15 formas de usar plantas aéreas na decoração para alegrar seu lar

Escrito por
Atualizado em 07.06.22

Vida Verde Floricultura

Por
Atualizado em 07.06.22

As plantas aéreas não necessitam de terra ou podem viver sobre outras plantas, mas sem parasitá-las. Elas têm ganhado cada vez mais espaço entre os paisagistas profissionais ou amadores. Por isso, neste post você vai ver os principais tipos, como usar na decoração e muito mais. Confira!

Publicidade

Índice do conteúdo:

5 tipos de plantas aéreas para aderir a essa tendência

Que tal conhecer um pouco mais sobre esse tipo de planta que vem ganhando cada vez mais espaço nos lares? Dessa forma, você vai ver os cinco principais tipos e os principais cuidados com cada um deles. Veja:

Orquídeas

Vida Verde Floricultura

Publicidade

As orquídeas têm uma beleza particular e também são plantas aéreas. A origem delas é asiática, em regiões tropicais e úmidas. Elas são uma das maiores famílias do reino das plantas, ultrapassando as 25 mil espécies. Contudo, é preciso saber como cuidar dessas plantas para que elas possam crescer coloridas e saudáveis. Veja os principais cuidados com elas:

  • Rega: Deve ser feita no período da manhã. Por não ter substrato, ela precisa de um ambiente bem úmido. Por isso, a sua raiz deve ser molhada até a água escorrer. Depois disso, deve-se borrifar água nas folhas.
  • Muda: As orquídeas aéreas são difíceis de soltar mudas. Por isso, a muda deve ser feito apenas quando a planta tiver pelo menos 25 cm ou no mínimo três raízes.
  • Luminosidade: Apesar de serem típicas de florestas tropicais, elas preferem luz indireta.
  • Cultivo: O ambiente desta planta deve ser sempre úmido e quente. Um clima muito frio pode fazer com que ela perca todas as folhas e não consiga mais florescer. Para a adubação, deve-se usar o fertilizante NPK 20-20-20, específico de orquídeas.

Bromélias

As bromélias são plantas de origem tropical e têm uma grande variedade de espécies. Seu formato é muito popular e tem um visual cheio de cores. Ela é muito usada para ornamentar jardins. Veja a seguir os principais cuidados com essa planta.

  • Rega: Deve ser feita com frequência. Para isso, molhe o centro e borrife água nas folhas.
  • Muda: Os brotos devem ser removidos apenas quando tiverem um terço da planta-mãe. Isso deve ser feito com uma tesoura de poda ou faca. Se a espécie possuir rizoma ou estolão, o corte deve ser feito 5 cm antes do broto.
  • Luminosidade: Via de regra, quanto mais escuras forem as folhas, mais luz a bromélia vai precisar. Em geral, essa planta gosta de claridade. Algumas podem ser cultivadas em sol pleno.
  • Cultivo: Essa planta não requer muita manutenção. Deve-se eliminar as folhas secas e danificadas. A adubação deve ser feita quinzenalmente com um NPK 4-14-8.

Jiboias

Selvinha do River – Bengal

Publicidade

Uma planta que é a queridinha no mundo das plantas aéreas é a jiboia. Ela gosta muito de água e não precisa, necessariamente de substrato para se manter viva. Além disso, essa planta tem o crescimento muito rápido e pode ser usada como trepadeira.

  • Rega: Por ser originária de uma região tropical, ela gosta de muita água. Caso seja cultivada fora do substrato, basta mantê-la em um recipiente com água. Além disso, deve-se borrifar água nas folhas ao menos duas vezes na semana.
  • Muda: Cada galho pode ser cortado para fazer a muda. Este corte deve ser feito com faca ou tesoura de poda. Ademais, a poda deve ser realizada antes de uma folha. Aguarde o corte secar para colocá-lo na água ou no novo substrato.
  • Luminosidade: A jiboia gosta de sombra e luz indireta. Para caules longos e cheio de folhas, o ideal é mantê-la na luz indireta. Caso queira controlar seu crescimento, mantenha a planta na sombra.
  • Cultivo: A manutenção deve ser feita na primavera e deve-se retirar as folhas amareladas. Além disso, é preciso tirar os galhos que não estão bem formados.

Tillandsias

Quando se pensa em plantas aéreas, é essa espécie que vem à cabeça. O gênero tillandsia é composto por mais de 650 espécies. Elas são da mesma família das bromélias e podem ser vistas em árvores e, até mesmo, em fios. Veja os principais cuidados com elas:

  • Rega: Deve ser feita três vezes por semana com borrifador. Outra opção é mergulhar a planta em um balde com água uma vez por semana.
  • Muda: A muda pode ser feita a partir de outra planta igual. Basta plantá-la o quanto antes após a colheita. Qualquer pedaço da planta-mãe serve como muda, desde que tenha raiz.
  • Luminosidade: Essas plantas gostam de muita luminosidade natural. Porém, não devem ser expostas ao sol direto.
  • Cultivo: Ela deve ficar em um local com muita circulação de ar e boa iluminação. Um bom indicativo da saúde da planta é a cor de suas folhas, quanto mais viva a coloração, mais saudável.

Coração emaranhado

Esse é um tipo de suculenta com folhas delicadas e são lindas. Os ramos do coração emaranhado são finos e parecem corações. Ela pode ser considerada como planta aérea porque necessita de muito pouco substrato para viver, podendo ser cultivada em um kokedama. Veja os principais cuidados com essa planta:

  • Rega: Apesar de ser uma espécie de suculenta, ela deve ser regada duas vezes na semana.
  • Muda: Coloque água nos tubérculos que se formam ao longo das folhas para multiplicar essa planta. Outra opção é colocar a base das folhas em água.
  • Luminosidade: Deve ficar à meia sombra. Contudo, se for uma variegada, com manchas prateadas nas folhas, a luz deve ser mais intensa. O sol deve ser de, no máximo- duas horas diárias.
  • Cultivo: O sol impiedoso pode secar as folhas desta planta. Além disso, falta de água pode ser fatal para essa espécie. As podas devem retirar os caules velhos e secos.

Agora você já sabe quais são os principais tipos de plantas aéreas. Então, que tal aprender um pouco mais sobre os cuidados com elas? Além disso, você pode ver algumas dicas de como fazer arranjos com elas.

Saiba mais sobre as plantas aéreas

Conhecimento nunca é demais. Principalmente quando se trata de aprender mais sobre um novo hobby. Por isso, nos vídeos selecionados você vai ver dicas de cultivo, como fazer muda e dicas de arranjos com plantas aéreas que não precisam de terra.

Como cultivar plantas aéreas

As plantas aéreas têm o cultivo muito simples. Elas podem ser cultivadas, inclusive, fora da terra. No vídeo do canal Apto 201, você vai ver quais são os cuidados que se deve ter com as tillandsias. Além disso, no vídeo também são mostradas algumas ideias de como decorar a casa com este tipo de planta.

Publicidade

Como fazer muda de tillandsias

As tillandsias são parentes das bromélias. Elas são de fácil cultivo e requerem poucos cuidados. Elas podem ficar em praticamente qualquer lugar, por isso são chamadas de plantas aéreas. No vídeo do canal Quintal do Cesar, você vai aprender a como fazer mudas e reproduzir cada espécie dessa planta.

Como fazer uma cortina de tillandsias

As tillandsias são muito bem vindas no paisagismo. Para provar essa afirmação, a paisagista Nô Figueiredo ensina como fazer uma cortina de tillandsias. Além disso, ao longo do vídeo, Figueiredo fala quais são os cuidados que uma planta aérea como essa requer. Confira!

Como cuidar de orquídea vanda

As orquídeas são plantas que enchem os olhos com a sua beleza. Algumas espécies podem ser consideradas plantas aéreas. Este é o caso da orquídea vanda. Para saber como cultivar e como adubar corretamente, assista ao vídeo do canal Spagnhol Plantas. Nele você aprenderá tudo sobre essa planta.

Deu vontade de colocar a planta aérea na sua casa agora, não é mesmo? Porém, antes é preciso ver algumas ideias de decoração usando plantas aéreas para saber o que fazer e ter mais algumas ideias.

15 fotos de decoração com plantas aéreas que vão te deixar nas nuvens

Na hora de colocar uma planta nova em casa, é preciso levar várias pontos em consideração. Por exemplo, a luminosidade e outras condições do ambiente. Além disso, ela precisa fazer sentido com a decoração da casa. Dessa forma, veja 15 maneiras de usar plantas aéreas na decoração.

1. As plantas aéreas têm ganhado cada vez mais espaço

Art start

Publicidade

2. Seja entre profissionais ou amadores

3. As plantas aéreas são as novas queridinhas

4. E há vários motivos para isso

5. Por exemplo, a facilidade do cultivo

6. Os poucos cuidados

7. E a versatilidade

8. Isso tudo ajuda a dar a fama às plantas aéreas

9. Para usá-las em casa, é preciso criatividade

10. Afinal, elas também fazem parte da decoração

11. E ajudam a deixar o design interno mais vivo

12. Ou seja, com um aspecto mais orgânico

13. Por isso, aposte nas plantas aéreas

14. E veja como elas fazem juz à fama

15. Assim, elas também serão as suas queridinhas

Agora escolha a planta aérea que mais se adapta ao seu ambiente e começar a pensar em que lugar da casa elas vão ficar. Esse tipo de planta merece destaque e muita atenção. Dessa forma, uma ótima ideia é apostar em um jardim vertical de pallet.