Cacto: como cuidar, tipos, fotos e dicas para usar na decoração

Escrito por Mariana Keller

Foto: Reprodução /JardinLand

Os cactos têm conquistado cada vez mais fãs. É um tipo de planta fácil de cuidar e uma ótima opção para cultivar em casa. De beleza exótica e com diferentes tipos e tamanhos, eles deixam qualquer ambiente mais autêntico e cheio de personalidade.

De acordo com a paisagista Mônica Cipelli, “os cactos são pertencentes à família das cactáceas e sobrevivem em lugares quentes ou áridos acumulando água em seus tecidos”. Isso se dá pelo fato deles serem plantas suculentas, ou seja, plantas cuja a raiz, o talo ou as folhas foram engrossados para permitir o armazenamento de água em quantidades muito maiores que nas plantas normais. Mas Mônica explica: “os cactos são plantas suculentas, mas nem todas as plantas suculentas são cactos”. Portanto, não confunda! Existem muitos tipos de plantas suculentas, e o cacto é apenas uma delas.

Tipos de cacto

Segundo Mônica, existem 176 gêneros e 2.275 espécies de cactos. Confira abaixo alguns dos tipos mais interessantes selecionados pela paisagista para você conhecer:

1. Cacto ouriço

Foto: Reprodução /Cactus Art

  • Nome científico: Echinocereus reichenbachii
  • País de origem: México
  • Características: Floresce no verão e cresce até 1,5m. Deve-se cultivar em Sol pleno.

2. Barba de velho

Foto: Reprodução /My Southern Succies

  • Nome científico: Cephalocereus senilis
  • País de origem: Nativo da América Central
  • Características: Seu nome popular é devido a grande quantidade de pelos brancos que a planta possui. Só floresce após 20 anos de plantio e suas flores são vermelhas. Cultivado em Sol pleno.

3. Capuz de monge

Foto: Reprodução /Cactus Zach

  • Nome científico: Astrophytum ornatum
  • País de origem: México
  • Características: Planta cilíndrica que cresce até 2m. Cultivado em Sol pleno.

4. Rhipsalis de flor amarela

Foto: Reprodução /Zeynep Dincer

  • Nome científico: Hatiora salicornioides
  • País de origem: Brasil
  • Características: Essa é uma das poucas espécies de cactos que não possui espinhos. Cresce até 1m, floresce entre o verão e a primavera e suas pequenas flores são amarelas ou alaranjadas. Cultivado em meia sombra.

5. Mil cores

Foto: Reprodução /Flower Lover

  • Nome científico: Sulcorebutia rauschii
  • País de origem: Argentina e Bolívia
  • Características: São pequenos cactos globulares coloridos que se aglomeram. Floresce no verão e suas flores são de cor magenta. Cultivado em meia sombra.

6. Língua do diabo

Foto: Reprodução /Chad Sherrill

  • Nome científico: Opuntia humifusa
  • País de origem: Nativa de países do leste da América do Norte
  • Características: Tem muito espinho e floresce na primavera em Sol pleno. Tem flores amarelas e frutos comestíveis. Sua altura chega a 45cm.

7. Almofada de alfinetes

  • Nome científico: Mammilaria decipiens
  • País de origem: Nativo das Américas
  • Características: São pequenos cactos que se aglomeram; existem mais de 200 espécies deste tipo. Seus espinhos são esbranquiçados e ele floresce no verão. Cultivado em Sol pleno.

8. Cacto macarrão

Foto: Reprodução /Plants Loved by Hermit

  • Nome científico: Rhipsalis baccifera
  • País de origem: Nativo da África
  • Características: O cacto macarrão é um cacto diferente e exótico, e tem esse nome popular graças ao seu formato. Não possui espinhos e chega a medir até 90cm. É cultivado em meia sombra.

9. Rabo de raposa

Foto: Reprodução /Cactus Art

  • Nome científico: Escobaria sneedii
  • País de origem: México
  • Características: Seus espinhos são brancos e contrastam com suas flores, que podem ser rosas, laranjas ou amarelas. Floresce nos meses quentes e cresce até 27cm. Cultivado em meia sombra.

10. Flor de outubro

Foto: Reprodução / Ecos de Pedra

  • Nome científico: Rhipsalidopsis gaertneri regel
  • País de origem: Brasil e América do Sul
  • Características: Esse cacto chega a uma altura de 40cm e também não possui espinhos. Cultivado em meia sombra com regas regulares, apenas quando seca o substrato.

11. Cacto amendoim

Foto: Reprodução /Juraci Marcos

  • Nome científico: Echinopsis chamaecereus
  • País de origem: Argentina
  • Características: Tem esse nome porque suas hastes têm diâmetro do tamanho de um amendoim. É uma planta ramificada de 30cm, que floresce na primavera e suas flores são vermelhas. Cultivado em meia sombra.

12. Cacto orquídea

Foto: Reprodução /PlantaSonya

  • Nome científico: Epiphyllum Ackermannii
  • País de origem: Nativo da América central e América do Sul
  • Características: Cresce entre 60cm até 1m, floresce entre o verão e a primavera e suas flores são vermelhas. Cultivado em meia sombra.

13. Flor de maio

  • Nome científico: Schlumbergera truncata
  • País de origem: Nativo da América do Sul
  • Características: É um dos cactos mais apreciados e difundidos e mais uma espécie que não possui espinhos. Floresce no outono e sua altura chega a 40cm. Cultivado em meia sombra com regas.

14. Cacto botão

Foto: Reprodução /Lush Desert Gardens

  • Nome Científico: Epithelantha micromeris
  • País de origem: Texas, Arizona e norte do México
  • Características: O cacto botão tem altura de 6cm, floresce nos meses quentes e, após a floração, produz um fruto vermelho comestível. Se propaga por divisão de planta e por sementes. É cultivado em Sol pleno com regas esporádicas.

15. Cadeira de sogra

Foto: Reprodução /Mazhar Ali – Cactus Planet

  • Nome Científico: Echinocactus grusonii
  • País de origem: México
  • Características: Grande e redondo, esse cacto chega a medir 60cm de diâmetro. Seus afiados espinhos são longos e amarelados e ele produz grandes flores isoladas de cor amarela.

Cactos com flores: 3 dicas para impulsionar a florada

Foto: Reprodução /Berm Bangbua

Uma dos grandes questionamentos a respeito dos cactos é se todas as espécies e gêneros dão flores. E a resposta é sim, todos os tipos de cactos são capazes de florescer. “Todo cacto floresce, alguns com flores exuberantes e outros com flores sem valor ornamental. Alguns cactos demoram anos para florescer, como por exemplo o Cephalocereus senelis, que demora, em média, 20 anos”, explica Mônica. Confira agora três dicas que podem ajudar a aumentar as chances do cacto florescer mais rápido:

1. Sol é fundamental: Para aumentar as chances do cacto florescer, é preciso que ele receba bastante incidência de Sol. Além disso, o Sol também é importante para evitar um fenômeno chamado de estiolamento, onde o cacto fica tortinho e acaba se “esticando” em busca de luz. Quando são cultivados em ambientes com baixa luminosidade natural, a planta faz um grande esforço em busca de Sol e, com isso, acaba gastando muita energia e não floresce.

2. Adubo é muito importante: Mônica diz que os cactos passam a ideia de que não precisam ser adubados, mas, na verdade, precisam sim. “Não com frequência, pode ser uma vez por mês, usando NPK 10-10-10 ou adubo orgânico, como farinha de ossos, torta de mamona e húmus de minhoca, usando de acordo com as informações do fabricante”, orienta a paisagista.

3. Regar pouco durante o outono e inverno: De forma geral, os cactos não precisam de muita quantidade de água. Porém, no outono e no inverno, as regas devem ser ainda menores. “É durante esta época do ano que os cactos repousam, por isso, devemos reduzir sua irrigação em uma ou duas vezes ao mês”, explica a profissional.

Como cuidar

Foto: Reprodução /Verde Que Te Quero Verde

Apesar de serem plantas bem fáceis de cuidar, os cactos precisam de alguns cuidados específicos para que cresçam saudáveis e bonitos. Acompanhe as dicas abaixo para cuidar corretamente do seu cacto:

1. Quantidade de Sol: O cacto é uma planta desértica, então, é fundamental que ele pegue Sol direto por pelo menos 4 horas por dia, de preferência durante as horas mais quentes. “A maioria dos cactos gostam de Sol, mas alguns se adaptam em local interno próximo de janelas”, diz Mônica. Portanto, não adianta cultivar cactos se for para mantê-los totalmente no interior de casas e apartamentos.

2. Frequência de regas: Mônica diz que um dos problemas mais comuns dos cactos é o apodrecimento da planta, quando regada constantemente. “Por ser uma planta ‘gordinha’ e possuir bastante água, o ideal é regar apenas uma vez por semana em pouca quantidade (dependendo do tamanho do vaso)”, ensina a profissional.

3. Preparo do solo: Como já explicado anteriormente, é fundamental que o solo do cacto seja adubado pelo menos uma vez por mês. Além disso, também é importante que o solo seja bem drenável. A drenagem é um fator-chave no crescimento de plantas saudáveis, pois impede o encharcamento da terra e, por consequência, o apodrecimento das plantas. Além disso, também evita o aparecimento de fungos e cochonilhas, uma das pragas mais comuns dos cactos.

Como fazer a drenagem?

Se você vai plantar em vasos, faça uma camada de drenagem no fundo do vaso, que pode ser feita com argila expandida, brita ou pedaços de telha. Em seguida, antes de pôr o substrato, é recomendável colocar uma manta bidim, um feltro ou até mesmo um filtro de café para que a terra não entre no meio das pedras e acabe entupindo o furo do vaso. A manta também evita que parte do substrato saia pelo fundo do vaso durante as regas. Para finalizar, pode-se usar uma cobertura como pedriscos ou cascas de pinus, que deixam o vaso mais bonito e possuem estrutura porosa e irregular, que facilitam a absorção da umidade. Mas, é importante ressaltar que os vasos devem ter furos embaixo, caso contrário, a drenagem não funciona.

4. Crescimento e poda: “Cacto em geral tem crescimento lento e quase nunca precisa de poda. Mas, caso necessário, utilize luvas para não se machucar”, explica Mônica.

5. O melhor tipo de vaso: Uma ótima dica para que o cacto dure ainda mais tempo é utilizar vasos de barro ou cimento, que evaporam mais facilmente a água. Assim, o risco dos cactos ficarem melados diminui bastante.

6. Controle de pragas: O ataque de pragas acontece mais em cactos que pegam pouco Sol, estão encharcados ou pouco adubados. Portanto, tomando os devidos cuidados, o risco de pragas diminui bastante. Porém, se o seu cacto já está com cochonilhas, a dica é retirá-lo da terra e limpá-lo com uma escova de dentes e sabão neutro. Depois, aplique óleo de neem regularmente para evitar a infestação. Outro problema comum é a raiz apodrecer e o cacto ficar com a base melada. A boa notícia é que dá para salvar a planta nesse caso. Corte a parte afetada e deixe cicatrizar por mais ou menos uma semana; depois, plante novamente e fique sem regar por um mês, até que ele crie raízes. Nesse caso, é recomendável que ele pegue apenas o Sol da manhã ou da tarde.

40 cactos lindos para você se inspirar e plantar na sua casa

Agora que você já conheceu diferentes tipos de cactos e já sabe como cuidar deles corretamente, confira nossas inspirações com esta planta linda e autêntica, para deixar sua casa ou seu jardim cheios de personalidade:

1. Moderno e estiloso

Foto: Reprodução /Histórias de Casa

Esse belo cacto ganhou um cantinho todo especial e foi posicionado em um banquinho moderno e estiloso. O vaso também tem um estilo mais moderno e minimalista. Mas, não esqueça: mesmo que você coloque o seu cacto em um ambiente interno, ele deve ficar exposto ao Sol durante algumas horas todos os dias.

2. Combine diferentes tipos de cactos e vasos

Foto: Reprodução /Nicepiic

Olha que graça essa combinação! Foram utilizados diferentes espécies de cactos e também diferentes tipos de vasos. Tem vaso de barro, de cobre, dourado e até de crochê. Assim, você deixa sua decoração versátil, divertida e, claro, cheia de vida.

3. Faça um mini jardim

Foto: Reprodução /Luiza Soares

Uma outra ideia muito legal de fazer com cactos é um mini jardim como esse. Você pode compor com outras suculentas ou até mesmo com um Bonsai, aquelas árvores com dimensões reduzidas. Esta peça mostra como a beleza pode estar nos mínimos detalhes.

4. Uma bela coleção de cactos

Foto: Reprodução /Cactus Voice

Que tal uma linda coleção como essa? Uma boa ideia é reservar um cantinho da casa para os vasos de cactos. Devido a grande diversidade de espécies e gêneros, é possível fazer lindas composições com diferentes tipos dessa planta. Nesse caso, o quadrinho de tecido na parede deixou a decoração ainda mais rústica, remetendo à cultura de países como Chile e Peru, onde é possível encontrar muitos cactos.

5. Uma ideia mais do que charmosa

Foto: Reprodução /House of Ellery

Olha aí o cacto macarrão arrasando na decoração! Essa foto mostra uma ótima ideia para colocar os cactos em áreas externas: um suporte de madeira suspenso e preso na parede por uma cordinha de crochê. Fica bonito e com aquele toque rústico lindo que tem tudo a ver com varandas, jardins e quintais.

6. Bons fluídos para casa

Foto: Reprodução /Papel Decor

Além de sua beleza exótica e rústica, os cactos também são considerados amuletos de proteção. No Feng Shui, essa espécie de planta funciona como purificadora de ambientes e como uma grande guardiã da casa. Então, se você gosta de cactos, está aí mais um ótimo motivo para cultivá-los no seu lar.

7. Deixe a decoração com a sua cara

Foto: Reprodução /Mundo no Pote

Que tal combinar os cactos com os seus objetos decorativos preferidos? Esse da foto fez uma linda composição com o quadro da Frida Kahlo, que, inclusive, tem tudo a ver com a temática de flores e natureza. Destaque também para o lindo vaso de barro, um dos melhores materiais de vaso para plantar cactos.

8. Um toque especial na decoração

Foto: Reprodução /Net Decor

Os cactos dão um ar exótico no ambiente e são bons aliados para valorizar e acentuar a beleza do seu cômodo favorito da casa. Colocar cactos ao lado da cama, em cima de uma mesinha ou em um vaso grande na sala de estar atrairá bons fluídos para o lar e também muito bom gosto na decoração.

9. Brinque com a criatividade

Foto: Reprodução /Succulent Bear

Olha que ideia criativa e divertida! O cacto amendoim foi plantado nada mais, nada menos, do que no próprio potinho de amendoim! Não ficou o máximo? Você pode brincar com a criatividade e criar várias peças originais e bem humoradas como essa.

10. Um belo e charmoso terrário

Foto: Reprodução /Histórias de Casa

Cada vez mais procurados, os terrários são opções práticas que todos podem fazer em casa. O terrário é um pequeno jardim montado de forma delicada dentro de um determinado recipiente, seja ele aberto ou fechado. É ideal para quem mora em apartamentos pequenos que não comportam vasos com plantas ou para quem não tem muita experiência em cuidar de plantas. Esse foi todo montado com cactos e outras suculentas!

 11. Estilo de sobra

Foto: Reprodução /Kaktusotuzbes

Olha aí mais um exemplo de vasinhos estilosos e diferentes para plantar cactos. Um deles tem o desenho super fofo de uma corujinha, enquanto outro ganhou um enfeite de coração, que pode ser usado como porta-bilhetes. Destaque para o cacto cheio de pelinhos brancos, que lembra a espécie barba de velho, explicada pela paisagista Mônica Cipelli.

12. Cacto na decoração de sala

Foto: Reprodução /Suite Arquitetos

Esse cacto grandão deixou a decoração da sala de estar mais ousada e autêntica. Marcante e imponente, cactos desse tamanho são ideais para ambientes mais amplos e espaçosos, e ainda podem ser usados para dividir o espaço da sala de jantar da sala de estar. Dê preferência a lugares onde bata bastante Sol para posicioná-los.

13. Cactos como lembrancinhas

Foto: Reprodução /Comemore Festas

Já pensou em usar cactos como lembrancinhas de festas? Esses da foto foram usados como lembrancinhas de casamento. É uma ótima forma de mostrar como essa planta também pode estar associada a algo mais romântico e delicado, apesar de seus espinhos. Muito criativo, não é mesmo?

14. Uma ideia sustentável

Foto: Reprodução /Naracha Dom

Com uma simples caixa de papelão é possível fazer um suporte para vasos super legal e, ainda, sustentável. Assim, você guarda suas plantinhas, decora a sua casa e ainda contribui com o meio ambiente.

15. Um mini-cacto gracioso

Foto: Reprodução /Plantas Caseras

Esse é mais um exemplo de um mini-cacto super fofo e encantador! Além disso, o design do vasinho de cerâmica também é muito bonito e elegante e dá um toque especial e delicado para a decoração. Os vasinhos com mini-cactos podem ser colocados em qualquer lugar e são fáceis de combinar nos ambientes, perfeitos para quem mora em apartamentos e casas pequenas.

16. Monte um jardim particular

Aqui, vemos uma área externa rústica com paredes de tijolos e várias espécies diferentes de plantas, formando um lindo jardim de vasos. O cacto presente na foto é o cadeira de sogra.

17. Terrários são lindos e versáteis

Foto: Reprodução / Vando e Fabi Terrários

Nesta foto vemos mais um lindo exemplo de terrário. O legal desse tipo de plantação é que você pode montá-lo de várias formas e com diferentes composições. Esse ganhou pote de vidro e até uma miniatura de coruja no meio dos cactos. Não ficou uma fofura?

18. Cactos combinam muito bem com ambientes rústicos

Foto: Reprodução /Nossa Casa 215

Olha que graça que ficou o cacto no cantinho da sala, ao lado do sofá! Essa planta tem um estilo mais rústico e combina muito bem com ambientes com esse estilo de decoração. Aqui, o tapete felpudo, a manta no sofá, a rede e até o vaso de crochê complementaram o toque de rusticidade do cacto.

19. Lindo trio de cactos floridos

Foto: Reprodução /Flores no Cais

Outra opção muito bacana de decorar com cactos é fazer um conjuntinho como este da foto, que é especialmente bonito devido às flores laranjas. Você pode usar o mesmo estilo de vaso e de cacto e colocá-los numa bandejinha. O conjunto pode ser usado em prateleiras, pra decorar mesas, estantes ou o que mais você desejar. Fica uma graça!

20. Crie composições inusitadas

Foto: Reprodução /Caixote dos Milagres

Olha que composição criativa e autêntica!! Já imaginou combinar cacto e abacaxi? Pois é, e não é que tem tudo a ver?! Sem contar a escolha desses lindos vasinhos pintados a mão e o uso dos tijolos como vasos. Tudo muito interessante e divertido!

21. Combinar vasos dá sempre certo

Foto: Reprodução /Yoya suculentas

Aqui, vemos mais um lindo conjuntinho de vasinhos de cactos. Os maiores são de cimento com pintura nas cores preto e cobre na base. O do meio é todo de cobre, combinando com a pintura dos demais. O suporte de madeira rústica também deu um toque especial para a composição.

22. Cacto bem pertinho da janela

Foto: Reprodução /Casa Aberta

Essa sala de estar moderna com toques rústicos ganhou um lindo vaso de cactos altos. Ele foi posicionado bem perto da janela, para a planta poder tomar Sol. Além disso, ele fez uma linda combinação com o tapete de pele, com a poltrona de couro, com os banquinhos de madeira e até com o quadro posicionado no chão.

23. Vasinhos de crochê graciosos

Foto: Reprodução /Cactos Zurc

Esses potinhos de crochê são super versáteis e podem ser usados para diferentes utilidades. Aqui, eles foram usados como lindos vasinhos para os cactos. Destaque especial também para a miniatura artificial da planta, complementando a decoração.

24. Cactos na decoração: praticidade e estilo

Foto: Reprodução /Blog Arquitetura

Mais uma linda sala com estilo rústico e cheia de plantinhas. O cacto comprido é um sucesso na decoração de salas, principalmente quando compõem com um cacto menor, como mostra esse exemplo. Além de super estilosa, essa planta é muito prática e fácil de cuidar.

25. Cultive com amor

Foto: Reprodução /Lucy Monteiro

Mesmo que os cactos sejam plantas fáceis de cuidar, amor e carinho são essenciais para eles crescerem felizes e saudáveis. Afinal, todas as plantas sentem a energia da casa e das pessoas ao seu redor. Aqui, foram usados vários vasinhos posicionados no parapeito da janela.

26. Terrários e mini jardins são lindos e delicados

Olha que lindo esse modelo de mini jardim! Lembrando que além dos pedriscos, você pode decorar os vasos com cascas de pinus. No caso das pedrinhas, elas também podem ser coloridas. Nesse exemplo, o vaso feito de cimento com acabamento rústico deu ainda mais charme para peça.

27. A mesinha de centro ficou mais charmosa

Foto: Reprodução /Vida de recém casadinhos

Às vezes, pequenos detalhes fazem toda a diferença! Essa mesinha de centro ganhou muito mais charme e personalidade com os vasinhos de cactos. Além disso, a decoração em geral da sala de estar também é super autêntica e marcante.

28. Cactos merecem um cantinho especial e bem decorado

Foto: Reprodução /Carla Fassarella

Olha que lindo que ficou esse cantinho dos cactos! Foram usados dois vasos de barro e um de vime, que combinaram perfeitamente com a poltrona rústica e a cestinha pendurada na parede. Outro detalhe muito legal é a câmera retrô, também pendurada na parede, funcionando como objeto decorativo. Uma mistura de estilos que deu muito certo!

29. Decoração pensada com carinho para os cactos

Foto: Reprodução /Carolina Barbosa

Aqui, vemos mais um cantinho todo lindo para receber os cactos. Tanto a mesinha vermelha com design de tampinha de garrafa, quanto os vasinhos de cerâmica que lembram abacaxis são lindos e fizeram uma bela composição com as plantas.

30. Cactos decorando o banheiro

Foto: Reprodução /Verde Jardim

Que tal decorar o banheiro com vasinhos de cactos como esses? É uma ótima ideia para dar mais vida e cor para esse cômodo da casa. Só tome cuidado com a falta de luminosidade e o vapor.

31. Lindas pedrinhas coloridas

Olha como fica lindo decorar os vasos de cactos com pedrinhas coloridas. Essas da foto tem a cor vede esmeralda e deram mais vida para o vaso, além de fazerem um belo contraste com os espinhos bem branquinhos dessa espécie de cacto.

32. Mais destaque para a área externa

Foto: Reprodução /André Martins

Esse jardim externo ganhou mais destaque com os cactos altos no canteiro elevado. Além disso, as luzes quentes deram um clima ainda mais desértico para o ambiente.

33. Caixote e cactos: a combinação perfeita

Foto: Reprodução /Dedo verde

Aqui, vemos mais uma opção de vaso lindo e sustentável, os cactos foram plantados em um caixote de feira. Uma ideia super prática e simples de fazer, afinal, esses materiais são bastante acessíveis e econômicos.

34. Cada cacto no seu vaso

Foto: Reprodução /Bruta flor cactos e suculentas

Olha que lindos esses vasinhos vermelhos. Cada um tem um formato e um tamanho diferente, assim como os cactos plantados neles. O suporte de pallets também ficou uma graça!

35. Uma estante especial para os cactos

Foto: Reprodução /Decoratualma

Neste exemplo, os cactos ganharam uma estante todinha só para eles. Além da estante, eles também ganharam xícaras e potes decorados como vasos, deixando a decoração super original e criativa.

36. Dê mais vida para o seu apartamento

Foto: Reprodução /Ideias do Apê 301

Mais um exemplo de sala super moderna com um vaso de cacto alto para dar ainda mais personalidade e autenticidade para o ambiente. Quando bem cuidadas, essas plantas podem durar muito e, com sorte, ainda produzir belíssimas flores.

37. Para nenhum ‘cactolover’ botar defeito

Foto: Reprodução / Carolina Cabral Correia

Fala sério, que fã de cactos não gostaria de ter uma estante dessas? Além da grande coleção de diferentes espécies de cactos, os vasos de barro também são super charmosos, incluindo a própria estante de madeira. Uma ótima ideia para a decoração de varandas.

38. Os cactos também nos ensinam

Foto: Reprodução /Fernanda Ramalho

Outra coisa legal em relação aos cactos é a filosofia de vida que podemos aprender com eles. Se até os cactos, que são cobertos de espinhos, podem gerar lindas flores, então, nós também podemos enxergar beleza e esperança nos momentos mais difíceis. Como não amar essa planta?

39. Escolha vasos apropriados

Foto: Reprodução /Gisele Rocetti

Olha aí os cactos enfeitando a mesinha de centro de novo! Uma dica interessante é usar vasos decorativos por cima de vasos mais tradicionais, como mostra a foto. Assim, o cacto fica plantado num vaso mais apropriado para o seu crescimento saudável, sem deixar de decorar sua casa.

40. Uma fachada de tirar o fôlego

Foto: Reprodução /Casa dos Cactus

Já imaginou morar numa casa com uma fachada dessas? Essas plantas lindíssimas deixam a casa muito mais bonita, protegida e cheia de vida. Com destaque, claro, para os cactos altos e compridos extremamente encantadores.

E aí, gostou de saber mais sobre os cactos? Se você é apaixonado por essa planta, que tal começar a cultivá-la na sua casa? Agora que você sabe as vantagens de se ter um cacto no seu lar, é só escolher a espécie que mais lhe agrada, de acordo com a sua personalidade.  Sol pleno, pouca água e um solo bem drenável são os itens necessários para o seu cacto crescer saudável e viver plenamente feliz. E claro, muito amor e carinho também.

PARA VOCÊ