Como criar uma rotina de lavagem de roupas e manter o lar organizado

Escrito por Ana Kordelos
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Continua após o anúncio



Cuidar e manter o hábito de limpeza e organização da casa é algo essencial para administrar melhor o tempo em que você passa em seu lar e conseguir mantê-lo sempre em ordem. Possuir uma rotina de lavagem de roupas ajuda, e muito, a conquistar este objetivo.

Saber quais tipos de tecido podem ser levados à máquina, quais produtos podem ser utilizados sem danificar as roupas e quais cores podem ser lavadas juntas são alguns dos aspectos que facilitam a sua vida na hora de fazer lavanderia.

Com o tempo e a prática, seguir alguns passos na hora de lavar as peças de roupas ajuda a deixar esse processo de limpeza mais fácil e ágil, além de consumir menos tempo do seu dia a dia.

Para a personal organizer Joana D’arc Souza criar esse costume favorece boas práticas de lavagem com as roupas, garantindo que estejam sempre em bom estado. “Roupas organizadas contribuem e muito para a própria organização da casa. Nada pior que roupa suja acumulada ou, ainda que limpas, mas esperando ser passada e/ou guardada”, revela.

4 pontos a serem levados em conta na hora da organização da rotina

A frequência de lavagem das roupas pode variar devido a alguns fatores: número de pessoas na família, quantidade de roupa suja produzida pelos moradores e capacidade da máquina. Para a profissional, alguns pontos devem ser levados em consideração no momento da organização da rotina. Confira:

  1. Disponibilidade: “verifique o tempo disponível de cada membro da família para as etapas de pré-lavagem, lavagem, secagem e arrumação”, orienta.
  2. Distribua tarefas: Joana orienta a distribuição das tarefas de acordo com a disponibilidade de cada pessoa.
  3. Crie uma rotina: “estabeleça os dias de lavagem de acordo com a rotina. Uma casa com um bebê menor de 6 meses tem maior demanda de lavagem que uma com uma criança maior; adolescentes e adultos, a depender da rotina de trabalho e estudo, podem usar bastantes roupas”, explica.
  4. Divida em grupos: “caso seja necessário fazer lavanderia todos os dias, separe um dia para cada tipo de roupa”, orienta.

Utilizando estes princípios, implementar a rotina de lavagem se torna tarefa fácil e prática.

Como separar as roupas

Para Joana, o método ideal para separar as roupas antes de serem levadas à máquina é levar em consideração a cor, o tipo de peça, o tecido e o nível de sujidade. Se necessário, é indicado retirar as manchas e sujeiras mais resistentes antes de levá-las à lavadora. “Para roupas novas, sugiro lavá-las separadamente. Não se esqueça de conferir os bolsos antes do início do processo de lavagem”, aconselha.

Os grupos indicados pela profissional devem conter os seguintes tipos de peças: roupas brancas, roupas coloridas, tecidos delicados, roupa de cama/toalhas/panos de prato. “No caso dos panos de chão e das peças utilizadas pelos animais de estimação, é ideal que estes sejam lavados sempre separados”, propõe.

Continua após o anúncio



A personal ainda explica a importância de se conferir as etiquetas das peças antes da lavagem: “elas são referências padronizadas de temperatura e formas corretas de lavagem e secagem”.

Imagem etiqueta

Na primeira linha, estão os desenhos possíveis encontrados nas etiquetas, os quais indicam se para determinado tipo de peça é possível a lavagem à máquina, ou se deve ser feita à mão. Indicam, ainda, a temperatura ideal de lavagem e o tipo de programa a ser utilizado.

Já na segunda linha, estão os símbolos referentes ao uso e alvejante, se este é ou não permitido, qual o tipo de produto indicado e se a secagem pode ser feita pela secadora.

Na terceira linha, os símbolos ilustram as possibilidades ideais de secagem: se a peça deve secar na vertical, horizontal, à sombra, ou mesmo se é recomendável somente limpeza a seco ou se o correto é levar a peça para uma lavanderia profissional.

Na quarta e última linha, as instruções referem-se ao modo correto para passar a peça, incluindo a temperatura do ferro, se o mesmo pode ser à vapor ou se a peça não possui a indicação para passar a ferro.

Como escolher o produto certo para lavar roupas

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Joana explica que o melhor produto a ser utilizado na lavagem de roupas é aquele que melhor se adequa às suas necessidades. A profissional cita alguns itens básicos: “um bom sabão em pó ou líquido e um bom amaciante são mais do que suficientes. Estes devem ser bem utilizados (sem exageros na quantidade) e de acordo com as instruções da máquina e da fabricante ou seguindo as etapas de lavagem”, informa.

A profissional ainda sugere o sabão líquido para roupas e o sabão em pó para panos de limpeza. “Experimente e veja o que vai funcionar bem para sua casa. É importante evitar alvejantes na máquina, pois dependendo do tipo de tecido e da firmeza das cores, ainda que seja aquele apropriado para roupas coloridas, utilizá-lo é um risco”, alerta.

Continua após o anúncio



Há alguns cuidados com peças específicas e a melhor opção de produto a ser utilizado em sua limpeza. Joana indica alguns exemplos:

  • Roupas de bebê: roupas de bebê devem ser lavadas com sabão próprio. Há várias marcas disponíveis, seja de coco ou neutro. O indicado é que não contenham amaciante.
  • Roupas brancas: em geral, esfregue a parte manchada ou encardida com sabão de coco. Isto facilitará a remoção da mancha.
  • Panos de prato: deixe-os de molho na água fria com sabão por pelo menos 2 horas antes da lavagem tradicional.
  • Roupas de cama: se houver alguma mancha, o ideal é tirá-las antes da lavagem. Para cobertores e edredons, verifique a etiqueta e veja se estes podem ser levados à máquina. Grande parte dos modelos disponíveis no mercado possuem um ciclo específico para estes itens. Lave-os com o detergente em pó de sua preferência.
  • Roupas de banho : em relação às toalhas, normalmente há um ciclo específico para sua lavagem na maioria das máquinas. Deixe-as secar bem antes de guardar, evitando assim que fungos e mofo se proliferem. Para que não encolham, a temperatura limite é de 60°, tanto para lavagem, quanto para secagem. Cuide para não utilizar sabão em pó em excesso, isto garantirá um aspecto duro e cheiro desagradável às toalhas.
  • Camisas sociais: utilize detergente de cozinha incolor para tirar manchas de suor. Deixe-o agir no colarinho por alguns minutos. Esfregue e lave normalmente.

Como economizar ao organizar uma rotina de lavagem de roupas

Uma das grandes preocupações na hora de implementar uma rotina é buscar economia de energia e água ao realizar a lavagem de roupas. Buscando ajudar na contenção de gastos e aplicar o conceito de sustentabilidade, Joana indica acumular uma boa quantidade de roupas para lavar. “Se forem poucas peças, lave-as à mão ou use apenas a função de centrifugação da máquina. Ligue a máquina só quando estiver cheia. Se a mangueira da máquina for próxima do tanque, utilize essa água para a lavagem do chão, reaproveitando-a”, ensina.

Como secar as roupas

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Antes de pendurar as roupas no varal, o correto é conferir a etiqueta da peça e confirmar a possibilidade para uma secagem correta e sem danificar a roupa. “De forma geral, o varal, item versátil de tamanho e forma variados, costuma ser uma boa solução”, relata a personal.

“Roupas mais pesadas, como as de inverno, devem ser secadas na horizontal para não deformar. Já os demais tecidos podem ser secos ao sol. As peças de roupas brancas e de tecidos sintéticos precisam de sombra para que sua cor não seja alterada. Lembrando que, ao pendurar a roupa, se tiver o cuidado de fazer isso com cabides ou da forma mais estendida possível, você irá otimizar e muito o tempo de passar”, ensina.

Para Joana, se forem observadas as recomendações do fabricante quanto à capacidade e tipos de tecidos, os problemas com centrifuga diminuem. “Seja utilizando o varal ou a centrifuga, não esqueça de adaptar a rotina no calor e no frio, já que no inverno as roupas demoram mais para secar, portanto necessitando que a rotina de lavagem seja replanejada”, recomenda.

Como passar roupas

Após o processo de lavagem e secagem das roupas, chega-se à etapa final: passar as peças para que as mesmas possam ser guardadas. A personal organizer fez uma pequena listagem com dicas para tornar essa parte do processo ainda mais fácil. Confira:

  • Cuide da temperatura: “se estiver com dúvidas em relação à temperatura adequada, opte sempre pela baixa ou média, caso não haja indicação na etiqueta. Lembre-se: tecidos delicados e roupas escuras jamais devem ser passados com temperatura alta. O ideal é proteger a base do ferro e passar a peça pelo avesso”, alerta.
  • Proteja as estampas: “se a peça possuir estampas emborrachadas, jamais passe o ferro em cima da mesma pois poderá danificá-la. Passe pelo avesso ou proteja a estampa com um pano”, esclarece.
  • Ao fazer vincos: “em calças sociais, faça apenas um vinco e lembre-se de não fazer força pois estes tecidos geralmente não necessitam disso e podem ficar marcados permanentemente”, adverte.
  • Etapas para passar camisa social: “a sequência ideal para passar essa peça é: gola, ombros, costas, mangas e frente. Antes de começar e durante o processo borrife algum bom produto indicado para facilitar o processo de passar a peça”, acrescenta.

Utilizando as dicas da profissional, com o tempo a rotina de lavagem de roupas fará parte da rotina de cuidados da casa, facilitando e ajudando a deixar o lar mais organizado e proporcionando melhor funcionamento dos hábitos de cuidados do lar e evitando o acúmulo de tarefas. Comece já!

Continua após o anúncio