Como escolher as cores da sua casa sem erros

Escrito por André Macedo

Escolher as cores da casa não é tão fácil quanto parece. As cores são a primeira impressão e a base de toda a decoração, por isso qualquer seleção errada pode sair caro e ainda atrapalhar no conforto dos moradores, o que faz com que as etapas de pesquisa e reflexão sejam indispensáveis para se ter sucesso na harmonia visual dos ambientes.

Continua após o anúncio



Na hora da dúvida, muitas pessoas optam pelo branco por acharem que a cor será neutra, mas Luciana Voso, arquiteta da Voso Arquitetura, alerta que o abuso da cor pode deixar a casa fria e sem personalidade. É recomendado pela arquiteta o uso de cores distintas com base na personalidade dos moradores, deixando a casa mais confortável e com a sua cara.

Então, qual é a melhor cor para cada ambiente?

Já que cada cômodo tem sua função específica, é interessante trabalhar com as cores que mais combinem com a sua atividade e que seja agradável aos moradores. Ana Kreutzer, consultora de cores da Suvinil, ressalta que existem estudos e ferramentas que podem tornar o processo intuitivo da escolha das cores mais eficiente.

A arquiteta Marcela Pousada, do escritório MP² Home Design, explica que uma escolha equivocada pode gerar inquietude, ansiedade ou até mesmo tristeza. “Cada cor tem sua propriedade. A escolha adequada é essencial para ter um lar aconchegante”.

Áreas externas

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

A fachada é o cartão de visitas da casa, por isso deve estar sempre bonita e bem cuidada. Segundo Ana, os exteriores de casas brasileiras estão cada vez mais coloridos, porém as cores neutras continuam sendo as predominantes.

Uma boa dica é o uso dos tons off-white, aqueles tons quase totalmente brancos.

Da esquerda para a direita: Suvinil Cetim, Suvinil Glacê, Coral Marshmallow, Coral toque de pêssego

Da esquerda para a direita: Suvinil Cetim, Suvinil Glacê, Coral Marshmallow, Coral toque de pêssego

Continua após o anúncio



A grande vantagem dos tons off-white são sua neutralidade sem a frieza do branco puro, deixando a casa confortável e não enjoativa.

Outra opção sugerida por Ana é a dos tons pastéis, que trazem as mesmas vantagens das cores off-white.

Da esquerda para a direita: Suvinil Citrino, Suvinil Papel sedoso, Coral Brisa Fresca, Coral Ninho Silencioso

Da esquerda para a direita: Suvinil Citrino, Suvinil Papel sedoso, Coral Brisa Fresca, Coral Ninho Silencioso

As cores em tons pastéis são usadas na decoração desde os anos 70, graças à sua leveza e facilidade de combinação.

Em áreas com presença de paisagismo, Voso recomenda o uso de cores quentes e vibrantes como vermelho, ocre, tons de laranja e amarelo.

Da esquerda para a direita: Suvinil Pitanga, Suvinil Tangerina, Coral Vermelho França, Coral Areias de Marrocos

Da esquerda para a direita: Suvinil Pitanga, Suvinil Tangerina, Coral Vermelho França, Coral Areias de Marrocos

Por serem cores vibrantes e chamativas, certifique-se de que a cor é agradável a todos os moradores, evitando enjoar e economizando no futuro.

Já Marcela prefere cores fortes, como marrom e cinza, além de outras que puxam para esses tons.

Da esquerda para a direita: Lukscolor América, Lukscolor Toffee, Coral Cogumelo Japonês, Coral Vermelho Óxido

Da esquerda para a direita: Lukscolor América, Lukscolor Toffee, Coral Cogumelo Japonês, Coral Vermelho Óxido

Continua após o anúncio



A arquiteta justifica sua preferência por serem cores que, além de funcionarem bem em fachadas e áreas externas, ainda demandam menos manutenção que cores claras.


Quarto de casal

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Por mais que quartos de casal normalmente peçam neutralidade, isso não significa que as cores não podem aparecer. Ana indica o uso de tons neutros como o Areia do Deserto ou o Cinza Crômio, ambos da Suvinil, e a parede da cabeceira da cama com uma cor de destaque.

Da esquerda para a direita: Suvinil Areia do Deserto, Suvinil Crômio, Coral Biscuit Bege, Coral Casamento Memorável

Da esquerda para a direita: Suvinil Areia do Deserto, Suvinil Crômio, Coral Biscuit Bege, Coral Casamento Memorável

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Virtuoso, Suvinil Colônia de Alecrim, Coral Flores Silvestres

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Virtuoso, Suvinil Colônia de Alecrim, Coral Flores Silvestres

Essa cor de destaque não pode ser muito energética, para não atrapalhar o relaxamento que um quarto deve proporcionar.

Da esquerda para a direita: Suvinil Verdite, Suvinil Cortina de Teatro, Coral Gemada, Coral Magia da Noite

Da esquerda para a direita: Suvinil Verdite, Suvinil Cortina de Teatro, Coral Gemada, Coral Magia da Noite

Caso queira pintar todas as paredes, Ana recomenda apostar em tons de azul e verde, por serem tons naturalmente equilibrados.

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Virtuoso, Suvinil Colônia de Alecrim, Coral Flores Silvestres

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Virtuoso, Suvinil Colônia de Alecrim, Coral Flores Silvestres

Continua após o anúncio




Quarto infantil

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Na hora de escolher as cores para um quarto infantil, é importante esquecer da “regra” de azul para meninos e rosa para meninas, afinal cores não têm gênero e existe uma grande gama de tons diferentes para serem escolhidos. Ana reforça que “atmosfera é de infância, e não de ‘menino’ ou de ‘menina’”, indicando combinações de tons suaves de azul e amarelo, por exemplo.

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Azul Selvagem , Suvinil Pólen, Lukscolor Liguria

Da esquerda para a direita: Suvinil Geleiras, Coral Azul Selvagem , Suvinil Pólen, Lukscolor Liguria

Luciana recomenda também o uso de cores como cinza, marrom e bege, que são uma boa aposta.

Da esquerda para a direita: Suvinil Base Soft, Suvinil Chão Batido, Coral Bege Lã, Coral Rosa Cinza

Da esquerda para a direita: Suvinil Base Soft, Suvinil Chão Batido, Coral Bege Lã, Coral Rosa Cinza

Com o uso de mobiliário branco ou com madeira clara, é possível usar cores mais alegres sem cansar o ambiente.

Da esquerda para direita: Coral Rosa Melodia, Coral Folha de Palmeira , Suvinil Olhos Azuis, Suvinil Flor de Gerânio

Da esquerda para direita: Coral Rosa Melodia, Coral Folha de Palmeira , Suvinil Olhos Azuis, Suvinil Flor de Gerânio


Home offices e escritórios

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Para criar pequenos espaços e setores funcionais, a dica de Ana é utilizar uma cor diferente na parede, como por exemplo na largura de uma pequena bancada. Desse jeito, você poderá escolher cores que invoquem sensações necessárias para seus estudos ou trabalho, como amarelo forte para ajudar na concentração, lilás para criatividade, verde para estimular empatia ou ainda azul para tranquilidade e segurança.

Da esquerda para a direita: Suvinil Ipê Amarelo, Coral Primavera Lilás, Lukscolor Bayonne, Lukscolor Bradley

Da esquerda para a direita: Suvinil Ipê Amarelo, Coral Primavera Lilás, Lukscolor Bayonne, Lukscolor Bradley

Marcela prefere deixar o espaço de trabalho em casa “mais claro possível”, para evitar cansaço e distrações no ambiente.

Coral Manhã Aconchegante , Suvinil Flor de laranjeira , Lukscolor Princeton, Lukscolor Cake, Escritório cores e emoções, Suvinil Ipê Amarelo

Da esquerda para a direita: Coral Manhã Aconchegante , Suvinil Flor de laranjeira , Lukscolor Princeton, Lukscolor Cake, Escritório cores e emoções, Suvinil Ipê Amarelo

Além de recomendar o uso de cores de destaque na mobília, Luciana indica o uso de tons fendi, verde, bege e cinza nas paredes para deixar o ambiente confortável.

Da esquerda para a direita: Lukscolor Porto Alegre, Lukscolor San Diego, Suvinil Fundo do Mar, Suvinil Brilho de Estrela

Da esquerda para a direita: Lukscolor Porto Alegre, Lukscolor San Diego, Suvinil Fundo do Mar, Suvinil Brilho de Estrela


Cozinhas

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Cada vez mais integradas à área social da casa, as cozinhas precisam ter o mesmo cuidado na decoração do que salas de estar e jantar. Para quem prefere criar um clima rústico, Ana aponta que a combinação de tons terrosos com madeiras cruas e utensílios em tons quentes deixam o ambiente charmoso e convidativo.

Da esquerda para a direita; Suvinil Lenha, Suvinil Flor de Anis, Coral Chocolate Leve, Coral Marrom do Século

Da esquerda para a direita; Suvinil Lenha, Suvinil Flor de Anis, Coral Chocolate Leve, Coral Marrom do Século

Para Luciana, a cozinha é o espaço ideal para brincar com cores e texturas mais chamativas. “Os acabamentos para bancadas e marcenaria estão super coloridos, além das pastilhas e revestimentos. Até os eletrodomésticos ganharam versões retrô em tons pastéis e vivos”. Com isso, é possível soltar a criatividade e criar um ambiente alegre e colorido.

Da esquerda para a direita: Coral Rosa Valentim, Coral Costa do Pacífico, Suvinil Girafa, Lukscolor Greenville

Da esquerda para a direita: Coral Rosa Valentim, Coral Costa do Pacífico, Suvinil Girafa, Lukscolor Greenville


Banheiro

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Os banheiros contemporâneos buscam por um clima que lembrem spas e natureza, com elementos como plantas, madeira e pedra. Ana recomenda o uso de tons neutros e areosos, que podem ser combinados com teus terapêuticos para criar um ambiente de relaxamento ainda mais poderoso.

Da esquerda a direita: Suvinil Choconhaque, Suvinil Bombom de licor, Suvinil Jardim de Infância, Coral Verde Piscina

Da esquerda a direita: Suvinil Choconhaque, Suvinil Bombom de licor, Suvinil Jardim de Infância, Coral Verde Piscina

Para Luciana, o melhor caminho é apostar em tons neutros e criar pontos de cor nas bancadas, molduras de espelho, piso e um nicho na área do box. Se o banheiro for grande, revestimentos de paredes inteiras podem ser usados, como pastilhas decoradas e que formam imagens.

Da esquerda para a direita: Coral Toque Suave, Coral Perfume do Dia, Suvinil Arroz-doce, Lukscolor Dundee

Da esquerda para a direita: Coral Toque Suave, Coral Perfume do Dia, Suvinil Arroz-doce, Lukscolor Dundee


Como escolher a melhor tinta

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Na hora de escolher a tinta para a pintura da casa, é preciso saber que cada ambiente necessita de um tipo de tinta diferente. Ana ensina que para as partes internas existem três tipos principais de tintas: premium, standard e econômico. “É preciso considerar que em locais de grande circulação ou ambientes que tenham criança ou animal de estimação, a tinta que oferece maior durabilidade é a melhor opção, pois facilita a limpeza e oferece praticidade”, explica. “Já em ambientes que não têm muito fluxo de pessoas, é possível economizar e utilizar uma tinta de valor mais acessível”.

Marcela explica que, para ambientes internos, a tinta fosca é mais indicada por deixar um acabamento de melhor qualidade e camuflar imperfeições e irregularidades da superfície sem deixá-la brilhante.

Para áreas externas, Luciana indica as tintas acrílicas, por serem resistentes a lavagem, com acabamento fosco, com semi-brilho e acetinado. Pela resistência, esse tipo de tinta também é recomendado para cozinhas e banheiros. Se for à base d’água, sua secagem será rápida e com pouco cheiro.

Existem diversas marcas diferentes no mercado brasileiro, cada uma com uma grande gama de cores e tipos diferentes de tintas para cada necessidade. Conheça as principais fabricantes do país:

  • Suvinil: há mais de 50 anos no mercado, a Suvinil é a líder do setor de tintas brasileiro desde a década de 80. Por mais que seu preço seja maior do que a média, Marcela aponta a marca como uma das melhores no quesito custo-benefício. Seu catálogo conta com mais de 1500 tons e, no site oficial da empresa, é possível calcular a quantidade média de tinta a ser usada, além do serviço de simulador de cores. (Simule a cor aqui).
  • Coral: também escolhida por Marcela como uma ótima marca no quesito custo-benefício, a Coral conta com mais de duas mil cores em seu catálogo e está presente no mercado desde 1954. No site oficial da empresa, é possível calcular a quantidade média de tinta a ser usada, informar-se sobre qual tinta é a mais recomendável e também há um aplicativo móvel para simular a cor escolhida direta no seu ambiente. (Simule a cor aqui).
  • Lukscolor: desde 1949 no mercado, a Lukscolor é uma das marcas mais conhecidas e usadas no Brasil. Com mais de duas mil cores em seu catálogo, a marca também conta com um calculador de tintas e simulador online, o qual possibilita que o consumidor suba suas próprias fotos para verificar como o ambiente ficaria com a cor desejada.(Simule a cor aqui).
  • Sherwin-WIlliams: com 150 anos de existência internacional e mais de 60 no mercado brasileiro, Sherwin-Williams é uma das marcas mais tradicionais de tinta no mundo. A empresa oferece mais de 15 linhas diferentes, cada uma atendendo um tipo de necessidade. A marca também disponibiliza o aplicativo “Color Snap” para smartphones. Sua função é reconhecer cores de fotos e procurar por tintas do catálogo da marca que mais se aproximam dela. (Simule a cor aqui).

Os simuladores ajudam principalmente aqueles que desejam realizar o projeto sem ajuda de profissionais, evitando decepções ou escolhas erradas. Porém, é importante lembrar que as cores no seu monitor podem não ser as mesmas na realidade.

5 dicas para pintar a casa sozinho

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Caso queira pintar a casa sozinho, é importante pesquisar bastante e conferir se seus conhecimentos são o suficiente para realizar a tarefa. Lembre-se de que a pintura da casa não é um investimento pequeno, então não vale a pena encarar um “desafio” que extrapole suas habilidades.

Se a área escolhida for dentro do seu campo de domínio, é possível pintar com qualidade e beleza por conta própria, o que já economiza um bom dinheiro que seria necessário para contratar um profissional. Mesmo quem já está acostumado com esse tipo de serviço deve se atentar a alguns detalhes e macetes para realizar a pintura com eficiência e sem gastos adicionais.

  1. Use tintas à base d’água: Luciana recomenda que sempre sejam utilizadas tintas com acabamento à base d’água, o que facilita a limpeza e a aplicação;
  2. Proteja o ambiente:: sempre que possível, retire os móveis do ambiente a ser pintado. Caso não exista essa possibilidade, forre-os com o dobro de cuidado. Para forrar o chão e os móveis, Luciana indica o uso de lona, papelão, jornal ou até plástico bolha;
  3. Delimite a área: usando fita crepe, demarque a área que será pintada. É importante delimitar até quando a pintura for em uma parede inteira, protegendo tomadas, o rodapé da parede e a divisão com o teto;
  4. Escolha as ferramentas adequadas: dependendo do tamanho do ambiente, ferramentas diferentes deverão ser usadas. Por exemplo: Marcela ensina que o rolo é adequado para grandes áreas, enquanto os pincéis devem ser usados apenas em pequenos detalhes;
  5. Use a quantidade adequada de tinta: como tons escuros demandam diversas mãos de tinta para chegar na cor desejada, vale a pena lixar a parede se ela já estiver pintada para economizar o produto.

Como harmonizar as cores das paredes com o restante do ambiente

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Para criar um espaço aconchegante e bonito, as cores das paredes são apenas um fator entre outros diversos. As cores das paredes devem acompanhar o resto do projeto para que o estilo pretendido seja aplicado corretamente.

Caso queira um cômodo cheio de energia e ousado, Ana ensina que cores vibrantes opostas, como vermelho e verde ou azul e laranja, deixam o espaço dinâmico. Caso queira deixar o ambiente com essas características mas com certa tranquilidade, escolha tons mais claros ou queimados, por exemplo amarelo e lilás em tons pastel.

Para um ambiente mais harmonioso, Ana indica o uso de cores vizinhas, como, por exemplo, o vermelho puro e todas suas variações até o laranja, ou até o violeta. A combinação de cores vizinhas deixa o ambiente mais equilibrado, de modo que a sensação gerada é de continuação e leveza.

Para quem prefere não arriscar, Ana recomenda o uso de tom sobre tom, ou seja, combinação de cores derivadas com variação em sua luminosidade e saturação. “Escolha um tom mais saturado/vibrante ou escuro para a parede de destaque e alguns tons mais claros da mesma página do leque para as demais paredes ou para os móveis e detalhes de tapeçaria”, detalha. Para evitar monotonia, objetos em tons opostos ao da cor de destaque conferem dinamismo ao ambiente.

Luciana acredita que o melhor a ser feito é combinar texturas e cores que se combinem e neutralizar as cores suaves, deixando o cômodo harmonioso e dinâmico ao mesmo tempo. Como Marcela ressalta, é importante se preocupar com os tons de todos os objetos do cômodo, desde a cor da madeira de um móvel até da tapeçaria.

Por mais que seja trabalhoso, escolher as cores da casa é uma tarefa divertida e que dá a oportunidade de deixá-la mais com a sua cara, além de renovar energias e criar novas funções e usos dos aposentos.