Aprenda a fazer o cálculo de lâmpadas ideal para um ambiente

Escrito por Ana Kordelos
Foto: iStock

Foto: iStock

Um ambiente bem iluminado faz toda a diferença. Possuir uma iluminação é a estratégia perfeita para dar destaque ou esconder pequenos detalhes na decoração.

Hoje em dia estão disponíveis os mais variados tipos de lâmpadas, produzidas com materiais e modelos diferentes, e saber utilizá-las é essencial para o ambiente ficar ainda mais charmoso.

Além disso, deve-se aproveitar a luz ambiente, primando pela influência da iluminação natural nos cômodos da casa. Por estes motivos, realizar o cálculo de lâmpadas necessárias em um ambiente se torna passo importante na hora de decorar o lar.

Por que é importante calcular a quantidades de lâmpadas de um ambiente

Foto: iStock

Foto: iStock

Conforme Mariana Lorenzato, lightining designer da Simply Led revela, além do seu objetivo comum de trazer luz para o espaço, a iluminação ainda é responsável por reproduzir um brilho adequado no ambiente, destacando objetos de decoração, obras de arte e valorizando o acabamento do ambiente, como pisos e papel de parede por exemplo.

“Cada espaço possui características individuais de uso e dependem da quantidade de luz adequada. Os ambientes devem receber a iluminância conforme seu tamanho e necessidade, por exemplo, uma sala de TV necessita de quantidade luminosa menor do que uma cozinha”, explica. Por isso, realizar o cálculo correto é indispensável quando se busca atender às necessidades particulares de cada espaço.

Em relação à escolha de lâmpadas para cada ambiente, Mariana ensina que quando esta está adequada para cada ambiente, traz como resultado a total funcionalidade do espaço conforme a sua necessidade. “Lâmpadas possuem fachos de ângulos e temperaturas de cor diferentes, justamente para trazer a aplicação adequada para cada item que se busca iluminar”, instrui.

Como calcular a iluminância para ambientes

Foto: iStock

Foto: iStock

Conceito fundamental para a definição da quantidade de luz mais adequada para cada ambiente e situação. Este pode ser medido por lux e lúmen, onde o lux é a quantidade de luz por metro quadrado e lúmen é a intensidade da luz.

“Lux é a quantidade de fluxo luminoso por metro quadrado. Seu cálculo é feito pela quantidade de fluxo luminoso de uma lâmpada (lúmen) dividido pelo metro quadrado do espaço”, informa a profissional. Já o lúmen é conceituado como a quantidade luz emitida por uma lâmpada, sendo um dado encontrado nas embalagens de produtos de iluminação, o qual é necessário para realizar o cálculo do lux.

Confira a iluminância mínima recomendada para alguns dos ambientes mais utilizados da casa:

Foto: Tua Casa

Tabela: Tua Casa

Para a iluminância ideal de ambientes internos, existe a NBR 5413, norma da ABNT (Agência Nacional de Normas e Técnicas), a qual determina o nível de iluminância ideal para cada ambiente, de acordo com as atividades a serem realizadas naquele espaço. Por isso, apesar de o cálculo de lâmpada e a fórmula do lux auxiliar na hora de planejar a quantidade para determinado ambiente, é necessário seguir estas normas.

20 fachadas de casas rústicas cheias de encantos

Portanto, vamos à fórmula

Agora que você já viu o lux médio recomendado para cada ambiente, vamos mostrar a fórmula e exemplos para você aprender a calcular em casa. A fórmula para calcular o lúmen necessário, ou seja, qual lâmpada comprar: lux médio x área do ambiente.

  • Exemplo 1: suponha que a área geral da sala tenha 8m², então, precisaremos calcular: 8×150 = 1200 lumen.
  • Exemplo 2: vamos supor que a área local da cozinha, especificamente na mesa, tenha 1,5m². Então, a conta será 1,5×300 = 450 lúmen.

Ok, agora que você descobriu o valor do lúmen, basta seguir a tabela abaixo para saber qual lâmpada atende sua necessidade.

Imagem: Tua Casa

Tabela: Tua Casa

Vamos retornar aos dois exemplos anteriores. No caso 1, o total de lúmen foi de 1200. Nessa situação, podemos comprar três lâmpadas de 450 lúmen, que equivalem de 6 a 9W nas em LED ou 35W nas halógenas.

No caso 2, o moderador pode comprar uma lâmpada de 40W incandescente ou uma lâmpada halógena de 35W ou uma de 9-13W LFC ou, então, uma de 6 a 9W, tudo dependendo do tipo de lâmpada que a pessoa for decidir ter em casa.

Fatores que interferem na iluminação necessária para um ambiente

Foto: iStock

Foto: iStock

Para Mariana, o projeto luminotécnico deve fazer parte do processo de engenharia já nas primeiras etapas da construção, com a finalidade de se obter melhor resultado. “Rebaixo de tetos para instalação de peças de iluminação devem ser calculados e projetados conforme a profundidade de cada Spot com a lâmpada”, revela.

Se o projeto for realizado em uma reforme, por exemplo, pode ser necessário uma adaptação de posicionamento ou mesmo no número de lâmpadas utilizadas para garantir um resultado satisfatório.

Como escolher o tipo certo de lâmpada

Foto: iStock

Foto: iStock

Existem no mercado variados tipos de lâmpadas. Dentre as mais comuns encontram-se as lâmpadas incandescentes, as halógenas, as fluorescentes e as de LED.

As lâmpadas incandescentes são as mais antigas e as mais conhecidas, sendo muito utilizadas para a iluminação geral, abajures e até mesmo no interior de geladeiras ou fogões. As lâmpadas halógenas são muito utilizadas em spots, para dar destaque a objetos ou áreas específicas, já que possuem um alto controle de seu facho de luz.

Portas pivotantes: investimento moderno para projetos sofisticados e cheios de estilo

Atualmente, as lâmpadas fluorescentes estão substituindo as lâmpadas incandescentes, devido ao seu baixo consumo de energia e alta eficiência. São utilizadas na iluminação geral e como iluminação decorativa ou de efeito.

Já as lâmpadas de LED, são consideradas as mais modernas, pois convertem energia elétrica diretamente da energia luminosa. Podem ser utilizadas em spots, direcionando seu facho de luz, ou mesmo em iluminação de fachadas.

Independentemente do tipo de lâmpada escolhido, uma boa iluminação pode trazer ares de sofisticação e destacar certos recursos de decoração, deixando o ambiente mais belo e funcional. Aposte!

COMENTÁRIOS