foto: Reprodução / Flip Couto

78. Ventos fortes devem ser evitados para sua folhagem não rasgar

Foto: Reprodução / Florinda & Matildo

79. Escolha um vaso de boca larga e que não tombe facilmente para o seu cultivo

Foto: Reprodução / My Green Book

80. O efeito decorativo de sua folhagem é encantador

Foto: Reprodução / Espaço da Jardinagem

Lírios da paz

“Herbácea de 30 centímetros de altura, com folhas longas, brilhantes e muito ornamental. A floração acontece na primavera-verão, com a espata branca e sem perfume. Deve ser regada com uma frequência alta, porém o solo deve estar bem drenado e fertilizado”.

81. Lírios precisam ficar longe do sol forte

Foto: Reprodução / Flávio Moura

82. Mas entortam se ficam o dia inteiro na sombra

Foto: Reprodução / Paula Daniela

83. Portanto, deixe-os em um local onde o sol bata pela manhã

Foto: Reprodução / Joana Unterkircher

84. Evite o acúmulo de água no pratinho de retenção

Foto: Reprodução / Anlene Souza

85. Regue-os somente quando a terra secar

Foto: Reprodução / Bruno Melo

Neoregelia

“Suas folhas em rosetas podem ser verde-escuras, ou com estrias brancas. As flores são pequenas e azuladas, sem valor ornamental e surgem no verão. A terra deve ser mantida sempre úmida, com boa permeabilidade e drenagem”.

86. Deixe sempre sua Neoregelia bem adubada

Foto: Reprodução / Yocto

87. Elas são fáceis de cuidar e muito resistentes

Foto: Reprodução / Menti

88. Esta é uma espécie da família das Bromélias

Foto: Reprodução / Luco

Orquídea

As orquídeas gostam de lugares frescos, protegidas da luz direta. Se dão super bem com os raios da manhã, mas nada além disso. Sua irrigação deve ser feita de maneira equilibrada, para não encharcá-la e nem desidratá-la. O solo deve ficar úmido sempre, sendo no verão de duas a três regas por semana, dependendo da umidade do ar, e no inverno, de uma a duas vezes.

89. Orquídeas no centro de mesa são sempre luxuosas

Foto: Reprodução / Aquiles Nicolas Kilaris

90. Suas cores podem ser das mais variadas

Foto: Reprodução / Liliana Zenaro

91. E há varios tipos de flores também

Foto: Reprodução / Aquiles Nicolas Kilaris

92. … que deixam a decoração muito mais delicada

Foto: Reprodução / Sergio Palmeira

93. Esta espécie não gosta muito de ser movida de lugar

Foto: Reprodução / Aquiles Nicolas Kilaris

94. Portanto, capriche no local que deixará o seu vaso

95. E não esqueça de regá-la com moderação

Foto: Reprodução / Elaine Carvalho

Pau d’água

“O Pau d’água é um arbusto de porte médio, alcançando 3 metros de altura, pode ser mantido em áreas internas, em vasos, mas se desenvolve melhor em áreas abertas, a sol pleno”.

96. Um cantinho de relaxamento com muito ar puro

Foto: Reprodução / Juliana Freitas

97. Escolha um local estratégico para receber a sua planta…

Foto: Reprodução / Maria Edneia

98. Pois elas podem chegar a até 2 metros de altura!

Foto: Reprodução / JC Jardins

99. Pulverize suas folhas com água entre duas e três vezes por semana

Foto: Reprodução / Green Grun

Peperômia

“Há diversos tipos de peperômias, quase todas para meia-sombra e locais quentes e úmidos. As mais conhecidas e fáceis de encontrar no mercado são:
Peperomia argyreia, ou peperômia-melancia, com porte de 25 centímetros, suas folhas são grandes, brilhantes, ovaladas e com faixas prateadas se destacando no verde-escuro. Solo bem adubado e permeável.
Peperomia serpens, ou peperômia-filodendro, com folhas pequenas e geralmente na cor verde clara ou variegada. Solo bem adubado e permeável”.

100. Deixe o seu vasinho onde bata sol de vez em quando

Foto: Reprodução / Frau Hölle Studio

101. Proteja o seu fundo com pedrinhas ou manta-não-tecido

Foto: Reprodução / Agathe Dhr

102. … e garanta a drenagem com um pouco de areia

Foto: Reprodução / PlantLadyCo

103. Deixe os brotinhos em vasos pequenos e só mude-os quando crescerem

Foto: Reprodução / Kokedama

104. Sua folhagem é linda, além de ser super fácil de cuidar

Foto: Reprodução / Erin Marie

105. Veja que efeito maravilhoso ela oferece em decorações minimalistas

Foto: Reprodução / Agathe Dhr

Pleomele

“É um arbusto semilenhoso de até 3 metros de altura, se plantado no solo. Em vasos, se desenvolve menos mas requer um vaso grande, podendo atingir até 2 metros. Plantas com folhagem verde escura devem ser mantidas em áreas bem protegidas do sol, senão a folhagem ficará queimada. Porém, a variegada – com folhas branco-amareladas e listras verdes -, resiste bem ao sol por algumas horas por dia. Deve ser plantada em solo fértil e irrigação menos frequente”.

106. Essas gracinhas se desenvolvem melhor em clima úmido e quente

Foto: Reprodução / Silvis Botanics

107. E podem encher o seu cantinho verde com uma folhagem encantadora como esta

Foto: Reprodução / Carlos Silva

108. A Pleomele é perfeita para jardins de inverno

Foto: Reprodução / Jamile Tarabay Paisagista

109. Sua rega deve ser feita de dois em dois dias

Foto: Reprodução / Jardineiro Fiel

110. Quando novas, podem servir muito bem como um arranjo de mesa

Foto: Reprodução / Mesa Composta

Ráfis

“É uma palmeira entouceirada, que atinge 3 metros de altura. Suas folhas verde-escuras e plissadas formam um leque bastante ornamental. Ideal para vasos em interiores, é uma espécie rústica que requer poucos cuidados. A poda deve ser feita com cuidado para não deformar a planta”.

111. Você com certeza já viu um vaso desse em alguma decoração

Foto: Reprodução / Fernando Payão

112. … Já que a Ráfis é uma planta bem popular

Foto: Reprodução / Bio Natusflora

113. Elas adoram vasos largos e uma bela sombrinha

Foto: Reprodução / Ana Luisa Previde

114. Evite o ar condicionado para manter a sua folhagem assim, bem verdinha

Foto: Reprodução / Investir Decor

115. Regue-a a cada 15 dias no calor e uma vez por mês no inverno

Foto: Reprodução / Jaqueline Ribeiro

Samambaia

“Herbácea que cresce de 40 a 70 centímetros, sua folhagem é pendente e longa. O solo ideal é adubado com húmus e sempre úmido, com irrigação constante. Não deve receber luz solar direta, para o melhor desenvolvimento”.

116. Quem é que não conhece a boa e popular samambaia?

Foto: Reprodução / Mauricio Karam

117. Ela é super versátil e cai bem em qualquer tipo de decoração

Foto: Reprodução / Laura Santos

118. E é a planta mais antiga do mundo!

Foto: Reprodução / Flávio Moura

119. Deixe-as sempre em um local a meia sombra e preferencialmente úmido

Foto: Reprodução / Branco Papel de Parede

120. Nunca se esqueça de escorrer a água do pratinho depois de regá-la

Foto: Reprodução / Mila Marques

Singônio

“A espécie tem folhagem verde-escura ou variegada, em branco em suas nervuras. Suas raízes são invasoras e por isso deve ser plantada em um vaso, para delimitar seu espaço. Planta muito rústica e não requer muitos cuidados”.

121. Essas gracinhas são super adaptáveis a qualquer local

Foto: Reprodução / Ayu Endarwati Bintu

122. Tanto que funcionam em vasos…

Foto: Reprodução / Cris Nardinelli

123. … e também como planta de forração e até como trepadeira

Foto: Reprodução / Bonnie Rita

124. Suas folhas podem mudar de formato quando atingem a maturidade

Foto: Reprodução / Ana Pfefferkorn

125. Mas não perdem a sua beleza em nenhuma fase da vida

Foto: Reprodução / Srkorando

Soleirolia (Lágrimas-de-Bebê)

“Com folhas minúsculas, chega a 15 centímetros de altura. Seu crescimento é praticamente horizontal, formando um tapete verde. As flores são brancas e surgem no verão, mas não tem importância ornamental. A espécie é mais utilizada como forração para vasos, não deve ser plantada no chão, pois não resiste ao pisoteio. Se dá bem em solos úmidos e com pouca luz natural”.

126. Como não se apaixonar por essas miudinhas verdes?

Foto: Reprodução / Lucia Miháliková

127. Por se alastrarem, essa é a espécie perfeita para plantar em terrários

Foto: Reprodução / Edyta Kubiczek

128. Soleirolias são comestíveis e tem o mesmo gosto do agrião

Foto: Reprodução / Deborah Green

129. Use esta espécie como pano de fundo para outras plantas

Foto: Reprodução / Plant Camp

130. Ou deixe-a como uma pequena moitinha no vaso

Foto: Reprodução / Kanerva Kinnunen

Suculenta

“Planta de manutenção muito fácil, basicamente requer sol e pouca rega. O vaso deve ter furos para drenagem, e o ideal é fazer uma mistura de terra e areia para facilitar esta drenagem. A terra deve ser mantida úmida, mas nunca encharcada, e a quantidade de regas varia durante as estações do ano. No inverno é preciso pouca água, ou seja, a cada quinze dias; enquanto no verão, o ideal é regar uma vez por semana ou sempre que a terra estiver seca”.

131. Ter suculentas em casa é um pouco viciante

Foto: Reprodução / Tropica Loco

132. Parece que nunca é suficiente ter somente uma na decoração

Foto: Reprodução / Selva Urbana

133. E quanto mais diferente, melhor!

Foto: Reprodução / Luis Miguel

134. Elas podem ser cultivadas em vasos, jardineiras ou terrários

Foto: Reprodução / Ava

135. E se desenvolvem melhor quando recebem iluminação

Foto: Reprodução / Apartamento 908C

Zamioculca

“Com folhas verde-escuras e brilhantes, é ideal para o plantio em áreas internas, sempre a meia-sombra. O solo deve ser mantido úmido e bem adubado. Prefere regiões quentes e não tolera frio. Sua inflorescência branco-creme não tem importância ornamental”.

136. Se sua rotina é agitada, adote uma Zamioculca

Foto: Reprodução / Marisa Iglesias Sanz

137. Esta espécie exige poucos cuidados em sua manutenção

Foto: Reprodução / Malmo

138. E qualquer cantinho dentro de casa é ótimo para elas

Foto: Reprodução / Interiores Insights

139. Seu crescimento é lento, ideal para ambientes pequenos

Foto: Reprodução / Grayce

140. Regue-a de uma a duas vezes por semana, sem encharcar a terra

Foto: Reprodução / Les Minis

Agora que você já conhece as espécies próprias para ambientes internos, é só escolher qual você mais gosta para adotar e amar. Com certeza o seu cantinho ficará ainda mais especial!

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS