Dicas profissionais e 30 fotos inspiradoras para decorar quartos de solteiros com estilo

Escrito por Sheila Almendros

Foto: Reprodução / Kwartet Arquitetura

O quarto é um verdadeiro refúgio que pede conforto e privacidade, principalmente para os solteiros da casa, sejam eles crianças, adolescentes ou adultos. É onde passam a maior parte de seu tempo, estudando, lendo, assistindo TV ou curtindo uma boa música, e também onde costumam receber os amigos para conversar e se distrair.

E quando se trata de um dormitório de solteiro pequeno, planejar perfeitamente o uso do espaço é primordial para que seja fácil manter tudo organizado. Pensar em opções práticas e que mantenham a boa circulação pode parecer impossível, mas há diversos recursos que possibilitam tal missão. Se o dormitório abrigará duas pessoas, esse planejamento deverá ser ainda maior, e utilizar as paredes como grandes aliadas pode ser a solução para todos os problemas.

Outro quesito que não pode faltar na decoração é personalidade. As vezes, a preocupação em acomodar tudo com a sua devida ordem se torna o objetivo principal, e incluir a identidade de seu morador acaba sendo esquecida. Para que isso não aconteça, siga algumas instruções simples e fundamentais de quem entende do assunto, sempre respeitando o gosto pessoal e necessidade de quem habitará este cantinho.

7 dicas para decorar quartos de solteiro pequenos

Foto: Reprodução / Patricia Kolanian Pasquini

Não existe uma regra básica no uso de cores, estilos e móveis, e sim como usá-los corretamente e na dosagem certa, da forma como mais agradar o morador. As profissionais Emily Sousa e Thais Martarelli da Arquitetura e Interiores ensinam a seguir a melhor maneira de decorar um quarto de solteiro otimizando o espaço, e usando as cores e móveis ao seu favor:

1. Cores claras predominantes

“As cores possuem o poder de transformar os ambientes. Isso ocorre não só pela beleza que elas trazem, mas também pelas sensações que elas podem criar. No caso de ambientes pequenos, por exemplo, as cores claras se tornam grandes aliadas, pois dão a impressão de amplitude e leveza. Além disso, ao apostar em ambientes com tons neutros, você pode abusar das cores nos objetos decorativos e na roupa de cama. Isso torna o espaço dinâmico, pois se enjoar da decoração, não precisa de uma grande reforma para mudar o aspecto do ambiente”, explicam as arquitetas.

2. Uso de espelhos para dar sensação de amplitude

Foto: Reprodução / Ednilson Hinckel

As profissionais acrescentam que “os espelhos refletem aquilo que está à sua frente e, por isso, provocam uma sensação de amplitude do espaço. Muito utilizados na decoração, eles podem ser instalados em diversos pontos estratégicos, como na porta de um guarda roupas, por exemplo. Uma dica legal ao escolher o local no qual ele ficará é observar também a parede oposta. Ela deve ser tão charmosa quanto ele: o ideal é colocar o espelho direcionado para aquilo que você pretende destacar e chamar a atenção.”

3. Poucos móveis

Foto: Reprodução / Jaqueline Frauches

Os apartamentos pequenos, assim como outros lares com cômodos menores, vieram para ficar. Para seguir essa nova forma de habitação, muitos dos princípios de organização do espaço também precisaram se adequar. “Um desses princípios abrange a quantidade de móveis que compõem um ambiente. Nesse novo modelo, os antigos móveis monofuncionais abrem espaço para peças versáteis. Uma escrivaninha de um escritório, por exemplo, pode também ser projetada para ser uma penteadeira, tudo isso em um móvel só”, afirmam as arquitetas.

“Nesse sentido, é de grande valia ressaltar a importância dos móveis planejados. Personalizado de acordo com suas necessidades, o usuário consegue um melhor aproveitamento do espaço. Como por exemplo, podemos citar um guarda-roupas que com extensão do chão ao teto, o que garante mais espaço para armazenamento”.

Sendo assim, as profissionais comentam que “a lógica do ‘menos é mais’ se torna interessante não apenas por filtrar o que é essencial para um ambiente, mas também por permitir que ele se torne agradável e confortável.”

4. Sempre atento à circulação

Foto: Reprodução / Maithia Guedes

Emily Sousa e Thais Martarelli explicam que “para garantir que o ambiente lhe trará praticidade no dia a dia é muito importante ficar atento à circulação. É ela que facilitará a sua passagem pelo cômodo, assim como o acesso aos diversos objetos de sua residência. Quando for adquirir um móvel, fique de olho: mesmo que ele seja apaixonante, o melhor é pesquisar um pouquinho mais antes de tomar uma decisão que pode se arrepender no futuro”.

Além disso, as profissionais comentam que “não se deixe enganar pela aparência. Os móveis sempre parecem ser menores do que realmente são dentro das lojas. Essa sensação ocorre devido a maioria dos estabelecimentos possuírem um pé direito maior do que o adotado em residências, além de, na maioria das vezes, serem projetadas para serem um espaço amplo, sem muitos pilares e paredes. A dica é sempre levar uma trena para medir os móveis antes de comprá-los.”

5. Se quiser listras, que sejam estreitas e na vertical

Foto: Reprodução / Lilian Barbieri

“As listras são adotadas como um recurso de ilusão de ótica no projeto. Assim como na moda, ao adotar listras verticais, ampliamos o ambiente. Porém é preciso ter cuidado ao usar esse recurso, pois dependendo da espessura das listras e do local onde for implantado, pode causar vertigem a alguns usuários. Como exemplo de locais não recomendados, podemos citar a parede posterior à televisão, dado que os movimentos da imagem em conjunto com a padronagem podem cansar a vista com facilidade”, explica Emily Sousa e Thais Martarelli.

6. Recorra a painéis para fixar TV

Foto: Reprodução / Luciane Mota

Segundo as arquitetas, “antigamente, as televisões de tubo requeriam espaços generosos para acomodá-las. Com o desenvolvimento das televisões com perfis cada vez mais esbeltos, a forma de dispô-las nos espaços também foi revista. Em conjunto com a tecnologia, os lares também se tornaram cada vez menores, sendo assim, uma boa solução para manter a televisão no ambiente sem ocupar muito espaço na planta foi a utilização de painéis para a fixação”.

Além de liberar o espaço para circulação, os painéis também possuem outra vantagem, conforme citam as profissionais: “dependendo da posição dos pontos elétricos, eles permitem que o usuário esconda a fiação por detrás da marcenaria, sem que precise cortar a parede para embuti-lá, por exemplo. Com diversas cores, formatos e acabamentos, esses também podem se tornar peças decorativas no ambiente, sendo mais um objeto que exprime a personalidade do usuário no espaço.”

7. Prateleiras e nichos são sempre úteis

Foto: Reprodução / Fernanda Renner

“Apostar em prateleiras e nichos possui um grande benefício por serem peças pequenas pregadas diretamente na parede, e permitem que você tenha mais opções de armazenamento sem grandes custos. Além de contribuírem na organização do ambiente, eles não costumam ocupar grandes espaços, o que facilita a circulação das pessoas” completam Emily Sousa e Thais Martarelli.

30 fotos de quartos de solteiro decorados

Com as dicas anotadas, é hora de se inspirar! Conheça alguns projetos selecionados para todas as idades, e que foram carinhosamente arquitetados de acordo com o perfil de seus habitantes:

1. As cores mais pedidas pelas pequenas

O rosa e o roxo são as cores mais vistas em quarto de meninas e, combinados ao branco, deixam o ambiente bem delicado e jovial na dose certa.

2. Use acessórios para colorir e divertir o ambiente

Foto: Reprodução / Brise Arquitetura e Interiores

Use e abuse de almofadas, quadrinhos, ganchinhos animados, fotos e cores são ideais para adicionar mais alegria ao quarto das crianças. São peças que dão um toque de personalidade sem comprometer a circulação.

3. Nichos são os melhores aliados

Foto: Reprodução / Patricia Kolanian Pasquini

Crianças são colecionadoras natas, e para que nada fique espalhado e fora do lugar, o ideal é usar nichos e prateleiras para instalar as peças. Assim tudo fica a vista e organizado.

4. Menos é mais

Foto: Reprodução / Janaina Leibovitch

Um dormitório não precisa necessariamente ser cheio de móveis para tornar-se estiloso e bem decorado. Manter somente o necessário para que o ambiente se torne aconchegante, prático e acolhedor traz muito mais harmonização a decoração.

5. O cantinho da lição de casa

Foto: Reprodução / Archdesign Studio

Criar um canto de estudos não é impossível, basta usar a criatividade ao seu favor. Crie dois ambientes usando apenas a disposição correta dos móveis e o resultado será recompensador.

6. O refúgio da menina moça

Foto: Reprodução / Sandro Clemes

O quarto é onde os adolescentes costumam passar grande parte do seu tempo, seja fazendo as tarefas da escola, ouvindo música ou conversando com as amigas. Uma decoração que tenha a sua carinha a deixará muito mais a vontade e feliz.

7. Listras verticais para alongar

Foto: Reprodução / Eduarda Corrêa

Ao invés de uma cabeceira, um papel de parede bem bonito foi escolhido a dedo, com cores combinando com o restante da cartela já usada nos móveis e se alinhando perfeitamente ao enquadramento da cama.

8. As cores podem ser adicionadas nos pequenos detalhes

Um quarto clean oferece a sensação de amplitude e aconchego ao ambiente, mas para quem quer quebrar a neutralidade, a melhor solução é adicionar cores na roupa de cama, objetos decorativos, entre outros pequenos detalhes que fazem uma grande diferença.

9. Um quarto para dois

Foto: Reprodução / Egg Interiores

Disponibilizar duas camas em diferentes posições deixam a decoração mais despojada. Não esqueça de adicionar as almofadas mais bonitas que encontrar para deixar esse espaço ainda mais especial para relaxar e receber as amigas.

10. Encontre móveis que possam ter mais de uma função

Foto: Reprodução / Claudia Albertini

Com a televisão devidamente instalada em um suporte na parede, a mesa de estudos também foi adaptada para parecer um rack. A cadeira deu lugar à um pufe, que por não ter encosto, acaba não atrapalhando a visão de quem está na cama.

11. Criado-mudo substituído por uma mesa

Outra forma de otimizar o espaço somente decorando com o necessário: se o criado mudo é usado somente para adicionar um apoio ao lado da cama, porque não utilizar uma mesa para os devidos fins, e ainda servir não só como uma estação de trabalho, mas também como uma penteadeira para se maquiar?

12. Escolha um estilo de sua preferência

Foto: Reprodução / Diego Revollo

Um quarto de solteiro na fase adulta já pede por um toque de maturidade, mas sem precisar perder a jovialidade. Escolher um estilo de decoração é fundamental para não encher o ambiente de informações desconexas.

13. Cores claras como grandes aliadas

Foto: Reprodução / Léo Shehtman

Além da leveza e sofisticação, um ambiente com cores claras oferece uma sensação de amplitude, super favorável em dormitórios pequenos.

14. Use as paredes sempre ao seu favor

Foto: Reprodução / Adriana Pierantoni

Seja para dar uma identidade a decoração, para a instalação de nichos e prateleiras ou enchê-las de quadrinhos que tenham a ver com a sua personalidade

15. Não esqueça da iluminação

Foto: Reprodução / Flavia Secioso

Todo quarto pede aconchego, e o que contribui muito para isso é escolher uma iluminação perfeita. Inclua pontos adicionais também na mesa de estudos e no cantinho da leitura.

16. Azul para eles

Para quem gosta do tradicional, o azul é a cor favorita na hora de decorar o quartinho do menino. Deixar o branco ou uma cor mais clara como predominante é fundamental para não escurecer o ambiente.

17. O cantinho da brincadeira

Criança gosta mesmo é de brincar, e o que elas mais gostam é ter um cantinho especial para poderem fazer bagunça, sem levar a casa abaixo. Este projeto incluiu uma cama erguida com um espaço super especial logo abaixo, para armazenar os brinquedos e oferecer possibilidades para o pequeno se divertir, tudo com muito bom gosto e praticidade.

18. Um espaço especial para os livros

Foto: Reprodução / Izabela Lessa

O espaço planejado para aproveitar cada espaço do quarto ganhou um pequeno recuo da cabeceira estendida da cama. Assim os livrinhos do pequeno leitor ficaram todos organizados e a sua disposição de maneira prática.

19. Aproveitando os cantos para aumentar o espaço

Foto: Reprodução / Escala Arquitetura

Repare no exemplo acima como o dormitório ganhou muito mais espaço somente por acomodar os móveis encostados nas paredes. Este recurso é ótimo para o quarto dos pequenos, que costumam ser mais agitados e passam mais tempo no quarto brincando.

20. Armazenamento para brinquedos debaixo da cama

Foto: Reprodução / Marel – Grupo Factory

Caixas, engradados e baús são perfeitos para esconder a bagunça com mais estilo. E elas cabem em qualquer cantinho que esteja sobrando, seja embaixo da cama ou na parte superior interno do armário.

21. As famosas e precisas beliches

São dois solteiros e um único quarto pequeno. Como solucionar? Com as tão famosas beliches! Quem pode investir em um planejado pode caprichar na escolha, com modelos diferentes e darem uma cara mais estilizada a decoração.

22. O amante por viagens

Foto: Reprodução / RBP Arquitetura e Interiores

Quanto mais elementos que defina o gosto pessoal do dono do quarto for adicionado, mais personalizado ele será. Afinal de contas, ter um cantinho com a nossa cara é o sonho de todos.

23. Um toque moderno na decoração

Foto: Reprodução / Studio Novak

Cores, texturas e estampas diferentes adicionam modernidade e sofisticação ao ambiente. E para manter tudo na mais perfeita harmonia, inclua esta opção somente em um determinado ponto do quarto, e preferencialmente no cantinho que você prefira destacar.

24. O grafite na parede combina perfeitamente com o quarto do menino adolescente

Foto: Reprodução / Érica Salguero

É importante que a decoração do quarto do adolescente corresponda com a sua faixa etária, e tenha muito de seu universo incluído em seu canto particular. Grafites ou quadros, objetos de estimação e cores preferidas são alguns dos recursos que possibilitarão adicionar tal identidade.

25. Para amantes de artes e esportes

Foto: Reprodução / Cilene Monteiro Lupi

Repare como o cinza e o amarelo podem ser muito funcionais juntos e combinam com qualquer faixa etária. O que vai denunciar a idade do morador serão os itens adicionais na decoração, como os objetos pessoais e as gravuras dos quadrinhos, objetos estes que podem ser trocados facilmente quando o adolescente se tornar adulto, sem precisar de uma grande reforma e investimento.

26. Decoração industrial para ele

Foto: Reprodução / Studio Lívia Tomazoli

Não existe um estilo definido para homens e mulheres, e sim os mais usados por eles e elas. O industrial é um dos que os homens mais gostam, por ser marcante, atual e por ter uma pegada mais urbana.

27. As vantagens de uma cama box

Foto: Reprodução / Érica Salguero Arquitetura

Ter uma cama box com baú é a melhor saída para um quartinho pequeno. Assim o armário não precisará ser tão grande, pois dividirá o armazenamento com a repartição abaixo do colchão.

28. Espelhos são ótimos ampliadores de ambientes

Foto: Reprodução / Bohrer Arquitetura

E o ideal é instalar do lado oposto do seu canto preferido. Assim ele refletirá exatamente o local que você mais gosta, adicionando aconchego em dobro.

29. Cortinas e persianas deixam o espaço mais requintado

Foto: Reprodução / Mariane e Marilda Baptista

A janela não precisa necessariamente fazer parte da decoração, e além de bloquear a passagem da luz solar, a cortina adicionará mais delicadeza ao ambiente. Já a persiana ou blackout é uma ótima opção para quem prefere um toque mais moderno.

30. A melhor saída para quartos pequenos é encostar a cama na parede

Foto: Reprodução / Andrea Pontes

O espaço livre ao lado da cama deverá ter, pelo menos, 60 centímetros para uma livre circulação, assim como a frente do armário. Móveis planejados facilitam ainda mais essa missão.

Com as dicas e inspirações acima, fica mais fácil pensar em uma decoração otimizada e confortável, adicionando muita personalidade e criatividade, mesmo com um baixo orçamento. Muitas vezes, somente mudar os móveis de lugar e adicionar algumas cores e elementos já contribui para um ótimo resultado. O importante é ter um refúgio que tenha a nossa própria identidade.

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS