Automação residencial: tudo o que você precisa saber a respeito

Escrito por Aline Costa

Imagem: iStock

Quem era criança na década de 1960 provavelmente cresceu assistindo ‘Os Jetsons’. Este desenho animado da Hanna-Barbera vislumbrava um mundo onde a tecnologia reinava em cada pequeno aspecto da vida das pessoas. A casa da família era um show à parte: tinha até um robô que fazia os serviços domésticos.

Deixando os superlativos dos Jetsons de lado, hoje é possível ter algo muito semelhante à residência destes personagens. A automação residencial traz uma série de soluções para facilitar o cotidiano, oferecendo mais conforto e segurança para os moradores.

Conversamos com o engenheiro José Roberto Muratori, que é diretor executivo da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (Aureside), e também com o corretor de imóveis André Plati, CEO da Apartamentos em SP. Eles explicaram alguns detalhes importantes sobre o tema, conforme você pode ver abaixo.

O que é automação

Imagem: iStock

As expressões ‘domótica’, ‘casas inteligentes’ e ‘casas conectadas’ também são usadas para se referir ao mesmo conceito. Domótica é a junção do latim domus, que significa casa, com robótica, que se refere ao que é automatizado.

“É uma nova experiência em moradia, que proporciona conexão e controle da sua casa e dos seus aparelhos eletrônicos, estando você em qualquer lugar, desde um keyboard, ou em um painel, bem como na palma da sua mão, conectado a uma rede wireless. É o resultado da integração de seus aparelhos com comandos automáticos controlados até mesmo por um smartphone ou computador”, explica Plati.

Em outras palavras, Muratori especifica que “automação residencial é a integração dos diversos sistemas existentes em um lar. A ideia é tornar o controle e utilização da casa mais simples e eficiente”.

A comodidade é o benefício mais evidente, mas não o único. Se aplicada com os cuidados necessários, a automação residencial se torna um importante aliado na segurança da casa.

“Pensar inicialmente no que você deseja com a automação, não somente como um luxo, mas como algo que, de fato, tornará sua vida mais segura e prática. É bem bacana poder acionar o ar-condicionado à distância e chegar em casa com o apartamento fresquinho, mas investir em um sistema de monitoramento de câmeras e abertura-fechamento de portas pode ser uma ótima pedida pra controlar o acesso à sua casa, bem como ver o que seus filhos ou prestadores de serviço estão fazendo na sua ausência”, pondera o corretor de imóveis.

Além disso, ajuda a evitar desperdícios e pode reduzir o valor das contas de luz e água. Isso porque com maior controle sobre o uso de vários equipamentos, você otimiza os gastos.

“No geral, a soma de novas tecnologias de automação vem junto com IOT (a Internet da Coisas) e facilitará cada vez mais nossas vidas, baixando nossos custos, oferecendo mais conforto, e principalmente integração”, comenta Plati.

O que dá para automatizar

Imagem: iStock

Plati conta que “quase tudo que tem acionamento eletrônico” pode ser automatizado. “Os controles mais comuns e utilizados são cortinas e persianas, câmeras, interfones, aparelhos de ar-condicionado, aquecedores, sistemas de som e luz, banheiras, portas e portões de acesso, sensores de presença, projetores, irrigação e até mesmo alimentador para pets!”, completa.

Qual o custo?

Imagem: iStock

“Tudo depende do grau de integração desejado pelo morador”, explica Muratori. Ele conta que instalações simples de automação custam a partir de R$ 3 mil. “Um indicador normalmente utilizado pelo mercado é estimar o preço de um projeto de automação em algo que varia de 3% a 5% do valor do imóvel para sistemas com maior grau de tecnologia”, conta ele.

Outros valores que podem ajudar a nortear o planejamento são trazidos por Plati. “Depende do que o cliente deseja. Para se ter uma boa base, uma cortina automatizada com acionamento por controle remoto começa na faixa de R$1.200. Muitas empresas oferecem pacotes básicos para clientes de primeiro imóvel, que gira em torno de R$ 15 mil e inclui luzes, ar condicionado, cortinas, sistema de som, TV e circuito interno de câmeras”, explica.

Conheça alguns produtos plug and play para automação residencial

Imagem: iStock

Muitas ainda não são comercializadas no Brasil, mas o mercado internacional conta com soluções que atendem a algumas demandas quando o assunto é casa inteligente. Outro inconveniente é que muitos deles exigem que o usuário fale em inglês. Além disso, é necessário que os demais gadgets da casa sejam compatíveis para que eles funcionem a contento.

Como o comando de voz é aquele que garante o menor esforço na hora de solicitar alguma tarefa, a ideia mais consagrada até então é a de usar um dispositivo semelhante a uma caixa de som convencional. A diferença é que ela também capta o que o usuário fala.

Essas “caixinhas mágicas” têm o objetivo de facilitar a escolha de músicas e opções de entretenimento no geral e otimizar o gerenciamento de atividades do dia a dia. Três marcas apostaram neste formato e deram origem ao Google Home, Apple HomeKit e Amazon Echo.

O grande diferencial do Google Home é que ele possibilita consultas ao famoso buscador, além de ter mais opções de cores que os concorrentes; enquanto o Apple HomeKit promete uma difusão melhor do som, já que se coloca no mercado como sendo, em última instância, uma caixa de som mesmo. Já o Amazon Echo tem compatibilidade com os aplicativos da gigante de vendas.

A Samsung não está de fora dessa: ela oferece, também no exterior, o SmartThings, um kit que promete funcionalidades parecidas com as dos produtos citados acima, mas já com mais itens de integração.

Todos os produtos têm também aplicativos com o mesmo nome para smartphones, garantindo a integração com o aparelho.

Dicas cruciais sobre automação residencial

Imagem: iStock

  1. Fale com um especialista: Isso é essencial para o barato não sair caro!
  2. Para que o investimento valha ainda mais a pena, os nossos entrevistados são categóricos ao falar sobre a necessidade de se contratar uma empresa idônea de integração.

    “Deixo como principal dica não economizar no fator segurança, prezando por empresas especializadas em automações residenciais. E, principalmente, evitar comprar equipamentos ‘por conta’ e tentar fazer sozinho o trabalho de um profissional” , aconselha o corretor de imóveis.

  3. Onde encontrar um profissional de confiança: Saiba como começar a busca
  4. A Aureside mantém um portal que reúne empresas com este perfil em todo o Brasil e que podem ser consultadas pelos interessados em www.larinteligente.com.br. E Muratori também é enfático ao recomendar a contratação de um profissional.

    “Recomendamos firmemente a contratação de empresas habilitadas e que possuam referências de projetos já executados. Profissionais deste segmento de mercado devem ser treinados e certificados junto aos fabricantes”, pontua.

  5. Exija garantias!: Entenda o que você precisa cobrar
  6. O diretor executivo da Aureside explica que os profissionais precisam oferecer desde um projeto básico de infraestrutura, passando pela especificação dos equipamentos, sua instalação e programação final. “Estas são etapas que exigem conhecimento. Além disso, somente profissionais certificados podem repassar as devidas garantias sobre equipamento e serviços para o contratante”.

  7. Converse com amigos: Veja quem já tem para saber o que esperar
  8. Você pode consultar mais de um tipo de especialista entre fabricantes, integradores, arquitetos, projetistas e consultores, por exemplo. Contudo, não deixe de falar também com quem já tem um sistema parecido instalado em casa. Descubra quais foram as principais sacadas e veja se pode aproveitá-las. E observe também quais foram os erros e evite-os!

Aplicativos de celular para automação residencial

Imagem: iStock

Só um especialista vai conseguir indicar o sistema ideal para atender às suas necessidades com segurança e qualidade. Mesmo assim, vale conhecer alguns aplicativos disponíveis, além dos que já citamos. Assim você terá uma ideia do que eles podem fazer pela sua casa. Normalmente eles têm várias funções. Abaixo, listaremos as principais:

      • Alarm.com: Com ele é possível desde ligar ou desligar luzes até assistir vídeos de câmera de segurança em tempo real;
      • Mobile Pro ControlControle as cortinas ou já ligue o ar-condicionado antes mesmo de chegar em casa;
      • Comand FusionÉ um dos mais aclamados, pois informa se a ação solicitada foi executada;
      • mydlinkAvisa em caso de superaquecimento;
      • XfinityPossibilita acesso a luzes e câmeras.

    Ficou animado para instalar um sistema na sua casa? Conversando com as pessoas certas e fazendo um projeto de acordo com as suas necessidades, expectativas e orçamento, certamente os resultados serão incríveis e você vai poder se sentir como um verdadeiro Jetson!

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS