Cama japonesa: vantagens, desvantagens e 70 modelos lindos para te inspirar

Escrito por Mariana Keller

Foto: Reprodução / International Custom Designs

A cama japonesa é um móvel típico da decoração minimalista oriental, e sua principal característica é a altura baixa. Os japoneses acreditam que dormir próximo ao chão faz com que a terra absorva as nossas energias e as renove. Isso acaba interferindo na qualidade do sono, deixando-o mais tranquilo e revigorante.

O modelo tradicional utilizado no Japão não possui pés, a cama é composta apenas por um colchão estilo futon posicionado sobre uma placa de madeira, esteira ou tatame, que ficam no chão. Porém, atualmente, já existem muitas releituras mais modernas deste tipo de cama, com materiais, cores, tamanhos, alturas e colchões variados.

Prós e Contras

Foto: iStock

Como a cama japonesa é um estilo bem diferente das camas ocidentais, é importante saber direitinho sobre as vantagens e desvantagens deste móvel antes de comprar.

Vantagens

  • Amplia o ambiente: por ser mais baixa, a cama japonesa dá a sensação de um espaço maior, o que a torna uma boa alternativa para quartos pequenos. Além disso, dependendo da base e do colchão escolhidos, ainda é possível enrolar e guardar no armário após a utilização.
  • Econômica: este tipo de cama pode ser uma opção mais econômica em relação às nossas camas convencionais, se você escolher os modelos mais básicos. Também é possível fazer com pallets, o que torna o projeto ainda mais barato e sustentável.
  • Versátil: a cama japonesa é super versátil e combina muito bem com diferentes estilos de decoração. Existem diversos modelos, e você pode montá-los de acordo com o seu gosto.
  • Variedade de colchões: como a cama japonesa é apenas uma base, ela permite escolher diferentes modelos ou tipos de colchões. Podem ser os de tamanho maior, os mais finos, com molas, estilo futon, entre outros.
  • Benefícios à saúde: para os japoneses, o design mais reto e a altura baixa da cama ajudam a melhorar a circulação sanguínea, a manter uma postura correta e ainda promovem um maior relaxamento muscular. Mas, nesse caso, tem que ser o modelo tradicional japonês, incluindo o tipo de colchão, que é mais durinho.
  • Multifuncional: a cama japonesa acaba se tornando um móvel multifuncional, pois também pode ser utilizada para outros fins, como prateleira, por exemplo. Ela também pode receber gavetas que ajudam a organizar sapatos, roupas de cama, livros, etc.

Desvantagens

  • Altura: as camas japonesas podem ser mais difíceis de se acostumar, pois exigem mais esforço na hora de abaixar e levantar. Para a adaptação ser mais rápida, pode-se optar pelos colchões mais altos. Ela também não é indicada para quem tem dificuldade de mobilidade.
  • Combinação com outros móveis: a altura baixa da cama também pode gerar dificuldade na hora de combinar com os outros móveis do quarto. Isso acontece, principalmente, com os móveis próximos da cama, como o criado-mudo, que deve ficar no mesmo nível dela.
  • Limpeza: outra desvantagem é a questão da limpeza, que pode ser um pouco mais difícil quando a cama está mais rente ao chão. Nesse sentido, as camas com plataformas mais leves e que ficam completamente encostadas no chão podem ser mais interessantes. Esses modelos não acumulam sujeira na parte de baixo e podem ser arrastados.
  • Resistência: alguns modelos de cama japonesa não são tão resistentes como as camas mais altas. Os modelos de pallets, por exemplo, costumam ter uma duração menor. Você deverá escolher com atenção o tipo de material a ser utilizado como base, se quiser que sua cama tenha uma vida útil maior.
  • Necessidade de trocar o colchão: trocar o colchão de tempos em tempos é indispensável na cama japonesa. A proximidade com o chão pode deixá-lo úmido e com pouca circulação de ar, acumulando bactérias e ácaros. Caso a base escolhida seja inteiriça, haverá mais problemas com a ventilação no colchão e os cuidados com a higiene devem ser ainda maiores. Portanto, é melhor optar pelas bases que tenham estrados, para facilitar a entrada de ar.

Agora já dá para saber se vale a pena investir numa cama dessas, não é mesmo? De acordo com esses prós e contras, é possível decidir se a cama japonesa realmente é uma boa opção para você e para a sua casa.

70 modelos de cama japonesa em diferentes estilos de decoração

Gostou da ideia de ter uma cama japonesa? Então, agora que você já sabe um pouquinho mais sobre elas, confira 70 referências deste tipo de cama para te ajudar a escolher o melhor modelo.

1. O revestimento de madeira serviu como base para a cama japonesa

Foto: Reprodução / Design Cafe

2. Uma cama japonesa com base e cabeceira acolchoadas

Foto: Reprodução / Studio Hermanny

3. É possível complementar a decoração com outros itens da cultura oriental

Foto: Reprodução / Renata Romeiro

4. Esse modelo já vem com criado-mudo acoplado

Foto: Reprodução / Ivana Cabral Arquitetura

5. Neste caso, o projeto da cama foi inspirado no modelo japonês tradicional

Foto: Reprodução / Investir Decor

6. Essa foi feita com pallets e colchão de futon

Foto: Reprodução / Buji

7. A cama japonesa combina muito bem com um estilo de decoração mais moderno

Foto: Reprodução / Elmor Arquitetura

8. Aqui, ela ganhou um estilo mais rústico, combinando com o ambiente

Foto: Reprodução / Mareines Arquitetura

9. O loft com decoração industrial ganhou uma cama japonesa para otimizar o espaço

Foto: Reprodução / Casa 100 Arquitetura

10. A cama japonesa também pode ser usada em quartos infantis

Foto: Reprodução / Bruna Pontes e Marissa Prudente

11. Esse modelo é composto por dois colchões sobre uma esteira

Foto: Reprodução / Travelfoodie

12. Neste exemplo, a cama ganhou toques mais intimistas, garantindo conforto

Foto: Reprodução / Fran Acosta Interiores

13. Vasos de plantas também ajudam a incrementar a decoração do quarto com cama japonesa

Foto: Reprodução / Jenny Kaplan

14. Aqui, a cama foi colocada no chão nivelado e ainda contou com uma bela decoração artesanal

Foto: Reprodução / Annabell Kutucu

15. Apostar no branco é uma opção para quem prefere ambientes neutros

Foto: Reprodução / EL FENIX – Vintage

16. Uma cama de pallets simples pode trazer muita personalidade para o quarto

Foto: Reprodução / VISUELS VISUAIS

17. Este projeto conta com gavetas para ajudar na organização e com uma bela vista da janela

Foto: Reprodução / Arete Culture

18. Esse modelo de madeira ficou lindo na parede de tijolos

Foto: Reprodução / Fernanda Duarte Interiores

19.  É preciso saber escolher o modelo certo de criado-mudo quando se tem uma cama japonesa no quarto

Foto: Reprodução / Fernanda Marques

20. Crie um cantinho japonês aconchegante e repleto de tranquilidade para relaxar

Foto: Reprodução / Luciane Mota

21. Se a base da cama for grande, você pode aproveitar os espaços que sobram para colocar almofadas e futons

22. No caso de quartos infantis, a cama japonesa pode ajudar a dar mais autonomia para as crianças

Foto: Reprodução / Cavalcante Ferraz

23. O estilo boho também combina muito bem com camas japonesas

Foto: Reprodução / Frida Florentina

24. Você pode adicionar iluminação debaixo da cama para um visual mais moderno

Foto: Reprodução / CASA100 Arquitetura

25. É possível combinar o estilo oriental com as cores que você mais gosta

Foto: Reprodução / Regina

26. Mais um quarto industrial que optou pela simplicidade da cama japonesa

Foto: Reprodução / Bryan van der Beek

27. Outra vantagem das camas baixas é que os bichinhos de estimação podem subir com mais facilidade

Foto: Reprodução / John Imperial Frenchie

28. A cama japonesa tem sido usada como um elemento de decoração moderna e pode ser combinada com vários estilos

Foto: Reprodução / Execut Móveis Planejados

29. Muito mais que um elemento decorativo, este tipo de cama representa um estilo de vida mais simples e sem excessos

Foto: Reprodução / Alexander Makhno

30. Este tipo de cama pode se tornar um móvel multifuncional e otimizar o espaço do quarto

Foto: Reprodução / Posh Home

31. O modelo de pallets também pode ficar bem rente ao chão

Foto: Reprodução / Biia Rodrigues

32. A parte das plataformas pode ter nichos para guardar objetos

Foto: Reprodução / Luciana Lage Arquitetura

33. A cama japonesa alia funcionalidade e simplicidade, características muito apreciadas na cultura oriental

Foto: Reprodução / Berttiz Muebles

34. Roupas de cama com a temática zen também são uma ótima opção

Foto: Reprodução / María José López Capote

35. A cama japonesa contribui para o ambiente intimista no quarto do casal

Foto: Reprodução / L U I Z I K E L I N

36. A base acolchoada tem sido muito utilizada e torna a cama ainda mais aconchegante

Foto: Reprodução / KOCE Yatak

37. É muito comum encontrar camas japonesas com a base toda feita de madeira

Foto: Reprodução / Natural Bed Company

38. A cama fez um lindo conjunto com a mesinha lateral e a fonte

Foto: Reprodução / Sanchia Marshall

39. Esse quartinho ficou ainda mais delicado com a cama japonesa infantil

Foto: Reprodução / Isabella Amado Arquitetura

40. A base desta cama tem nicho e gaveta, deixando o móvel ainda mais funcional

Foto: Reprodução / Bruna Pontes e Marissa Prudente

41. Algumas camas parecem flutuar, um efeito muito legal para a decoração

Foto: Reprodução / Tatiana Guedes Arquitetura

42. A cama mais baixa passa uma sensação de aconchego, deixando o quarto mais convidativo

Foto: Reprodução / Creations by Dina

43. Para quem gosta do estilo minimalista, a cama japonesa é a opção perfeita

Foto: Reprodução / JN Móveis

44. Este modelo caracteriza um ambiente simples, mas muito confortável

Foto: Reprodução / Gua! objetosenmadera

45. Que tal uma colcha com estampa de Yin Yang?

Foto: Reprodução / Cinius Arredamento

46. Linda composição com o leque japonês na cabeceira

Foto: Reprodução / Christian Pérez

47. Existem diversos modelos de plataformas baixas para você escolher

Foto: Reprodução / Cactus Furniture

48. Esta fez uma bela composição com a cabeceira acolchoada e os espelhos laterais

Foto: Reprodução / Torum Design

49. Mais um modelo de cama japonesa de solteiro em um projeto moderno de quarto jovem

Foto: Reprodução / Claudia Albertini

50. Os modelos com escadinha são super charmosos

Foto: Reprodução / Ionara Paulino

51. As plataformas de base podem ter diversos tamanhos e alturas

Foto: Reprodução / Mandril Arquitetura

52. Modelo especialmente pensado para um quarto com decoração divertida

Foto: Reprodução / Shirlei Proença

53. A base da cama japonesa também pode ser feita com uma madeira mais rústica

Foto: Reprodução / SUBU Design Architecture

54. Os outros móveis do quarto também podem ter um design mais minimalista

Foto: Reprodução / Natural Bed Company

55. A cama japonesa é excelente para quartos pequenos

Foto: Reprodução / Finart Moveis

56. Se desejar completar a proposta da decoração oriental, opte por itens feitos de fibras naturais

Foto: Reprodução / Leo Romano

57. As camas japonesas ainda podem virar um sofá durante o dia

Foto: Reprodução / Home Staging Campinas

58. A explicação para a altura baixa da cama tem um significado milenar

Foto: Reprodução / Decopallet

59. Também é possível apostar em versões mais modernas

Foto: Reprodução / Berttiz Muebles

60. Em geral, a cama japonesa possui linhas simples, retas e sem muitos adornos

Foto: Reprodução / ODVO Arquitetura e Urbanismo

61. Os colchões tipo futon são muito usados no Japão

Foto: Reprodução / Alexandre Monteiro

62. A filosofia do “menos é mais” também pode ser aplicada à decoração

Foto: Reprodução / Futonnetti

63. Em alguns casos, a cama japonesa pode se tornar a grande protagonista do quarto

Foto: Reprodução / Marcus Lim

64. Essa é versão pra quem curte apostar em cores vivas

Foto: Reprodução / Futon Fonseca

65. Uma composição leve, sutil e muito charmosa

Foto: Reprodução / LAXseries

66. A cama japonesa deixou o ambiente ainda mais clean

Foto: Reprodução / Nildo José

67. Cheio de cores, estilo e aconchego

Foto: Reprodução / Márcia

68. As bases podem ser de madeira, MDF, metal e pallets

Foto: Reprodução / ZenBro

69. Versátil, a cama japonesa combina com diferentes estilos de decoração

Foto: Reprodução / Za Architects

70. Esse modelo também é mais tradicional e usa o tatame como base

Foto: Reprodução / Trevilana

Gostou das nossas inspirações? A cama japonesa é uma opção bastante versátil e autêntica, podendo atender a diversos estilos decorativos. Se você procura por uma nova ideia de cama para o seu quarto e pretende renovar a decoração deste ambiente, aposte em uma cama oriental para decorar o seu cantinho com conforto e estilo!

PARA VOCÊ