Porcelanato líquido: o piso super brilhante e sem rejunte que deixa sua casa linda

Escrito por Amanda Akemi
Foto: Reprodução / Mr. Epoxy and Paint

Foto: Reprodução / Mr. Epoxy and Paint

Conhecido popularmente como porcelanato líquido, os pisos monolíticos recebem esse nome devido a sua aparência brilhante que remete ao porcelanato comum. Esse produto já se encontra no mercado de pisos há muitos anos, usado amplamente em áreas que requerem alta resistência a ataques químicos e abrasivos e onde se deve evitar o acúmulo de micróbios. No entanto, devido à praticidade desse tipo de revestimento e o crescimento da tendência de pisos sem rejuntes, a procura por trazê-lo ao interior das residências cresceu e se difundiu.

A possibilidade de campos de aplicação desse material é diversa, como sobre pisos de ardósia, cimento, pedras naturais e cerâmicas. Carolina Multini, arquiteta da empresa Studio Mac Madequartz nos explica um pouco mais. “O porcelanato líquido, pode ser aplicado sobre praticamente qualquer superfície. Porém, exige-se uma regularização desta superfície antes da instalação a fim de eliminar imperfeições como juntas de rejunte, ondulações e buracos. Esta regularização pode ser feita pela própria empresa contratada”. A única contraindicação é que se evite sua aplicação sobre asfalto ou piche e locais que atinjam nas horas seguintes a aplicação temperaturas abaixo de 10 °C ou maiores que 35 °C.

Qual a diferença entre porcelanato comum e porcelanato líquido?

Foto: Reprodução / Anna Costa Pisos

Foto: Reprodução / Anna Costa Pisos

A confusão gerada entre o porcelanato comum e o porcelanato líquido ainda é muito grande, principalmente entre os que começam a se aventurar no mundo das construções e reformas. Ambos os materiais são muito distintos, uma vez que se entende as principais diferenças se torna fácil diferenciá-los.

Porcelanato comum consiste em uma placa de cerâmica sólida feita de minerais compactados e aquecidos a altas temperaturas, o resultado é um material de alta resistência que deve ser aplicado ao chão peça a peça. Já o porcelanato líquido é constituído de resinas e encontrado em seu estado líquido durante a sua aplicação, que quando se solidifica resulta em um piso monolítico, também de alta resistência.

O porcelanato líquido ao ser aplicado sobre outros tipos de pisos facilita reformas e evita sujeiras. Além do piso liso é possível encontrar outros estilos para decorar sua casa, como os modelos em 3D e os personalizados. Nesses dois casos, primeiro aplica-se o adesivo para que em seguida o porcelanato líquido seja utilizado. É possível brincar com ilusões de óptica como imitar a aparência do fundo do mar, areia da praia, grama, entre outros. A criatividade é livre.

Porcelanato líquido: uretano, poliuretano ou epóxi?

Foto: Reprodução / Felipe Hess

Foto: Reprodução / Felipe Hess

Apesar de o epóxi ser o mais conhecido, o porcelanato líquido pode ser constituído de outras resinas, que podem afetar a forma com que o piso se comportará após a aplicação. Por isso, atente-se aos componentes na hora da compra. Além do epóxi é possível encontrar o poliuretano e o uretano no mercado.

20 fachadas de casas rústicas cheias de encantos

A arquiteta explica que o poliuretano começou a ser utilizado mais recentemente, de flexibilidade maior que a epóxi, costuma acompanhar as intempéries e, por isso, seu uso é indicado para áreas externas. Também é altamente resistente a queda de objetos e cargas pesadas. Por seu caráter de alta dilatação e retração, dificilmente apresentará trincas, fissuras ou rachaduras quando exposto ao tempo. Sua flexibilidade pode ser até mesmo comparada a da manta asfáltica. O uso dessa resina é muito comum em áreas industriais, dificilmente indicada para áreas residenciais.

Já o uretano é derivado do poliuretano, também de alto desempenho, sem cheiro ou solventes. Possui alta proteção contra produtos químicos, resistência a choques térmicos e flexibilidade para receber grande tráfego de materiais pesados. No entanto, é importante que seja aplicado em uma área de pouca incidência de raios UV, a fim de prolongar a durabilidade do material. Sua dilatação é similar ao concreto, sendo amplamente utilizado em indústrias de todo tipo. Igualmente às demais resinas, a impermeabilidade e o caráter monolítico continuam presentes. Sua estética é mais rústica, com limitada variedade de cores.

Em geral, todos os tipos de resina resultam em um piso monolítico, de alta duração e com brilho, mas o epóxi continua sendo o mais recomendado para áreas residenciais.

Resina Epóxi

Foto: Reprodução / Ednilson Hinckel Correa

Foto: Reprodução / Ednilson Hinckel Correa

O epóxi foi o primeiro tipo de resina desenvolvido e, talvez por causa disso, o mais popular. O seu acabamento é considerado de alta qualidade, além de ser impermeabilizante, esse tipo de resina é de fácil higienização e ideal para impedir que possíveis contaminantes possam se infiltrar no piso.

Mas, é necessário se atentar à área da casa que o receberá, pois sua estrutura rígida, quando em áreas externas ou sensíveis às mudanças climáticas, pode acabar trincando. Da mesma forma que sua coloração também poderá ser prejudicada quando em contato direto com raios UV. Arrastar objetos pesados sobre o piso também poderá causar trincas.

A sua limpeza deve ser feita, preferencialmente, com detergente neutro, para remover apenas as sujeiras superficiais. Portanto, para prolongar ainda mais a duração de seu piso, considere áreas fechadas, de poucas mudanças climáticas e sem objetos pesados que necessitem ser deslocados periodicamente.

Casas modernas: 80 fotos e excelentes ideias para te inspirar

O valor do porcelanato líquido de epóxi pode variar de acordo com o tipo de piso que receberá a aplicação, mas é possível encontrar, em média, a partir de R$ 150/m².

Como é feita a aplicação do porcelanato líquido?

Foto: Reprodução / Vapor 324

Foto: Reprodução / Vapor 324

A aplicação do porcelanato líquido exige diferentes cuidados, a começar pela preparação da superfície. Essa etapa inicial é importante, pois poderá interferir no resultado a longo prazo. Caso não haja um cuidado no preparo do solo, a resina pode não ser absorvida e provavelmente o piso se soltará. Para que isso não ocorra, existem métodos de preparação que buscam eliminar qualquer tipo de resíduo presente, como a lavagem, jateamento, lixamento ou o fresamento. Cabe a você, juntamente com a empresa que fará a aplicação, escolher o melhor método para o seu ambiente. As opções de preparação podem ser combinadas para melhores resultados, como o lixamento seguido do fresamento, no caso do primeiro não ser suficiente para retirar todas as impurezas do solo.

Segundo Multini, “com a superfície já regularizada, é aplicado um selador, produto que dará maior aderência ao porcelanato líquido. Após a secagem, inicia-se a aplicação do material com um rodo nivelar por toda área de aplicação e na sequência também é aplicado um rolo chamado de ‘quebra bolha’, que como o próprio nome diz, esse rodo elimina bolhas causadas pela composição do material. O tempo de cura varia de 30 a 40 minutos, então o processo deve ser feito com agilidade para não ocorrer perda do material”.

O valor a ser cobrado pelo produto irá variar de acordo com a espessura e quantidade de material utilizado, explica Carolina Multini. Geralmente as espessuras variam de 2 a 6mm e é indicado de acordo com a superfície onde será usada.

Vantagens em usar o porcelanato líquido

Foto: Reprodução / Jaqueline Frauches

Foto: Reprodução / Jaqueline Frauches

À primeira vista, esse material é amplamente procurado pelo fato de dar um acabamento unificado ao piso, mas suas vantagens são inúmeras. Dentre elas:

  • Alta resistência química, abrasiva e mecânica, permitindo seu uso nos mais diferentes ambientes;
  • Rápida aplicação, que evita as sujeiras presentes em outros tipos de reformas. Em poucas horas é possível renovar e modernizar o seu cantinho;
  • Superfície impermeável. Esse fator facilita a sua limpeza e, se tomado os devidos cuidados, sua conservação. Substâncias como óleos, gorduras e líquidos em geral são impenetráveis nesse tipo de piso;
  • Não possui juntas. Os porcelanatos comuns, mesmo os chamados retificados, possuem juntas visíveis que com o tempo acumulam impurezas e acabam ainda mais evidentes, o que não acontece com o porcelanato líquido, que é à prova de agentes contaminantes e microorganismos;
  • É possível personalizar seu piso, desde a intensidade de brilho, até a escolha de uma diversa gama de cores e estilos de adesivos, ilustrações, estampas, dentre outros;
  • Pode ser aplicado nas mais diferentes superfícies. A única exceção é para solos moles ou esponjosos, pois uma base móvel pode fazer com que o rígido piso já aplicado venha a trincar;
  • Sua manutenção é simples e barata. É aconselhado utilizar apenas sabão neutro e água na limpeza, evitando ao máximo produtos químicos ou derivados de petróleo, pois podem danificar o piso.
Grades para a janela: segurança e beleza para a fachada de casas

15 ambientes com porcelanato líquido para se inspirar

É possível criar ambientes charmosos e únicos com esse revestimento. As imagens utilizadas na aplicação do piso, conhecidas como 3D, são feitas em alta definição em gráficas e podem ser facilmente personalizadas ao gosto do cliente. Aos que desejam cores lisas, é possível ousar optando por tons fortes como o vermelho e o preto. Confira alguns ambientes que com certeza irão te inspirar a aderir a essa tendência.

1. A ausência de juntas amplia o espaço e auxilia na limpeza

Foto: Reprodução / Mariane e Marilda Baptista

Foto: Reprodução / Mariane e Marilda Baptista

2. O piso acaba refletindo as luzes do ambiente e melhorando a iluminação

Foto: Reprodução / Jaqueline Frauches

Foto: Reprodução / Jaqueline Frauches

3. É muito mais fácil alcançar uma decoração clean com o porcelanato líquido

Foto: Reprodução / Teresinha Nigri

Foto: Reprodução / Teresinha Nigri

4. Utilize tons mais claros nas paredes para dosar com o piso escuro

Foto: Reprodução / Filipe Ramos

Foto: Reprodução / Filipe Ramos

5. O amarelo atrai o olhar e torna composição ainda mais interessante

Foto: Reprodução / IBD Arquitetura

Foto: Reprodução / IBD Arquitetura

6. O piso branco é o queridinho da maioria, pois cai bem em qualquer ambiente

Foto: Reprodução / RB Arch Design

Foto: Reprodução / RB Arch Design

7. Transforme seu banheiro em um cantinho super especial e praiano

Foto: Reprodução / G8 Mobili

Foto: Reprodução / G8 Mobili

8. As cores como o vermelho não são tão comuns, mas trazem um visual único ao ambiente

Foto: Reprodução / Estudio 12b

Foto: Reprodução / Estudio 12b

9. As possibilidades de padrões são variadas com o porcelanato líquido

Foto: Reprodução / Taftico

Foto: Reprodução / Taftico

10. Para uma cozinha mais moderna, utilize tons metálicos no piso

Foto: Reprodução / Irastar

Foto: Reprodução / Irastar

11. Uma das vantagens deste material é o seu curto tempo de cura (secagem)

Foto: Reprodução / Karpex

Foto: Reprodução / Karpex

12. Branco e vermelho em um casamento lindo

Foto: Reprodução / i9 Personnalite

Foto: Reprodução / i9 Personnalite

13. Artigos decorativos fazem a diferença e neste caso casaram muito bem com o piso

Foto: iStock

Foto: iStock

14. O granito pode ser usado junto ao porcelanato líquido e resultar em um efeito incrível

Foto: iStock

Foto: iStock

15. O visual homogêneo deste piso chama a atenção e deixa a sala muito mais elegante

Foto: Reprodução / Custom Creations MA

Foto: Reprodução / Custom Creations MA

Se você acha que finalmente chegou a hora de dar uma nova cara à sua casa, não perca tempo e invista no porcelanato líquido. Escolha o tipo de resina e tema que mais combina com o espaço e adquira uma mão de obra especializada, assim você vai garantir um resultado incrível sem problemas futuros.

COMENTÁRIOS