Portas pivotantes: investimento moderno para projetos sofisticados e cheios de estilo

Foto: Reprodução / Sorolla Mancini Arquitetura

Foto: Reprodução / Sorolla Mancini Arquitetura

Publicidade

As portas pivotantes começaram a ser utilizadas no Brasil nos anos 90 e trazem consigo estética e elegância aos projetos arquitetônicos. São ótimas opções para serem utilizadas na entrada de casas e apartamentos e, como parte da porta é projetada para fora, permite que o morador escolha modelos maiores. A arquiteta Maria Olívia Simões, do escritório PAM em São Paulo, explica que a porta pivotante se baseia em um eixo vertical, e isso é o que a diferencia das portas convencionais. “O sistema conta com pivôs instalados verticalmente, em cima e em baixo da folha, que regulam a abertura e dispensam o uso de dobradiças”, completa a arquiteta.

Esse tipo de porta pode ser personalizada e feita sob medida em diversos materiais, como a madeira, o vidro e até o alumínio. Isso faz com que a porta seja um item de destaque no projeto de arquitetura ou decoração, aponta Maria Olívia. Além disso, a porta pivotante é uma boa opção quando se precisa economizar espaço, uma vez que ao girar, um trecho se projeta para fora e uma parte menor da folha gira no sentido contrário.

Como escolher as portas pivotantes

As portas pivotantes devem ser pensadas e confeccionadas de acordo com as características projeto e as condições do ambiente, desde suas dimensões até o material escolhido. “Por serem imponentes, são mais utilizadas em halls de entrada, porém nada impede seu uso em outros cômodos”, comenta a arquiteta.

Publicidade

Esse tipo de porta deve ser projetada e instalada por um profissional, e é importante também checar a qualidade dos materiais usados — que variam de acordo com as escolhas do arquiteto e do proprietário — para evitar problemas futuros. Segundo Maria Olívia, uma estrutura mais rígida evita que a porta empene depois de algum tempo.

Portas de madeira

Hoje em dia, para um ambiente moderno e diferenciado a madeira tem sido muito utilizada. “A madeira em laca de cores vibrantes faz toda a diferença em um projeto e gera um ponto de destaque e descontração no ambiente”, diz a arquiteta.

Portas de vidro

O uso do vidro proporciona leveza e permite a entrada de luz natural no ambiente. “Um ponto interessante de pensar para combinar com a porta de vidro são os puxadores, geralmente bem maiores que o convencional, também podem ser uma peça chave no projeto, já que existem variadas formas e materiais, permitindo ótimas combinações”, pontua Maria Olívia.

Portas de alumínio

O alumínio também é um material que pode ser utilizado na porta pivotante, já que é de qualidade e garante a segurança do lar. O interessante desse tipo de porta é que pode ser comprada na cor desejada ou pintada depois de acordo com o restante do projeto. Segundo a profissional, “para a arquitetura ficar mais interessante, é possível mesclar o alumínio com outros materiais, um vidro lateral ou detalhes em madeira”.

Publicidade

Como definir o tamanho da porta

A arquiteta Maria Olívia diz que para escolher o tamanho da porta é preciso considerar que a sua largura total não pode ser a mesma do vão livre de passagem, já que 10 cm ou mais da folha será usado para basear a rotação do eixo. “É importante lembrar que um vão livre ideal tem no mínimo 80 cm de largura e 210 cm de altura e o posicionamento do eixo varia de acordo com o modelo escolhido”, completa.

A escolha de um pivô no centro de uma folha grande gera uma maior mobilidade e mantém o ambiente arejado. “Ambientes de pé direito alto, com 4,5 metros de altura, permitem que as portas se estendam da altura convencional de 2,10 metros por exemplo, já uma parede menor acomoda melhor uma porta de altura convencional”, finaliza Maria Olívia.

Vantagens e desvantagens da porta pivotante

Para optar por colocar uma porta pivotante no projeto ou reforma da casa, é preciso estar a par das vantagens e desvantagens que esse tipo de peça pode trazer. Além de ser um modelo que está sendo cada vez mais utilizado pelo design arrojado, a porta pivotante também economiza espaço, porém não é tão segura como os modelos mais tradicionais. Por isso, é necessário entender as especificidades do modelo e também em qual local da casa ele se encaixaria melhor. Com isso em mente, confira as vantagens e desvantagens da porta pivotante:

Vantagens

  • É de fácil instalação;
  • Valorização estética, podem ser feitas de diferentes materiais e com puxadores diversos, o que personaliza o ambiente;
  • Economiza espaço por girar em um eixo vertical;
  • Não deixa as ferragens a mostra, pois ficam escondidas, o que possibilita o uso de materiais mais pesados;
  • Ajudam a arejar o ambiente.

Desvantagens

  • A largura do vão de passagem é menor do que a largura total da porta;
  • Tem maior valor de produção e instalação;
  • Não tem boa vedação;
  • São mais frágeis;
  • Necessário investir em fechaduras mais seguras.

50+ projetos com portas pivotante para te inspirar

Agora que as vantagens e desvantagens da porta pivotante já estão claras com as explicações da arquiteta e a ideia de ter uma porta dessas em um futuro projeto arquitetônico pode se tornar realidade, é possível se inspirar com modelos, estilos, materiais e tamanho diferentes de portas pivotantes na galeria abaixo.

Foto: Reprodução / Cambuild

Foto: Reprodução / Cambuild

Foto: Reprodução / Debas Architecture

Foto: Reprodução / Debas Architecture

Foto: Reprodução / Gary Gladwish Architecture

Foto: Reprodução / Gary Gladwish Architecture

Foto: Reprodução / Charlie Barnett

Foto: Reprodução / Charlie Barnett

Foto: Reprodução / STonehedge Exteriors

Foto: Reprodução / STonehedge Exteriors

Publicidade

Foto: Reprodução / Krannitz Gehl Architects

Foto: Reprodução / Krannitz Gehl Architects

Foto: Reprodução / Amitzi

Foto: Reprodução / Amitzi

Foto: Reprodução / Ana Williamson Architect

Foto: Reprodução / Ana Williamson Architect

Foto: Reprodução / Griffin Enright Architects

Foto: Reprodução / Griffin Enright Architects

Foto: Reprodução / PPDS Design + Interiors

Foto: Reprodução / PPDS Design + Interiors

Foto: Reprodução / Deforest Architects

Foto: Reprodução / Deforest Architects

Foto: Reprodução / Allen Bianchi Architects

Foto: Reprodução / Allen Bianchi Architects

Foto: Reprodução / Prentiss + Balance + Wickline Architects

Foto: Reprodução / Prentiss + Balance + Wickline Architects

Publicidade

Foto: Reprodução / Clark Hall Doors

Foto: Reprodução / Clark Hall Doors

Foto: Reprodução / SRM Architecture

Foto: Reprodução / SRM Architecture

Foto: Reprodução / Sadler Brown Architectue

Foto: Reprodução / Sadler Brown Architectue

Foto: Reprodução / Jensen Architects

Foto: Reprodução / Jensen Architects

Foto: Reprodução / Jon Luce

Foto: Reprodução / Jon Luce

Foto: Reprodução / Allen

Foto: Reprodução / Allen

Foto: Reprodução / Bram Co. Builders

Foto: Reprodução / Bram Co. Builders

Foto: Reprodução / Derek Lepper

Foto: Reprodução / Derek Lepper

Foto: Reprodução / Oikos Architetture

Foto: Reprodução / Oikos Architetture

Foto: Reprodução / Sabi Design

Foto: Reprodução / Sabi Design

Foto: Reprodução / Gordon Gibson

Foto: Reprodução / Gordon Gibson

Foto: Reprodução / Ezra Lee Design

Foto: Reprodução / Ezra Lee Design

Foto: Reprodução / Laurie Woods

Foto: Reprodução / Laurie Woods

Foto: Reprodução / Emerson Vaz

Foto: Reprodução / Emerson Vaz

Foto: Reprodução / Clock Work

Foto: Reprodução / Clock Work

Foto: Reprodução / Cheng Design

Foto: Reprodução / Cheng Design

Foto: Reprodução / Bower Architecture

Foto: Reprodução / Bower Architecture

Foto: Reprodução / KBC Developments

Foto: Reprodução / KBC Developments

Foto: Reprodução / Pearson Design Group

Foto: Reprodução / Pearson Design Group

Foto: Reprodução / Specht Architects

Foto: Reprodução / Specht Architects

Foto: Reprodução / Furman + Keil Architects

Foto: Reprodução / Furman + Keil Architects

Foto: Reprodução / Joseph Douglas Homes

Foto: Reprodução / Joseph Douglas Homes

Foto: Reprodução / Trewin Design Architects

Foto: Reprodução / Trewin Design Architects

Foto: Reprodução / Carney Logan Burke Architects

Foto: Reprodução / Carney Logan Burke Architects

Foto: Reprodução / Mahoney Architects & Interiors

Foto: Reprodução / Mahoney Architects & Interiors

Foto: Reprodução / Angelica Henry Design

Foto: Reprodução / Angelica Henry Design

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Urban Creatures Architects

Foto: Reprodução / Urban Creatures Architects

Foto: Reprodução / Somner MacDonald Architects

Foto: Reprodução / Somner MacDonald Architects

Foto: Reprodução / AD&V

Foto: Reprodução / AD&V

Foto: Reprodução / Elad Gonen

Foto: Reprodução / Elad Gonen

Foto: Reprodução / Legrand Fast Design

Foto: Reprodução / Legrand Fast Design

Foto: Reprodução / Fenstermann

Foto: Reprodução / Fenstermann

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Pivot Door Company

Foto: Reprodução / Joseph Schell Photography

Foto: Reprodução / Joseph Schell Photography

Foto: Reprodução / LDA Architecture & Interiors

Foto: Reprodução / LDA Architecture & Interiors

Por ser um objeto tão simples e ao mesmo tempo tão essencial, as portas muitas vezes são as coadjuvantes do lar, mas com as dicas da arquiteta fica claro que, com estilo e escolha do material certo, é possível transformá-las em um ótimo “boas vindas” a qualquer um que visitar uma casa ou apartamento que invista no modelo pivotante para suas portas.

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão