Tipos de madeira: como acertar na escolha para sua casa

Escrito por Andressa Oliveira

Foto: Reprodução /IN/EX Arquitetura

Em uma casa, a madeira é sempre bem-vinda, além de trazer sensações de conforto e aconchego para o ambiente, ela deixa o espaço muito mais sofisticado. A madeira combina com diversos estilos de decoração e tem variadas funções. Ela pode tanto estar presente em suas características naturais ou em formas industrializadas.

Os vários tipos de madeira apresentam diferenças em suas cores, texturas, resistência e durabilidade. Por isso, podem ser empregados em diversos elementos em uma casa de acordo com as suas especificidades.

Alguns tipos de madeira são mais indicados para a construção civil e são utilizados como estruturas principais ou secundárias. Outros podem servir na parte decorativa e funcional da casa, como janelas, portas, venezianas, assoalhos, forros, painéis e lambris. Ou, ainda, alguns tipos de madeira são ideais para a fabricação de mobiliário.

Se você está pensando em utilizar alguns tipos de madeira na sua casa, seja na construção ou na decoração, mas está na dúvida de qual tipo escolher, confira abaixo as madeiras mais usadas, as suas principais características e utilizações:

Madeiras naturais

A madeira em sua forma natural se distingue pela sua durabilidade e resistência. Além disso, sua aparência se destaca nos espaços com exuberante beleza. É amplamente utilizada na construção e para a fabricação de móveis elegantes e duráveis. Caso ela seja sua principal escolha, é válido conhecer alguns tipos de madeira disponíveis e suas características:

Angelim

Foto: Reprodução /Amata Brasil

Fácil de ser trabalhada. Permite um bom acabamento e garante móveis duráveis. Tem um aspecto fibroso com textura grossa e se distingue pelo seu tom castanho-avermelhado claro ou escuro com manchas escuras.

Aroeira

É uma madeira de cor levemente rosada. Possui uma superfície um tanto lustrosa e lisa ao trato. Bastante utilizada para cercas, dormentes e na construção – em vigas, ripas, caibros e assoalhos. Também pode ser utilizada para móveis e peças torneadas.

Carvalho

Foto: Reprodução /Majofesa Madeiras

É um dos tipos mais versátil e durável de madeira, e amplamente usada na construção de pisos, armários, painéis e móveis. Sua aparência é geralmente de um tom avermelhado escuro. Vai bem com um estilo mais contemporâneo até um mais tradicional de decoração.

Cedro

Com uma cor marrom avermelhada, é utilizada para a fabricação de mesas, cadeiras, armários, camas, bancos, janelas, batentes e portas. É durável, resistente a insetos e umidade, por isso pode ser usada tanto na parte interna quanto externa da casa.

Cerejeira

De tom marrom amarelado claro e brilho moderado, tem como principais características a durabilidade, maciez e beleza. Essa madeira é bastante utilizada para a fabricação de móveis decorativos de alta qualidade, além de esquadrias, lambris, forros e painéis.

Cumaru

Foto: Reprodução /Amata Brasil

Tem alta resistência a fungos e cupins, o que garante excelente durabilidade. Pode ser aplicada tanto no interior como no exterior das construções. Comumente usada para vigas, esquadrias, forros e assoalhos, aceita polimento, pintura e verniz. Sua robustez combina com decorações rústicas e industriais.

Freijó

De tom castanho-claro-amarelado pode apresentar manchas e estrias enegrecidas. O freijó tem uma superfície lustrosa e, por isso, é uma madeira de alta qualidade para móveis finos. Na construção, é empregado em portas, venezianas, caixilhos, lambris, molduras, painéis, forros e ripas.

Goiabão

Uma madeira pesada, de cor amarela clara. Na construção, é aplicada em vigas, caibros e revestimento de portas. Na parte interna da residência, pode ser aplicada em painéis, lambris, forros, assoalhos e móveis. Tem baixa resistência a fungos e cupins.

Imbuia

Sua tonalidade varia, geralmente com a presença de veios escuros. Muito usada para a fabricação de mobiliário de luxo e também na decoração interna com painéis decorativos, divisórias e lambris. Recebe bem verniz e pintura. Na construção, aparece sempre como vigas, ripas, caibros e portas.

Ipê

Madeira dura, de tom pardo-acastanhado e reflexos esverdeados. É utilizada em vigas, caibros, esquadrias, rodapés, forros e lambris. Também pode ser aplicada como tábuas, tacos, parquetes ou degraus de escada. Tem alta qualidade para partes decorativas de móveis.

Itaúba

Com coloração castanho-esverdeado-escuro, sem desenhos e com pouco brilho. É difícil de ser trabalhada, porém, propicia bom acabamento. Utilizada para vigas, caibros, treliças, batentes e janelas. Para pisos, é indicada como tábuas ou tacos. Também pode ser vista na fabricação de móveis.

Jacarandá

Além da sua beleza, o jacarandá também oferece qualidade, durabilidade e resistência a ataque de insetos e umidade. É empregado em móveis, sempre com um toque rústico e elegante para os ambientes. Também é utilizado em painéis decorativos e revestimentos finos.

Louro

Tem média resistência ao ataque de fungos e cupins. Normalmente, é utilizado para fabricação de móveis de utilidade geral e decorativos. Também usado para batentes, portas, janelas, painéis, forros, ripas e como partes secundárias de estruturas.

Nogueira

Foto: Reprodução /Majofesa Madeiras

É uma das madeiras mais duráveis e com um excelente acabamento natural. Tem uma grande versatilidade de utilização, usada na fabricação de móveis de alta qualidade, portas, assoalhos e painéis.

Madeira de demolição

Foto: Reprodução /Casulo Design

A madeira de demolição é aquela madeira natural reaproveitada de peças ou construções antigas, que após o tratamento fica pronta para ser utilizada novamente. Sua aparência é ótima para projetos com visual rústico.

Mogno

Seu tom inconfundível é de um castanho avermelhado. Possui alta estabilidade, durabilidade e resistência a fungos e cupins. Fácil de ser trabalhada, é uma madeira nobre e sofisticada. Indicada para móveis, painéis decorativos, revestimentos internos, lambris e venezianas.

Pinho

É uma madeira durável e resistente. Sua cor clara é ótima para uma decoração clean ou minimalista. É utilizada como ripas, tábuas de forro, formas para concreto, rodapés, estrutura de móveis e prateleiras.

Pinus

Foto: Reprodução /Amata Brasil

É uma madeira de reflorestamento e fácil de trabalhar. Possui múltiplas aplicabilidades, como ripas, rodapés e forros. Recomendada também para fabricação de móveis, prateleiras e estantes. Sua tonalidade clara e suave é ótima para ambientes com tendências clássicas ou retrô.

Madeiras industriais

Os tipos de madeiras industriais são amplamente utilizados para móveis e decorações. A principal vantagem desses tipos, em comparação às madeiras naturais, são o seu custo reduzido e a preservação de florestas. Conheça os principais tipos disponíveis e as vantagens e desvantagens de cada um:

Aglomerado

Foto: Reprodução /Esmoriz Placa

É formado pela mistura de resíduos de madeira e depois prensado. Aceita bem pintura e verniz e é utilizado para a fabricação de móveis e gavetas. Sua principal vantagem é o baixo custo, no entanto, tem baixa resistência a umidade, suporta pouco peso e apresenta curta durabilidade.

Compensado laminado

Foto: Reprodução /Vimasa

É feito com diversas lâminas de madeira, de mesma espessura, coladas sucessivamente de modo a formar chapas. Tem uma boa resistência mecânica e é utilizado na fabricação de móveis e prateleiras.

Compensado sarrafeado

Foto: Reprodução /Eulide

É composto por chapas com sarrafos de madeiras cortados que são colados lado a lado em um sentido. Essa placa é mais resistente e com menor grau de empenamento. É indicado para a produção de portas e estrutura de móveis.

HDF

Foto: Reprodução /Berneck

São fibras de madeira que passam por um processo de aglutinação com bastante pressão. As chapas são homogêneas e possuem superfície uniforme. Podem receber pintura, verniz e laminados. Suporta peso e vence vãos maiores sem a necessidade de reforços, permite cortes e entalhes e é bom para fundos e laterais de móveis. O HDF tem um custo maior que o MDF.

MDF

Foto: Reprodução /Casa do MDF

É um painel produzido pela aglutinação de fibras de madeira com resina sintética e aditivos. É homogêneo, sem camadas. Sua superfície é ideal para aplicação de pintura, verniz, laca e laminados. O MDF permite móveis com formas e partes arredondadas. É bastante usado para fabricação de móveis, laterais e fundos de gavetas. Possui alta resistência a empenamentos.

MDP

Foto: Reprodução /Dell Anno

São camadas de partículas de madeira sobrepostas, com as maiores posicionadas no centro da chapa e as mais finas nas superfícies. É utilizado para móveis residenciais e comerciais, de preferência retilíneos. Possui boa estabilidade e garante bom acabamento. Além disso, tem boa fixação das ferragens, menor absorção de umidade comparado ao MDF e preço mais em conta.

OSB

Foto: Reprodução /Esmoriz Placa

É uma placa composta por tiras de madeira prensadas. Como é um material rugoso, aceita somente aplicação de verniz e tinta. Essas chapas são empregadas em painéis, tapumes de obras e móveis. Possui resistência a umidade e pode ser utilizada em ambientes externos.

20 tipos de madeira utilizados nos ambientes

Os diversos tipos de madeira podem ter muitas utilidades e serem empregados em vários componentes de uma casa, desde sua estrutura até elementos decorativos e mobiliários. A madeira, por ser muito versátil, pode compor diversos estilos de decoração, do estilo mais rústico ao mais contemporâneo. Surpreenda-se com os diversos usos dos diferentes tipos de madeira:

1. Casa com ipê e freijó

Com formato assimétrico, essa casa utiliza madeiras como o ipê e o freijó para a estrutura do telhado, esquadrias e para o deck que contorna a árvore existente.

2. A versatilidade da madeira

Foto: Reprodução /Studio Guilherme Torres

A madeira é bastante versátil, como é possível ver nessa foto. Nesse projeto, foram utilizados diferentes tipos nas janelas, no chão (para o assoalho e para as tábuas) e no forro.

3. Cumaru para o pergolado

Foto: Reprodução /Paula Magnani

Alguns tipos de madeiras naturais, como o cumaru, podem ser utilizados na parte externa da casa. Aqui a madeira compõe o deck e o pergolado, criando um ótimo ambiente para descanso e relaxamento.

4. Casa em madeira freijó

Foto: Reprodução /Jacobsen Arquitetura

Essa casa utiliza madeira como estrutura para telhado, forros e esquadrias. A madeira é utilizada para compor várias vigas, que também tem um papel fundamental no efeito da iluminação da casa.

5. Sala com vários tipos de madeira

Foto: Reprodução /Studio MK27

Diferentes tipos de madeiras compõem esse ambiente. A madeira é utilizada no forro, em móveis de marcenaria e em peças de destaque, como a mesa.

6. Painéis de ipê na fachada

Foto: Reprodução /Esquadra Arquitetos

A fachada dessa casa é composta de painéis ripados de ipê. Quando abertos, conferem movimento, e quando fechados, camuflam as aberturas e se transformam em um grande painel de madeira.

7. Painéis de carvalho branco e MDF

Foto: Reprodução /Doob Arquitetura

Nesse pequeno apartamento, a utilização de vários tipos de madeira faz a diferença. O carvalho aparece no piso, e o MDF laminado na cor branca aparece para fazer uma prateleira para decoração e para a mesa.

8. Cabeceira da cama de madeira de demolição

Foto: Reprodução /Triplex Arquitetura

No quarto, a madeira sempre remete a mais conforto. Essa grande cabeceira foi feita com madeira de demolição. Os diversos tons marrons da madeira se destacam com a paginação em escama de peixe.

9. Painéis de madeira freijó

Foto: Reprodução /Martins Valente

Nesse apartamento, o destaque vai para os painéis e para a porta de madeira freijó. A textura da madeira deixa o ambiente muito mais aconchegante e sofisticado.

10. Painel de pinus para a sala

Foto: Reprodução /Studio DLUX

A decoração desse apartamento tem tons neutros, com destaque para a madeira pinus. Na sala, o grande painel desse tipo de madeira abriga a TV e camufla a porta para a área íntima da casa.

11. Forro de cumaru

Foto: Reprodução /Solange Calio Arquitetos

Nessa varanda, a madeira contrasta com a estrutura metálica e cria um ambiente aconchegante. O forro e o piso são de madeira cumaru.

12. MDF na cozinha

Foto: Reprodução /Galeria Arquitetos

Os tipos de madeira industriais são muito utilizados para móveis planejados, principalmente em cozinhas. Essa cozinha tem os armários de MDF revestidos com folhas de freijó.

13. Compensado e OSB

Foto: Reprodução /Studio DLUX

Com menores custos, alguns tipos de madeiras industriais também ficam ótimas para móveis. Nessa sala, o móvel da TV e a mesa central foram feitos com compensado, e o banco abaixo da janela utiliza o OSB.

14. Madeira para decoração

Foto: Reprodução /Triplex Arquitetura

A madeira aqui aparece em muitos elementos da decoração: no painel da sala, no móvel da TV em MDF, nas cadeiras e até mesmo na mesa lateral, com aparência mais rústica.

15. Balcão de itaúba

Aqui a madeira utilizada é a itaúba, tanto no balcão, como no piso. Toda a estrutura da casa também é feita em madeira.

16. Móveis e painel ripado de MDF

Nesse apartamento de medidas reduzidas, os móveis em MDF garantem a flexibilidade exigida pelas pequenas dimensões. O painel ripado também de MDF separa os ambientes.

17. Madeira para o quarto

Foto: Reprodução /Jacobsen Arquitetura

Nesse quarto, os vários tipos de madeiras de tom mais escuros, como a imbuia, por exemplo, dão o toque acolhedor de conforto. A madeira é utilizada como viga no forro, como cabeceira da cama, nos móveis e nas esquadrias.

18. Painéis com vários tipos de madeira

O revestimento das paredes mescla vários tipos de madeira, entre eles o cedro, para criar diversidades de padrões. A mesa é de madeira de demolição.

19. Madeira na parede e no forro

Foto: Reprodução /Jacobsen Arquitetura

O revestimento da parede em madeira se une com o forro. Juntos, eles uniformizam e unificam o ambiente. O nicho na parede serve como um espaço para a decoração. A madeira também é utilizada na mesa de jantar e no apoio lateral.

20. Ripas de Pinus

As ripas de pinus, de tamanhos diferentes, compõem a cabeceira dessa cama que vai até o teto, formando um pórtico. A cor clara do pinus harmoniza com a decoração colorida e jovial do quarto.

Para não restar dúvidas, uma última dica: na hora da escolha, o mais importante é pensar onde deseja aplicar a madeira e nas características que são essenciais para você e sua família.
Com certeza, agora ficou muito mais fácil acertar nos tipos de madeira para sua casa!

PARA VOCÊ