Quarto montessoriano: método que estimula o aprendizado das crianças

Escrito por Priscila Horvat
quarto-montessoriano-1

Foto: Reprodução / Bibidomo

Por volta de 1907, a médica e educadora italiana Maria Montessori criou o método educacional que leva seu nome. Uma das primeiras mulheres a se formar em medicina no início do século XX, inicialmente seus estudos tinham o intuito de facilitar o aprendizado de crianças portadoras de deficiência mental. Mas, como educadora, ela também percebeu que poderia utilizar seus conhecimentos pedagógicos para avançar além da psiquiatria.

Foi quando trabalhou na Casa dei Bambini, uma escola de periferia no bairro de Lorenzo, em Roma, que finalmente ela pôde colocar em prática suas teorias e, assim, aperfeiçoar seu método de autoeducação, que mostrou ser eficiente para o desenvolvimento de toda e qualquer criança, e se expandiu para além das escolas, em todos os ambientes onde pudessem ser aplicáveis.

Cada vez mais procurado por pais e pelas escolas, o sistema de ensino é eficaz no estímulo ao aprendizado. Em casa, o quarto da criança, com base nesse método, estimula a iniciativa, autonomia e a independência de forma segura: a criança usa sua curiosidade natural, sempre aguçada, para explorar os limites do cômodo, do seu próprio cantinho.

De acordo com a designer de interiores Taciana Leme, quando aplicado em casa, o método consiste em um ambiente projetado para a criança, “onde todas as dimensões dos móveis respeitam a ergonomia delas”. Além do quarto parecer um mundo em miniatura e deixar o ambiente encantador, há ainda o lado comportamental. Para o psicólogo Dr. Reinaldo Renzi, com um quarto montado segundo a perspectiva da criança, “facilita ao máximo sua liberdade de movimento e de acesso aos seus brinquedos e demais objetos”. “Tudo em seu quarto estimula ao desbravamento e a descoberta e, como consequência, a autoeducação”, conta o psicólogo.

Em um quarto montessoriano, tudo serve como estimulante sensorial para a criança. Para isso, todos os objetos e brinquedos são dispostos e organizados da forma mais favorável para o processo de descoberta e aprendizado, sem a intromissão do adulto.

Segundo Taciana, “o desenvolvimento acontece através da interação com o mundo em que a criança vive”. “Tudo deve estar em uma altura que a criança possa pegar, espaços para pintar, áreas livres para brincar. A criança se sente estimulada e se desenvolve brincando”, conta a designer. Dr. Reinaldo ainda acredita que os benefícios são ainda maiores: “o desenvolvimento da autonomia fará com que essa criança se torne um adulto mais seguro de si. Mas vai além, por estimular seu processo criativo, sua organização e seu espirito de colaboração. Crianças que crescem nesse ambiente estão menos sujeitas a traumas do aprendizado por imposição, despertando o prazer nos estudos”.

Quais elementos são essenciais em um quarto montessoriano?

quarto-montessoriano-2

Foto: Reprodução / Susana Chango

Para a composição do quarto, é importante que haja harmonia para a decoração ficar bonita. De acordo com a designer, a ausência do berço – substituído pela cama baixa ou colchonete no chão – é a principal característica do quarto, além de mais espaços livres, poucos móveis e na altura das crianças. Cores e formas seguras e estimulantes também fazem parte desse ambiente.

Vale ressaltar que todas as coisas devem estar, dentro do possível, na altura da criança, como “um guarda-roupas que tenha uma parte baixa, com algumas roupas e sapatos que a criança possa pegar”.

Hoje o mercado de móveis infantis também oferece mesas e cadeiras específicas para crianças. “Os móveis baixos são perfeitos para armazenar brinquedos, livros e revistas, além de móbiles coloridos que possam ser tocados. Gambiarras de luzes dão um charme extra”, afirma Taciana.

Vale investir em tapetes para estimular o tato, lembrando sempre de delimitar a área de brincar. “Espalhe espelhos e fotos de familiares na altura do olhar, para que eles possam identificar a si mesmos e as diferentes pessoas”, conta a designer.

Segurança é fundamental

quarto-montessoriano-3

Foto: Reprodução / The Little Door Studio

O quarto precisa ficar bonito e, claro, seguro – para um melhor desenvolvimento da criança. Por isso, o espaço deve permitir a mobilidade e as experiências com segurança. Confira as dicas da designer de interiores:

  • Evite que os móveis tenham quinas vivas;
  • Deixe as tomadas em lugares estratégicos, atrás de móveis ou tampadas;
  • Verifique a estabilidade dos móveis antes de comprá-los;
  • Espelhos e vidros devem ser substituídos por acrílico;
  • Instale barras para facilitar o processo de andar com segurança;
  • Escolha um piso que seja adequado para quedas. Não sendo possível, invista em um tapete ou tatame emborrachado. Além de serem itens de segurança, também são decorativos.

45 ideias de quartos montessorianos decorados

Foto: Reprodução: Jenni and Jody

Foto: Reprodução: Jenni and Jody

De acordo com o Dr. Reinaldo, Maria Montessori se pautou no desenvolvimento infantil baseada em que a criança entre 0 a 6 anos absorve naturalmente tudo que a envolve. Ela classificou os “períodos sensíveis” desta forma:

  • O período do movimento: do nascimento até um ano de idade;
  • O período da linguagem: do nascimento aos 6 anos;
  • O período dos pequenos objetos: de 1 a 4 anos;
  • O período da cortesia, boas maneiras, dos sentidos, da música e da vida social: de 2 a 6 anos;
  • O período da ordem: dos 2 aos 4 anos;
  • O período da escrita: dos 3 aos 4 anos;
  • O período da higiene/desfralde: dos 18 meses aos 3 anos;
  • O período da leitura: dos 3 aos 5 anos;
  • O período das relações espaciais e da matemática: dos 4 aos 6 anos;

“Quando o adulto se conscientiza que a maior limitação está nele, e não na criança, ele auxilia amorosamente esse processo com respeito a cada fase, facilitando assim o tempo certo para o desenvolvimento pleno de suas habilidades”, afirma Dr. Reinaldo. Com todas essas informações, agora o que falta é só inspiração para montar o quartinho do seu pequeno. Então, confira nossas sugestões e capriche:

1. Candy colors sempre deixam o ambiente mais charmoso

quarto-montessoriano-4

Foto: Reprodução / Little O & Co. | Rachael

2. Aqui, o uso do vermelho e do azul predomina

quarto-montessoriano-5

Foto: Reprodução / Tikkanen Arquitetura

3. Dois irmãos podem dividir um espaço montessoriano

4. O quarto tem muitos objetos que chamam a atenção das crianças

quarto-montessoriano-7

Foto: Reprodução / Little O & Co. | Rachael

5. Use prateleiras baixas, para facilitar o acesso aos livros e incentivar a leitura

quarto-montessoriano-8

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

6. O espelho é peça fundamental

Foto: Reprodução / Summer Play's House

Foto: Reprodução / Summer Play’s House

7. O uso do papel de parede deixou o quarto ainda mais lúdico

quarto-montessoriano-10

Foto: Reprodução / Milkstudio

8. Deixe algumas roupas à disposição para a criança poder escolher qual prefere

quarto-montessoriano-11

Foto: Reprodução / Leopard in the Night

9. Use tapetes antiderrapantes

quarto-montessoriano-12

Foto: Reprodução / Little O & Co. | Rachael

10. Luzinhas deixam o ambiente mais aconchegante e ajudam na hora da leitura

quarto-montessoriano-13

Foto: Reprodução / Na Toca Design

11. A cabeceira da cama é um grande painel, que acomoda livros e brinquedos

quarto-montessoriano-14

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

12. O colchão no chão (ou quase) evita quedas

quarto-montessoriano-15

Foto: Reprodução / Leopard in the Night

13. Na janela, parede preta de tinta “quadro negro”

quarto-montessoriano-16

Foto: Reprodução / Milkstudio

14. O cantinho da leitura é aconchegante e ainda tem espelho

quarto-montessoriano-17

Foto: Reprodução / Casa 128

15. Outro quarto temático. O tema unissex facilita na hora de encontrar adereços para a decoração

quarto-montessoriano-18

Foto: Reprodução / Izabela Lessa Arquietura

16. Um casal de pequenos exploradores divide esse quartinho

quarto-montessoriano-19

Foto: Reprodução / Paula Castells

17. As camas em formato de casinhas podem ser pintadas para acompanhar a paleta de cores do quarto

quarto-montessoriano-20

Foto: Reprodução / Ligia Heleno Arquiteta

18. Tapetes emborrachados não escorregam e evitam que a criança tenha contato direto com o chão

quarto-montessoriano-21

Foto: Reprodução / A casa do Lulu

19. Que tal uma pintura ou adesivo na parede?

Foto: Reprodução / Montessori Moms

Foto: Reprodução / Montessori Moms

20. Os nichos acompanham toda a extensão da parede

quarto-montessoriano-23

Foto: Reprodução / Izabela Lessa Arquietura

21. Uma lousa gigante é o sonho de qualquer criança (e de muitos adultos também!)

quarto-montessoriano-24

Foto: Reprodução / Luciana Marcoz Interiores

22. Aproveite a criatividade aguçada e exponha as artes dos artistas da casa

quarto-montessoriano-25

Foto: Reprodução / Clara

23. É possível usar o método montessoriano no quarto, independente do tamanho do cômodo

24. Se for possível, crie uma mini-brinquedoteca em algum cantinho do quarto

quarto-montessoriano-27

Foto: Reprodução / Bibidomo

25. Porta-fantasia com rodinha, para brincar à vontade pelo quarto

quarto-montessoriano-28

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

26. A estrutura do painel permite mudar as prateleiras de lugar e deixá-las mais altas ou mais baixas, de acordo com a necessidade

quarto-montessoriano-29

Foto: Reprodução / Izabela Lessa Arquietura

27. Uma parede com mapas, para um pequeno que deseja conhecer o mundo

quarto-montessoriano-30

Foto: Reprodução / Milkstudio

28. Para o quarto compartilhado, mezanino para as caminhas e uma barra de ferro para descer escorregando!

quarto-montessoriano-31

Foto: Reprodução / Egg Interiores

29. Cores fortes deixam o ambiente alegre

quarto-montessoriano-32

Foto: Reprodução / Na Toca Design

30. “Acampadentro”: pequenas tendas (ou ocas) de pano fazem a alegria da criançada

quarto-montessoriano-33

Foto: Reprodução / Amanda Miranda Arquitetura

31. Um pequeno escritório para alguém que sonha grande projetos de diversão

quarto-montessoriano-34

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

32. Os brinquedos sempre no alcance

Foto: Reprodução / Buuba

Foto: Reprodução / Buuba

33. O painel permite que a criança já saia da cama e entre em contato com os brinquedos

quarto-montessoriano-36

Foto: Reprodução / Izabela Lessa Arquietura

34. Um mini closet permite que as crianças escolham com que roupa vão sair de casa

quarto-montessoriano-37

Foto: Reprodução / Yanaina Mella Designer

35. Invista em móveis que saem do comum, como esse banco redondo, perfeito para se esconder com um belo livro

quarto-montessoriano-38

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

36. Se sua filha sonha em ser a Elsa, traga as cores do mundo dela para o quarto da sua princesa

quarto-montessoriano-39

Foto: Reprodução / Amanda Miranda Arquitetura

37. Deixe os brinquedos à disposição das crianças

quarto-montessoriano-40

Foto: Reprodução / Baby Enxoval

38. Pequenos nichos e sacos organizadores são ideais para as crianças aprenderem, desde cedo, que cada coisa tem seu próprio lugar

quarto-montessoriano-41

Foto: Reprodução / Pilulito

39. Os adesivos na parede e o tapete remetem à grama, que as crianças adoram

40. Lápis, giz, lousa, livros, brinquedos… Capriche na décor!

quarto-montessoriano-43

Foto: Reprodução / Hana Lerner Arquitetura

41. Doces sonhos para a dona desse quarto encantado

quarto-montessoriano-44

Foto: Reprodução / Little O & Co. | Rachael

42. Qual criança não vai ficar feliz ao saber que pode soltar a imaginação e desenhar na parede? Use rolo de papel ou tinta específica para esse fim

quarto-montessoriano-45

Foto: Reprodução / Amanda Miranda Arquitetura

43. Um quartinho saído diretamente das páginas de algum conto de fadas

quarto-montessoriano-46

Foto: Reprodução / Tonje

44. As almofadas diferentes podem ajudar a criançada a aprender tamanhos, cores e formas – além de deixar o quarto muito lindo!

45. As barras ajudam a firmar as perninhas para os primeiros passos sem ajuda: é a independência do bebê com segurança

quarto-montessoriano-48

Foto: Reprodução / Montessori Criativo

De acordo com o Dr. Reinaldo, a autoeducação é uma capacidade inata nos seres humanos, que pela insegurança dos adultos acaba por ser podada quase que totalmente na infância. “Quando se oferece essa oportunidade, é facilmente observada a natureza da criança de ser um desbravador a absorver todo o mundo à sua volta. A criança então, se sente livre para explorar, investigar e pesquisar”, finaliza.

O quarto Montessori proporciona o ambiente adequado para isso, e os objetos mais interessantes para que a criança possa se desenvolver por seu próprio esforço, no seu ritmo e segundo seus interesses.

PARA VOCÊ