Cerca viva: privacidade e contato com a natureza para um lar mais belo

Escrito por

Foto: Reprodução / Acanthus Design

Publicidade

Opção ideal para quem busca uma alternativa natural e mais bonita do que um simples muro para separar ambientes e promover mais privacidade, ao utilizar uma cerca viva para este fim é possível conquistar uma decoração muito mais interessante na área externa.

A cerca viva pode ser definida como linhas de arbustos ou árvores de tamanhos reduzidos, das mais variadas espécies que são utilizadas para a proteção de determinada área, ou ainda, para a decoração e demarcação de um ambiente.

Esta pode ser utilizada sozinha ou ainda acompanhar o muro, recobrindo-o parcialmente ou por inteiro, conferindo a este um visual mais belo e charmoso. Dentre suas funções, pode-se citar a ornamentação, a redução dos ruídos, a proteção contra ventos, a promoção de privacidade e a delimitação de espaços.

Outra opção é utilizá-la para valorizar caminhos ou passagens, complementando o trabalho de paisagismo do local. Com grande variedade de espécies passíveis de cultivo, a cerca viva possui rápido crescimento, fácil manutenção e um belo efeito visual.

Onde usar cerca vivas?

Foto: Reprodução / Millennium Interior Designs

Segundo a paisagista Mariana Bonfim, as cercas vivas são ótimas opções para dividir o jardim em dois ambientes, por exemplo, sem precisar fechar toda a visão entre os espaços.

Estas também podem ser utilizadas para delimitar a passagem de pedestres, formando um caminho demarcado, ou ainda esconder algum detalhe, como a caixa do motor da piscina. “Além disso, utilizar uma cerca viva pode ser uma boa opção para quem busca privacidade em áreas comuns como piscinas, já que estas podem chegar a atingir até 15 metros de altura, evitando os olhares curiosos”.

A opção de utilizá-las no lugar do muro ou o acompanhando garante beleza já na fachada da residência, deixando a construção em contato direto com a natureza, conferindo ares campestre ao visual.

Publicidade

Por que usar cercas vivas?

Foto: Reprodução / Revolution Design House

Para a paisagista, dentre os benefícios da escolha por uma cerca viva, pode-se citar a segurança e privacidade proporcionadas por ela, além de evitar o contato com a poluição e diminuição de ruídos. “A cerva viva é muito versátil, além de ser uma substituição mais em conta de muros de concretos, grades e cercas de madeira”, adiciona.

De acordo com Mariana, tanto as vantagens e as desvantagens da cerva viva vão variar de acordo com a espécie escolhida. “Por isso, é importante levar em consideração o objetivo de uso da espécie escolhida e as características do local, descartando opções que não se adequam ao solo ou ao clima da região”, esclarece.

Existem espécies em que suas raízes crescem desordenadamente, podendo prejudicar pisos e paredes, enquanto outras podem ter difícil manutenção devido a presença de espinhos, por exemplo. “Devido a estes detalhes, é importante consultar um especialista antes de decidir pela muda a ser comprada”, ressalta a profissional.

8 espécies de cerca viva para usar em casa

Dente as espécies mais utilizadas para a função de cerca viva, a paisagista cita aquelas que aceitam podas de controle e direcionamento como a buxinho, pingo de ouro, nandina, gardênia e clúsia, principalmente por estas produzirem uma barreira natural e delimitarem os espaços.

“Plantas de grande porte, como eucalipto, flamboyant-de-jardim, bambu-gigante e grevílea são ótimas como quebra-vento. Já para barrar pó e ruídos, as mais comuns são murta, dracena, lautorino e cedrinho, e, para proteger contra invasores, a piracanta e aveloz são as mais indicadas”, orienta Mariana.

Confira a seguir algumas informações sobre as espécies mais escolhidas para cumprir a função de cerca viva e deixar seu lar cheio de charme:

1. Amor-agarradinho

Foto: Reprodução / Lynphea

Espécie do tipo trepadeira, esta planta possui flores delicadas, com formato de coração, proporcionando um efeito romântico ao visual. Dependendo da variedade escolhida, suas flores podem ser brancas ou rosas, florescendo na primavera ou verão, logo após o primeiro ano de plantio. Estas atraem abelhas, as quais ajudam a polinizar e multiplicar esta bela planta.

Publicidade

2. Cerca viva primavera

Foto: Reprodução / Loja Mundillo

Categorizada como arbusto ou trepadeira, esta planta possui flores de cor amarelo-creme adornadas com uma espécie de folha rosa. Seu cultivo pode direcionar seu crescimento, sendo muito utilizada também para enfeitar belos pergolados. Sua poda deve ser anual, para a manutenção de seu folhagem e belas flores.

3. Buxinho

Foto: Reprodução / Jardinagem Londrina

Planta do tipo arbusto, também é utilizada como topiaria. Com podas semestrais, suas folhas verde escuras mantêm-se sempre belas e saudáveis. Exige pouca manutenção, sendo ideal para a cerca viva, podendo inclusive formar desenhos e esculturas de acordo com o gosto pessoal do podador. Resistente, confere ares rústicos à decoração.

4. Cerca viva de murta

Foto: Reprodução / Dream Garden Brasil

Árvore ornamental muito utilizada como cerca viva, a murta pode alcançar até 7 metros de altura. Ideal para este fim, suas ramagens são lenhosas, ramificando-se uma sobre as outras. Com folhagem pequena e verde escura, produz flores o ano inteiro, com cores que variam do branco ao creme e fragrância semelhante ao jasmim e a flor-de-laranjeira.

5. Tumbérgia-arbustiva

Foto: Reprodução / Webadger3

Com caule ramificado, folhas pequenas verde escuras ovaladas, esta planta produz flores o ano todo, de coloração azul com o centro amarelo, predominando sua floração na primavera e verão. Boa opção para cerca viva, pode alcançar cerca de 2,5 metros de altura.

6. Laurotino

Foto: Reprodução / Acta Plantarum

Publicidade

O laurotino possui caule ramificado e ereto, com copa arredondada. Suas folhas verde escuras são brilhantes, possuindo pecíolos avermelhados. Com flores abundantes, possuindo coloração indo do rosa ao branco, exala um delicioso perfume. Alcançando de 2 a 3 metros de altura, esta espécie ainda produz um fruto, de cor azul metálico e ovais, que são tóxicos se ingeridos.

7. Camélia

Foto: Reprodução / Chácara Flora Rohn

Planta com versatilidade, pode ser cultivada tanto como árvore quanto como arbusto. Produzindo uma linda flor, esta possui coloração variadas, podendo ser brancas, rosadas, vermelhas e até bicolores. Pode ser cultivada nos mais variados climas, onde a época de sua floração dependerá do clima em que esta está inserida. Devido a beleza de suas flores, possui muita procura para enfeitar projetos de paisagismo.

8. Sansão do campo

Foto: Reprodução / Uma Flor Por Dia

A função principal desta espécie é ser utilizada como cerca viva, podendo atingir a altura máxima de 8 metros. De crescimento acelerado, em cerca de 2 anos de cultivo pode atingir 2 metros de altura. Possui flores pequenas, de cor branco-creme, reunidas em uma espiga de formato cilíndrico. Seus frutos assemelham-se a uma vagem, sendo uma boa fonte de proteína para a alimentação de caprinos.

Como é feita a manutenção de cerca vivas

Foto: Reprodução / Green Design

Conforme explica a paisagista, a manutenção de uma cerca viva irá incluir sua poda, irrigação e reposição de adubo, quando necessário. A frequência e a forma como será a poda da cerca viva vai depender da espécie escolhida.

A profissional revela que existem dois tipos de podas: as de formação e as de manutenção. A poda de formação é realiza no início do plantio para “treinar” o crescimento da cerca até sua forma final. Normalmente essa poda reduz os ramos mais altos, adensando a planta e estimulando o crescimento das gemas laterais. “Já a poda de manutenção é feita com maior regularidade, buscando manter a forma básica da cerca e facilitar a entrada de luz na região inferior da planta”, complementa.

É importante, ainda, ressaltar que as cercas vivas que produzem frutos e flores não podem ser podadas no período que antecede a sua floração. “Por isso, é preciso ficar atento ao período de floração de cada uma antes da poda, evitando possíveis danos à mesma”, alerta.

20 fotos de espaços com cerca viva

Agora que você conhece um pouco mais sobre este item decorativo, confira a seguir uma seleção de belos exemplos de cercas vivas e inspire-se:

1. De tamanho reduzido, apenas delimitando o jardim

Foto: Reprodução / Daniela Zuffo

2. Figurando também no terraço, proporcionando maior privacidade

Foto: Reprodução / TLA Studio

3. Separando a área de lazer do restante do terreno

Foto: Reprodução / Marcelo Faisal

4. Mini ixora deixando o caminho até a casa mais belo e charmoso

Foto: Reprodução / Yage Paisagismo

5. Deixando o muro da área externa mais bonito e em contato com a natureza

Foto: Reprodução / Pedro Abude

6. Que tal conferir mais charme à mureta da fachada?

Foto: Reprodução / Helaine Caloête

7. Ideal para manter a privacidade e segurança dos residentes

Foto: Reprodução / Julião Arquitetos

8. Deseja um local íntimo para relaxar? A cerca viva pode te ajudar!

Foto: Reprodução / Gigi Botelho

9. Área interna em contato direto com a natureza

Foto: Reprodução / Tania Bertolucci de Souza

10. Linda casa de campo com cerca viva próximo à piscina

Foto: Reprodução / Vila de Vila

11. Aqui, além da cerca viva, as árvores aumentam a privacidade ao ultrapassar o muro

Foto: Reprodução / Marina Linhares

12. E que tal cercar sua residência com este item decorativo?

Foto: Reprodução / Anston Architectural

13. Conferindo beleza a área externa, para deliciosos momentos íntimos

Foto: Reprodução / Fifth Season Landscape

14. Limitando a visão do interior da casa, ideal para afastar os curiosos

Foto: Reprodução / Island Architects

15. Contato com a natureza em todos os cantos da área de lazer

Foto: Reprodução / McDugald Steele

16. Muito verde para bons momentos de relaxamento

Foto: Reprodução / EPTDesign

17. Para um café da manhã sem vizinhos espiando

Foto: Reprodução / Sarah Gallop

18. Já pensou em modelar sua cerca viva em um labirinto? Fica divertido e belíssimo

Foto: Reprodução / Barnes Walker Landscapes

19. Com desenhos e formas diferenciados, delimitando o jardim

Foto: Reprodução / Harold Leidner

20. Com espécies variadas, trazendo ares íntimos para a piscina

Foto: Reprodução / Eduardo Luppi

Seja com a função de separar ambientes, promover mais privacidade ou apenas decorar a fachada da sua residência, utilizar uma cerca viva vai garantir um toque de natureza, além de garantir mais charme e beleza ao seu lar. Escolha sua espécie favorita e transforme já o visual da sua casa.