Plantas para apartamento: 25 inspirações para o seu cantinho

Escrito por Mariana Jati
Em 13.04.20

Se você tem receio de ter plantas no apartamento porque acha que não tem a capacidade de cuidar, ou que as plantas não ficam bem em ambientes fechados, esse momento é seu! Aqui você verá lindas opções de plantas para apartamento, além de suas principais características, cuidados e inspirações em espaços para te ajudar a montar o seu!

Continua após o anúncio



1. Alecrim (Rosmarinus officinalis)

  • Principais características: arbustivo, folhas finas e aromáticas em verde vivo.
  • Tamanho: 0.6 a 0.9 metros.
  • Exposição ao sol: sol pleno.
  • Rega: pouca água, quando o solo estiver seco.

O alecrim é uma planta de usos variados. Está presente na culinária como tempero, como remédio, em banhos, em rituais religiosos e, ainda, pode ser uma decoração útil e cheirosa na sua cozinha. Dá uma olhadinha:



2. Antúrio (Anthurium andraeanum)

  • Principais características: com folhas verdes e brilhantes, flor em formato de coração e pistão característico, o antúrio pode ter diversas cores, entre elas branca, vermelha, rosa, branca, salmão e verde.
  • Tamanho: 0.3 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: a cada 2 dias.

O antúrio já esteve mais na moda alguns anos atrás, mas não deixa de ser uma planta linda e cheia de charme. Olha só como ele pode aparecer na decoração:

Continua após o anúncio





3. Bambu-mossô (Phyllostachys pubescens)

  • Principais características: é uma das plantas tradicionalmente de áreas externas que conseguem viver bem em áreas internas, porém, por ser delicado, requer bastante atenção.
  • Tamanho: na natureza, chega a 12 metros.
  • Exposição ao sol: sol pleno, meia sombra.
  • Rega: semanalmente.

O bambu-mossô dá um ar oriental e elegante para o local, e funciona bem sendo a única planta do ambiente. Olha só:



Cactos decor

Continua após o anúncio



4. Begônia (Begonia elatior)

  • Principais características: folhas suculentas e flores que lembram pequenas rosas, formando pequenos buquês. Suas cores mais comuns são branco, rosa, amarelo, vermelho e salmão, podendo haver também combinações entre cores.
  • Tamanho: 0.3 a 0.4 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa.
  • Rega: a cada 4 dias.

A begônia é uma das flores mais comercializadas no Brasil, e não é difícil de entender o motivo, né?



5. Bromélia-zebra (Aechmea chantinii)

  • Principais características: apresenta folhas longas e rígidas com aspecto zebrado e flores vermelhas.
  • Tamanho: 0.4 a 0.9 metros.
  • Exposição ao sol: meia sombra.
  • Rega: constante, no “corpo” da planta.

Além de linda, a bromélia-zebra deixa qualquer ambiente com um ar mais tropical. Veja essas inspirações:

Continua após o anúncio





6. Caetê-redondo (Calathea orbifolia)

  • Principais características: folhas arredondadas, de um verde escuro com faixas alternadas de cinza-prateado.
  • Tamanho: 0,4 m.
  • Exposição ao sol: sombra, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

O caetê-redondo possui uma folhagem ímpar que fará diferença na sua decoração. Olha só:



7. Café-de-salão (Aglaonema spp)

  • Principais características: as folhas são geralmente verdes, mas podem apresentar diversas tonalidades e padrões de manchas.
  • Tamanho: 0.4 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Que tal adicionar o café-de-salão à sua decoração?



8. Caládio (Caladium bicolor)

  • Principais características: folhagem grande em formato de coração, rajada em tons de verde, branco, rosa e vermelho.
  • Tamanho: 0.3 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Caládio é lindo, né? Mas é preciso tomar cuidado se você tiver crianças ou animais de estimação no apartamento, pois é uma planta bastante tóxica!



9. Costela-de-Adão (Monstera deliciosa)

  • Principais características: folhas grandes em formato de coração, verde brilhante e recortadas.
  • Tamanho: até 12 metros na natureza.
  • Exposição ao sol: meia sombra.
  • Rega: duas vezes por semana durante o calor, uma vez a cada 15 dias no frio.

A costela-de-Adão já é a queridinha dos decoradores há algum tempo. Que tal ver como tê-la no seu apartamento?




10. Echeveria (Echeveria spp)

  • Principais características: suas folhas podem apresentar cores como verde, rosa ou acinzentado e formam o que lembra uma rosa.
  • Tamanho: menos de 15cm.
  • Exposição ao sol: meia sombra, sol pleno.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Como não amar essa suculenta? Confira essas inspirações:



11. Espada-de-São-Jorge (Sansevieria trifasciata)

  • Principais características: folhas compridas e pontudas, apresentam várias tonalidades diferentes de verde e podem contar também com uma borda branca amarelada.
  • Tamanho: 0.4 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: meia sombra, sol pleno.
  • Rega: uma a duas vezes por semana.

A espada-de-São-Jorge é conhecida por muitos pela tradição popular que diz que essa planta apresenta poderes de proteção ao local em que se encontra. Além de protetora, ela é super resistente!



12. Falsa-seringueira (Ficus elástica)

  • Principais características: árvore de folha grandes, ovaladas e normalmente de um verde brilhante.
  • Tamanho: na natureza, chega a 12 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

A falsa-seringueira é uma planta da família da figueira que tem aparecido bastante nas decorações de ambientes internos. Confira:



13. Jiboia (Epipremnum pinnatum)

  • Principais características: tem folhas brilhantes que mudam ao longo de seu período de vida – começa com folhas pequenas e verdes escuras e, com o tempo, muda para variáveis tons de verde com manchas características. Seus galhos podem ser guiados para crescerem na direção de sua preferência.
  • Tamanho: 1.2 até 12 m.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

A jiboia já é a queridinha dos decoradores de ambientes há algum tempo por seu visual único e fácil manutenção. Olha só:



14. Lírio da paz (Spathiphyllum wallisii)

  • Principais características: folhas grandes e de um verde escuro brilhante, flores brancas com um formato ovalado e um grande pistão amarelo.
  • Tamanho: 0.4 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: três a quatro vezes por semana.

O lírio-da-paz já é um velho conhecido da decoração de ambientes internos, e não é a toa. Veja algumas inspirações:



15. Manjericão (Ocimum basilicum)

  • Principais características: arbustiva, com pequenas folhas ovaladas e bem verdes.
  • Tamanho: 0.4 a 0.9 metros.
  • Exposição ao sol: sol pleno.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

O manjericão é bastante conhecido por seu uso culinário, em especial na cozinha italiana, mas essas folhinhas cheirosas também ficam lindíssimas na decoração da cozinha!



16. Maranta-variegada (Ctenanthe oppenheimiana)

  • Principais características: folhas grandes, com tonalidades incluindo o verde, manchada de verde escuro com branco, prateada na face superior e até algumas variedades com tons rosados.
  • Tamanho: 0.6 a 0.9 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Cuidado com a maranta! A baixa umidade pode prejudicar suas folhas, assim como o sol forte, que faz com que elas se enrolem. Se inspire com essas imagens:



[foto]

17. Mini-costela-de-Adão (Rhaphidophora tetrasperma)

  • Principais características: versão miniatura da costela-de-Adão, suas folhas são bem menores e recortadas desde cedo.
  • Tamanho: 0.4 a 1.2 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

A mini-costela-de-Adão é uma fofura, não? Mas não descuide de crianças e animais de estimação perto delas, pois suas folhas são tóxicas se ingeridas!



18. Orelha-de-elefante (Kalanchoe tetraphylla)

  • Principais características: suculentas, suas folhas podem ser verde claras, azuladas ou mais amareladas com as bordas vermelhas, e sua textura aveludada as deixa com um aspecto fosco.
  • Tamanho: 0.1 a 0.4 metros.
  • Exposição ao sol: sol pleno, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

De baixa manutenção, a orelha-de-elefante é ideal para quem tem pouco tempo para cuidar das plantas, mas ainda quer decorar seu cantinho com elas. Que tal dar uma chance para essa planta?



19. Pacová (Philodendron Martianum)

  • Principais características: da família da costela-de-Adão, o pacová é uma planta com folhagem escura em formato ovalado.
  • Tamanho: 0.3 a 0.4 metros.
  • Exposição ao sol: meia sombra.
  • Rega: duas a três vezes por semana.

O pacová é uma ótima escolha de planta para ter em meio a sua urban jungle. Veja como ele fica lindo na decoração:



20. Palmeira-leque (Licuala grandis)

  • Principais características: suas folhas grandes, arredondadas, verde brilhantes e plissadas são bastante usadas na decoração de arranjos florais.
  • Tamanho: 1.8 a 2.4 metros.
  • Exposição ao sol: meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

A palmeira-leque deixa qualquer ambiente com um ar sofisticado. Veja só:



21. Pleomele (Dracaena reflexa)

  • Principais características: arbustiva, reconhecida por suas folhas longas e levemente onduladas, que podem ser verde escuras, verde limão ou ter suas bordas brancas, dependendo da variedade.
  • Tamanho: até 1.8 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Para garantir a beleza das folhas da pleomele, é importante que você as borrife com água, caso ela fique em ambiente com ar condicionado. Confira algumas inspirações com a planta:



22. Punhal malaio (Alocasia x amazonica)

  • Principais características: folhas grandes e de um verde escuro com nervuras brancas.
  • Tamanho: até 1 metro.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

A folhagem exótica do punhal malaio com certeza vai fazer toda a diferença na sua decoração. Confira essas inspirações:



23. Rabo-de-tatu (Aloe aristata)

  • Principais características: parente da aloe vera, essa planta apresenta folhas pontiagudas e rajadas em branco, formando uma roseta que pode ir de dez a quinze centímetros.
  • Tamanho: até 75 centimetros.
  • Exposição ao sol: luz difusa.
  • Rega: uma vez por semana.

Não é uma gracinha? Veja como você pode adicionar o rabo-de-tatu à decoração do seu apartamento:



24. Samambaia (Nephrolepis exaltata)

  • Principais características: forma uma arbusto de folhas longas que pendem de si, e é ótima para purificar o ar dos ambientes.
  • Tamanho: 0.4 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: três vezes por semana, e as folhas precisam ser borrifadas.

A samambaia é um clássico, né? Que tal se inspirar e levar uma para casa?



25. Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia)

  • Principais características: folhagem de cor verde escuro brilhante, ótima para pessoas sem muito costume de cuidados com plantas.
  • Tamanho: 0.4 a 0.6 metros.
  • Exposição ao sol: luz difusa, meia sombra.
  • Rega: sempre que o solo estiver seco.

Zamioculca é linda, mas precisa ser mantida fora do alcance de crianças e pets por ser altamente tóxica.



Viu como existem plantas que vivem bem em apartamento? Agora é só escolher quais têm mais a sua cara e a do seu cantinho e começar a encher sua casa de verde. Aproveite e veja também essas dicas de plantas para ambientes fechados que limpam o ar da casa.