21 truques de pintura que irão facilitar a vida de quem deseja pintar a casa sozinho

Escrito por Ana Kordelos
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Continua após o anúncio



Uma bela mão de tinta pode mudar o visual de um ambiente. A variedade de cores, acabamentos e possibilidades de combinações garantem personalidade e estilo para cada cômodo da casa. Com o recurso da pintura, a casa ganha nova aparência de forma rápida, fácil e barata.

Além de dar acabamento às paredes, portas e janelas, a pintura reflete a personalidade dos moradores no ambiente, complementando a decoração e o estilo escolhido. Após a escolha dos tons de tinta, a execução a pintura é o pontapé inicial para garantir charme e aconchego ao lar. O melhor sobre essa etapa da construção ou da reforma é que pode ser feita sem mão de obra profissional, desde que se tenha cuidado.

21 truques que facilitam na hora da pintura

Apesar de existirem empresas especializadas em fornecer esse serviço, é possível fazer a pintura sozinho, com capricho e garantir um resultado belo e com aparência profissional. Para auxiliar nessa empreitada, alguns truques (ou life hacks, como também podem ser conhecidos) podem deixar o processo de pintura ainda mais fácil. Confira algumas dicas e mãos à obra:

Antes de iniciar a pintura

Foto: Reprodução / Lydi Out Loud

Foto: Reprodução / Lydi Out Loud

1. Acerte na escolha da cor: muitas vezes a cor da tinta desejada fica bem diferente do mostruário quando aplicada na parede. Por isso, se possível, aplique amostras das cores desejadas em uma parede, facilitando assim a visualização e a decisão certa.

2. Descubra o tipo de tinta preexistente: para descobrir se a tinta preexistente é a base de óleo, encharque um algodão com álcool e esfregue-o na parede. Se a tinta sair, ela é a base de látex, ou seja, ela é solúvel em água, garantindo facilidade de limpeza se respingar em locais não desejados. Já se a tinta permanecer intacta, então ela é a base de óleo, não sendo solúvel em água, dificultando a limpeza e necessitando de um primer antes de aplicar a nova camada de tinta.

Foto: Reprodução / Scraphacker

Foto: Reprodução / Scraphacker

3. Misture tintas da mesma cor: se possível, mistura em um recipiente tintas da mesma cor, mas de latas diferente antes de serem aplicadas à superfície escolhida. Pequenas alterações na tonalidade são possíveis em diferentes lotes de fabricação.

Continua após o anúncio



4. Acabe com o cheiro de tinta: para acabar com o cheiro forte e desagradável de tinta fresca, adicione duas ou três gotas de extrato de baunilha na lata de tinta. Isto irá garantir um aroma mais agradável durante a pintura.

5. Encape a maçaneta: visando evitar sujar a maçaneta da porta, encape-a com papel alumínio. Ao término da pintura, basta desencapá-la e jogar o papel fora. Esse procedimento simples evita respingos e manchas indesejadas.

Foto: Reprodução / Blog do Menor Preço

Foto: Reprodução / Blog do Menor Preço

6. Proteja as áreas que você não deseja pintar: aplique vaselina nas áreas que você não deseja pintar, como, por exemplo, batente de portas e janelas ou rodapé. Ela irá garantir que a tinta não tenha aderência, evitando dores de cabeça posteriores. Outra opção é cobrir esses locais com fita adesiva.

 Foto: Reprodução / Reforma e Reforma

Foto: Reprodução / Reforma e Reforma

7. Papelão é a melhor opção: plásticos demoram para secar, são grudentos e, assim como jornais, podem rasgar facilmente. A melhor opção para forrar a área a ser protegida é o papelão, sendo este um item de fácil acesso e rápida absorção.

8. Escolha o dia em que a pintura será realizada: dias mais úmidos dificultam a secagem da tinta, atrasando a conclusão do projeto. Já dias muito secos ou quentes fazem com que a tinta não espalhe corretamente, causando manchas ao secar.

Continua após o anúncio



9. Prepare a superfície a ser pintada: se necessário, lixe ou limpe-a. Isso irá garantir uma aplicação mais uniforme e um trabalho mais bonito.

10. Limpe o rolo de pintura: para garantir que a tinta seja distribuída uniformemente ao longo da parede, antes de utilizar o rolo de pintura, esfregue um rolo adesivo (daqueles que são utilizados para retirar pelos de roupas) por todo o rolo de pintura. Isto vai garantir que qualquer poeira ou fiapo de espuma sejam retirados antes da utilização do mesmo.

Foto: Reprodução / Cupcakes and Crioline

Foto: Reprodução / Cupcakes and Crioline

11. Remova tinta seca dos pincéis: se você possui um pincel usado, com tinta já seca, não é necessário dispensá-lo. Para limpá-lo, basta mergulhá-lo em um recipiente com vinagre, que a tinta antiga irá sair facilmente.

12. Evite se sujar com respingos de tinta: para que os respingos de tinta não deixem suas mãos sujas, pegue uma tampa de plástico e faça um corte em seu centro. Agora basta encaixar o cabo do pincel neste furo, garantindo proteção contra a sujeira.

Foto: Reprodução / Gif2Fly

Foto: Reprodução / Gif2Fly

13. Evite que a tinta seque e lacre a lata: é muito comum encontrar latas de tinta novas com a tampa lacrada devido a um acúmulo de tinta seca ao seu redor. Para evitar que isso ocorra, basta fazer pequenos furos em toda a extensão do aro interno na tampa da lata.

Durante a pintura

14. Utilize a ferramenta adequada: para áreas amplas, a melhor opção é o rolo de espuma. Já para pequenas áreas, como cantos e outras partes que rolo pode não alcançar, o ideal é utilizar um pincel para melhor acabamento.

Foto: Reprodução / Minha Casa Minha Cara

Foto: Reprodução / Minha Casa Minha Cara

Continua após o anúncio



15. Não desperdice tinta: envolva a lata com um elástico de borracha colocado na vertical. Ao mergulhar o pincel na tinta, passe-o levemente pelo elástico, evitando desperdício de tinta.

16. Previna manchas de tinta seca: ao passar o rolo de pintura na tinta, não mergulhe-o diretamente na mesma, pois a espuma irá absorver tinta em excesso, encharcando-o e fixando-se em seu interior. Com o tempo, ao passar o rolo na superfície a ser pintada, a tinta seca irá aderir a ela, resultando em uma pintura com irregularidades. O correto é utilizar uma bandeja de pintura e realizar movimentos de vai e vem, tirando o excesso de tinta antes da aplicação.

Foto: Reprodução / Lovely DIY

Foto: Reprodução / Lovely DIY

17. Proteja sua bandeja de pintura: utilizando papel alumínio, envolva sua bandeja de pintura antes de começar a pintar. Assim, ao término do trabalho, retire-o e jogue fora. Resultado: bandeja como nova.

18. Utilize o padrão em zigue-zague: o momento que você aplica o rolo de pintura com a tinta na parede, é o momento em que há a maior concentração de tinta no mesmo. Utilizar um padrão em zigue-zague garante uma aplicação mais uniforme, espalhando a tinta por igual.

Após a pintura

Foto: Reprodução / Family Handy Man

Foto: Reprodução / Family Handy Man

19. “Corte” a pintura antes de retirar a fita de proteção: para não correr o risco de a tinta descascar ao retirar a fita adesiva de proteção, “corte” a pintura utilizando um estilete. Este procedimento irá garantir que somente a fita saia ao ser puxada, mantendo a pintura intacta.

20. Utilize óleo de bebê para ajudar na limpeza: se suas mãos e dedos ficaram sujos de tinta, aplique um pouco de óleo de bebê e esfregue uma mão na outra. As marcas de tinta deverão sair facilmente.

Foto: Reprodução / Pinterest

Foto: Reprodução / Pinterest

21. Evite que a tinta seque no pincel: se a pintura demorar mais do que o desejado, não há a necessidade de limpar o pincel antes de continuar o processo. Basta embrulhá-lo em um plástico e armazena-lo na geladeira. Isto evitará que a tinta seque, facilitando na hora de retomar o projeto. Este procedimento também pode ser executado como o rolo de espuma.

Com essas dicas, dar uma nova cara ao seu lar fica ainda mais fácil. Aproveite os truques de limpeza, siga as dicas para ter um resultado ainda mais bonito e profissional, e comece a pintar já!