Apaixonante! Veja a decoração desse quarto de bebê em tons de cinza, rosa e branco

Escrito por Ana Kordelos

Ao decorar o quarto do mais novo integrante do lar, beleza e funcionalidade são dois itens que não podem faltar. Para isso, um bom planejamento se faz necessário. Como um ótimo exemplo dessa prática, podemos citar o cuidado com a disposição e o tamanho dos móveis, podendo transformar um quarto com medidas reduzidas em um belo recanto, com espaço de sobra.

Após a descoberta do sexo do bebê, é aconselhável eleger as cores desejadas e estilo de decoração a ser seguido. A partir desta definição, o ideal é priorizar móveis que cumprem a função de acomodar e trazer praticidade para os pais ao cuidarem do bebê.

Neste ambiente com 20 metros quadrados, a designer de interiores Hellen Caroline Giacomitti teve como ponto de partida o belo berço, móvel que os pais já possuíam. A partir dele, todo o design do cômodo tomou forma, com móveis muito bem planejados e cheios de estilo.

Apesar de ser um quarto feminino, a profissional priorizou a predominância de tons neutros, como o branco e o cinza, com pequenos toques de rosa envelhecido, conferindo beleza e delicadeza ao ambiente. Confira a seguir mais detalhes deste lindo quartinho de bebê:

O berço de uma princesa

Este móvel foi disposto no exato local em que futuramente acomodará a cama da criança, quando o berço não for mais necessário. Para isso, a designer instalou a peça em uma pequena cômoda embutida, apresentando um nicho e duas gavetas para acomodar os itens do bebê.

As gavetas possuem um design minimalista, sem puxadores externos, apenas um recorte na própria madeira. Em cima da cômoda, o espaço destinado às trocas de fraldas do bebê, com um macio acolchoado encapado em plástico.

No momento em que a criança estiver grande demais para usar o berço, tanto ele quanto a cômoda podem ser retirados do quarto e substituídos por uma cama, sem haver a necessidade de modificar o restante dos móveis do cômodo.

40 fotos de quarto de bebê menino decorados para se inspirar

Parede revestida com rosa envelhecido

Como o mobiliário é todo na cor branca, sem grandes detalhes, as paredes receberam uma pintura em um tom de cinza bem claro, aproximando-se do branco. A parede acima do berço ganhou um revestimento de tecido no tom de rosa envelhecido, com um acabamento do tipo capitonê, trazendo movimento e beleza ao ambiente.

O uso deste painel foi essencial para trazer a sensação de continuidade para a parede em que foi instalado, já que ela possui recortes especiais para os nichos instalados acima da cômoda. Acompanhando este toque sofisticado de cor, o enxoval escolhido para o berço possui um tom de rosa bem claro, que traz delicadeza e tranquilidade ao quartinho. Destaque para a delicada cortina branca e seu cortineiro trançado com cetim, cheio de estilo.

Nichos no quarto de bebê

Responsáveis por trazer mais charme e funcionalidade ao espaço, os nichos complementam o visual, além de serem uma boa opção para dispor os objetos decorativos no quarto. Eles receberam um papel de parede com fundo branco e pequenas estampas, também no rosa envelhecido.

Para dar mais destaque aos itens de decoração, os nichos receberam spots de luz embutidos, um toque de modernidade e uma dose a mais de charme aos pequenos ursos de pelúcias e letreiros em MDF, todos em tons claros e delicados.

Armários para aproveitar o espaço reduzido

Como o espaço é reduzido, o armário do bebê foi feito no formato L, e posicionado atrás de uma parede que separa o restante do quartinho. Uma das portas do guarda-roupa é espelhada, macete que faz com que o ambiente pareça mais amplo do que realmente é. Os puxadores são um charme à parte, com acabamento metalizado e desenhos vazados.

O armário também ganhou um spot dedicado unicamente à ele, assim como a parede junto ao berço, que recebeu pequenas luminárias posicionadas aleatoriamente, iluminando o quarto de forma indireta.

Quarto verde: 40 fotos e dicas para apostar na cor para seu dormitório

Espaço para amamentação

Outro detalhe interessante a ser observado é a implementação de armários em MDF na parte inferior da parede contralateral ao berço, ampliando o espaço de armazenamento do cômodo. Sem puxadores, eles ficam quase camuflados, e podem facilmente serem confundidos como boiserie, técnica francesa de uso de molduras nas paredes para decoração. A mesma parede foi revestida com o papel usado anteriormente, com pequenos detalhes em rosa, e ainda ganhou amplos nichos retangulares com iluminação dedicada.

Para trazer sensação de aconchego, um tapete redondo cinza ajuda a aquecer o chão amadeirado. A poltrona de amamentação foge do modelo convencional, porém, garante conforto ao acomodar a mãe e o bebê. Com acabamento em capitonê, possui estofamento rosa claro e pés palito pretos.

Para tornar o momento da amamentação ainda mais tranquilo e prazeroso, a profissional adicionou uma romântica luminária acima da poltrona. Na lateral, uma mesa de apoio, ideal para que a mãe se hidrate durante o processo.

Iluminação pensada com carinho

Uma das solicitações dos pais era a realização de um projeto luminotécnico sem a necessidade de realizar modificações estruturais no espaço. Para isso, a arquiteta investiu em spots de luzes nos nichos, na região do armário e na lateral do berço, garantindo um ambiente iluminado mesmo na calada da noite, sem a necessidade de acender a luz principal do cômodo, que ganhou um plafon com luz suave e amarelada.

Este projeto é um ótimo exemplo de que não é necessário um amplo espaço para um quarto de bebê funcional e bonito, basta um bom planejamento para aproveitar cada cantinho do ambiente, lançando mão de soluções como uma marcenaria personalizada. Outro ponto a se destacar é a possibilidade garantir delicadeza ao cômodo, sem a necessidade de abusar de uma única cor.

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS