4 tipos de telha ecológica que são baratas e sustentáveis

Escrito por Andressa Oliveira

A construção civil é um setor que traz grandes impactos para o meio ambiente, por isso, cada vez mais soluções sustentáveis vêm sendo adotadas. Um desses exemplos é a telha ecológica, um material que pode substituir as tradicionais telhas metálicas ou de fibrocimento e contribuir de forma positiva para o meio ambiente com a economia de recursos.



Se você procura por materiais ecologicamente corretos, conheça mais sobre esse tipo telha e descubra as vantagens e desvantagens de utilizá-la em sua obra, confira:

O que é telha ecológica?

A telha ecológica é um tipo de telha fabricada a partir de resíduos de fibras naturais, como madeira e coco, ou com o reaproveitamento de fibras de materiais reciclados como papel e garrafa PET.

É um material ecologicamente correto, pois estimula a reciclagem ao reutilizar como matéria-prima elementos que seriam descartados. Uma boa forma de proteger sua construção e o meio ambiente.

Tipos de telhas ecológicas

iStock

Há uma diversidade de matérias-primas sustentáveis que podem ser utilizadas para a fabricação desse material, conheça alguns tipos de telha ecológica:

  • Telha ecológica de fibra vegetal: esse tipo é fabricado com fibras de madeiras como eucalipto ou pinho, ou com fibras naturais de sisal, coco e bananeira. Podem ser encontradas em diversas cores e utilizadas para a cobertura de casas, edifícios comerciais e galpões.
  • Telha ecológica de garrafa pet: é feita com garrafas PET recicladas que são separadas de acordo com a cor do plástico. Assim, pode ter a aparência translúcida ou colorida. É produzida em formato colonial, como as tradicionais telhas de cerâmica.
  • Telha ecológica de tetra pak: reutiliza em sua fabricação embalagens longa-vida, como caixas de leite. O alumínio e o plástico das caixinhas são totalmente reaproveitados na sua composição. É normalmente comercializada no tamanho padrão de 2,20 x 0,92 m, mas pode ser facilmente cortada.
  • Telha ecológica de papelão: esse tipo é produzido com papel reciclado, que é dissolvido para a extração da fibra de celulose e depois, misturado ao betume asfáltico, que garante a resistência à telha. Pode ter coloração e tamanhos variados.

Todos esses tipos de telha trazem em comum o fato de usarem matéria-prima ecológica em sua produção. Dessa forma, evitam que toneladas de materiais sejam descartados em lixões e aterros sanitários, contribuindo para a preservação de recursos do meio ambiente.

Telha ecológica: vantagens e desvantagens

iStock

Além de ser sustentável, a telha ecológica também apresenta outras vantagens em relação aos tradicionais tipos de telhas, veja só:

Vantagens

  • Leveza: é uma telha mais leve quando comparada com modelos tradicionais, como a cerâmica ou fibrocimento. Com a sua utilização é possível reduzir a quantidade de madeira ou outra estrutura utilizada para a cobertura, o que pode gerar uma boa economia no custo total da obra.
  • Isolamento térmico: apesar de apresentar diferenças entre os materiais, em geral, a telha ecológica se apresenta com proteção contra raios UV e baixa transmissão de calor, o que ajuda a reduzir a temperatura do ambiente interno.
  • Isolamento acústico: também não propaga sons e evita a passagem de ruídos externos pela cobertura.
  • Durabilidade: possui alta durabilidade, com uma longa vida útil. Além disso, não quebra, não trinca e é resistente a chuvas de granizo.
  • Imune a mofo e fungos: diferente de outros tipos de telhas, não acumula mofo, nem fungos, o que facilita a limpeza e a manutenção do telhado.
  • Não tóxica: todos os tipos de telha ecológica são produzidos com materiais atóxicos e não apresentam risco aos ocupantes, ao contrário das telhas de amianto, que podem causar sérios problemas de saúde.

Embora apresentem diversos benefícios e vantagens, as telhas ecológicas também possuem algumas desvantagens. É sempre recomendável pesquisar, analisar e buscar orientações com profissionais e fabricantes.



Desvantagens

  • Instalação: sua instalação deve ser feita por profissionais especializados seguindo sempre o manual do fabricante.
  • Inclinação: a inclinação do telhado deve acompanhar as recomendações mínimas e máximas para cada formato de telha. Em geral, o recomendado é de 15%.
  • De olho na qualidade: é necessário estar atento na hora de adquirir esse material, pois é importante se assegurar de sua qualidade e garantia de durabilidade junto ao fabricante.

Apesar de possuir algumas desvantagens e ser feita com materiais recicláveis, a telha ecológica se apresenta como um produto eficiente tanto quanto outros tipos de telhas e pode ser uma ótima opção para sua obra, além, é claro, de contribuir para a redução de danos ao meio ambiente.

E para quem busca por outras soluções sustentáveis para a construção, conheça também o tijolo ecológico.