30 espécies de plantas de sol para iluminar seu jardim

Escrito por

As plantas de sol são ótimas para serem cultivadas em jardins e quintais onde há bastante iluminação solar. A maioria é de fácil cuidado e não precisa de muita rega, algumas até podem serem mantidas também na sombra. Existem muitas opções, com flores, folhagens e até com benefícios para a saúde. Confira abaixo algumas espécies.

Publicidade

Costela-de-Adão

Muito resistente, pode ser cultivada em sol pleno ou na sombra. Acredita-se que essa planta atrai boa sorte e vida longa. Para que tenha um bom desenvolvimento é necessário que as regas aconteçam duas vezes por semana e que o solo faça boa drenagem de água.

Rosa-do-deserto

Regina 👉 Rê💋

Publicidade

Algumas pessoas acreditam que essa planta tem a capacidade de trazer clareza mental, sucesso nos negócios e mostrar a verdade interior. Ela leva esse nome por ser resistente a solos áridos, como o deserto. Não são necessárias regas frequentes, uma vez por semana é o suficiente.

Camélia

iStock

Sua floração acontece durante o inverno e é uma planta bastante decorativa. Pode ser realizadas podas para manter o equilíbrio da planta. As regas devem ser profundas e duas vezes por semana, gosta de solo rico em matéria orgânica e um pouco ácido. É possível plantar em vasos, mas é ideal dar preferência ao solo direto.

Estrelícia

Matsuflora Garden Center GYN

Publicidade

Uma das plantas de sol mais exótica e também conhecida como ave-do-paraíso. Sua flor representa a espiritualidade e a relação com o universo. Para cuidar dessa planta os cuidados são simples: rega uma vez por semana e solo sempre fértil com boa drenagem de água.

Girassol

Muito conhecido e adorado, por seu nome já se percebe que gosta muito de sol. Floresce apenas uma vez ao ano e durante o verão. A rega nessa planta deve ser feita com um borrifador, evitando deixar o solo úmido demais. O solo ideal para que se desenvolva bem deve ser drenável, fértil, profundo e rico em matéria orgânica.

Ixora

Bastante usada no paisagismo para fachadas ou interiores de condôminos. Além de ter lindas flores, ela pode ajudar no tratamento de furúnculos e eczemas. Adora sol e bastante umidade, por isso as regas devem ser feitas com frequência. O solo deve ser fértil e com boa drenagem para um bom desenvolvimento da planta.

Hortênsia

Pode ser encontrada em tonalidades diferentes, isso varia de acordo com o pH do solo em que está plantada. Chamam atenção por seus buquês compostos por flores bem pequenas, que precisam de sol para se desenvolver. Regue com frequência e diariamente, principalmente em climas quente, para manter sempre molhada.

Jade

É conhecida também por nomes como árvore da felicidade e planta do dinheiro. Resistente e se adapta bem em diversos ambientes, mas sua preferência é o sol pleno. Não precisa de regas frequentes, o ideal é molhar somente quando a terra estiver seca.

Publicidade

Murta

Uma ótima opção florida para cercas vivas. Possui ação expectorante, ajudando no tratamento de sinusite e bronquite. A floração ocorre entre o verão e o outono, mas necessita de bastante sol para que isso aconteça. As regas devem ser constantes e o solo fértil.

Suculenta

Além de ser uma planta que ama sol, não são necessárias regas constantes. Suas folhas acumulam água, por isso regá-la uma vez por semana já é o suficiente. Em relação ao solo, é ideal que seja bem drenável para não encharcar, evitando o apodrecimento da raiz.

Petúnia

Encontrada em várias cores e se alastrando facilmente, é uma ótima opção para enfeitar jardins. Seu ciclo de vida é anual, ou seja, nasce, cresce, floresce e morre dentro de um ano. Para ter uma planta bonita durante esse período, é preciso regá-la de duas a três vezes por semana, receber sol pleno e um solo fértil com boa drenagem.

Agave

Possui propriedades medicinais que ajudam a tratar problemas digestivos. É uma planta muito resistente ao vento e gosta de sol. Suas folhas são suculentas com espinhos na ponta. Para que seja bem cuidada, é preciso de um solo rico e com boa drenagem. Já as regas devem ser feitas uma vez na semana.

Capim-do-texas

Ibanez Paisagismo

Publicidade

Muito bonito e ornamental, é uma planta de sol que vem sendo muito utilizada no paisagismo, decorando fachadas e jardins. Atinge até 1,20 metros de altura e pode ser encontrado em duas tonalidades. De fácil cuidado, aguenta períodos de seca, o solo pode ser simples e sem adubação. Para uma planta revigorada, deve ser realizada uma poda drástica a 5 centímetros acima do solo.

Jibóia

É uma ótima planta de sol para ser cultivada em jardim vertical. Algumas pessoas acreditam que ela é uma espécie sagrada que gera proteção. Deve ser regada duas vezes por semana, aumentando o fluxo conforme o aumento da temperatura. É recomendado que o solo seja rico em matéria orgânica e precisa de bastante luz solar.

Buxinho

Arbusto que necessita de podas com frequência para manter sua beleza. Atinge de 1 a 5 metros de altura e é bastante usado como cerca viva. Não necessita de regas constantes, precisa receber bastante sol e a pode deve ser feita entre o meio e final do inverno.

Begônia

Seu ciclo de vida dura entre dois e três anos mesmo que seja muito bem cuidada. Sua flor significa beleza e delicadeza, é uma boa opção para presentear a pessoa amada. Os cuidados são regas sempre que a terra estiver seca, o solo rico e com uma boa drenagem de água.

Bromélia

Boa opção para compor jardins verticais com lindas flores que duram cerca de seis meses. A floração acontece após a planta chegar à fase adulta, o que pode levar até três anos. Gosta muito de sole umidade, por isso é necessário que as regas sejam feitas com frequência. Se cultivada em vaso, deve optar por feitos de barro.

Clúsia

Um arbusto ótimo para criar cercas vivas ou compor fachadas. Adora sol e é bastante resistente ao vento. É ideal que seja podada pelo menos uma vez ao ano para manter seu aspecto bonito. A terra deve estar sempre úmida e é recomendado adubação após o inverno, pois a planta acaba sendo afetada.

Dracena de Madagascar

Ótima planta para cultivar, pois é capaz de absorver o dióxido de carbono do local, fazendo o ambiente ser mais produtivo. Gosta de solo fértil e rico em matéria orgânica. As regas devem ser feitas com frequência para que se mantenha úmida e o sol deve ser recebido de forma direta.

Babosa

iStock

A babosa é uma planta de sol e de sombra, podendo ser cultivada dentro de casa. Muito usada para tratar de doenças como artrite, dor de cabeça, inflamações e também em cosméticos. É uma planta de fácil cuidado que se adapta aos ambientes e não precisa de muita água.

Cica

Com aparência de um coqueiro, mas em tamanho pequeno, é ideal para jardins. Para que a planta esteja sempre vistosa, é importante mantê-la no sol. As regas devem deixar a terra apenas úmida. Outros cuidados são o solo com boa drenagem e ter atenção com doenças e pragas.

Espada larga

Recebe esse nome, pois suas folhas são largas e pontiagudas no formato de uma espada. Para que cresça saudável precisa ser regada apenas uma vez durante a semana, o solo deve ter matéria orgânica e clima quente. Depois de adulta atinge entre 30 a 60 centímetros de altura.

Hera

É bastante usada na decoração de casamentos, pois, segundo lendas antigas, essa planta representa fidelidade e proteção ao casamento. Para que se mantenha bonita, é preciso que seja regada cerca de três vezes na semana, deixando seu substrato sempre úmido. Para adubar o solo pode ser usado húmus de minhoca misturado com a terra comum.

Onze-horas

Um das plantas de sol que floresce o ano inteiro. Possui esse nome, pois abre suas flores sempre em um horário especifico do dia. Não é exigente em relação aos cuidados, basta ser regada de duas a três vezes por semana. Se plantada em vasos, o intervalo de tempo das regas pode ser maior.

Espada-de-São-Jorge

Acredita-se que essa planta é um escudo de proteção contra energias negativas. Além de ser uma planta que aguenta bastante sol, também é resistente a ventos. Os cuidados necessários são regas uma vez na semana ou sempre que a terra estiver seca. O solo pode ser simples, mas de preferência leve e bem aerado.

Alpínia

É uma das plantas de sol que possui ação medicinal, ajudando no tratamento de problemas digestivos. Rústica e de fácil cuidado, para cultivá-la é importante o solo estar sempre úmido e retirar de folhas secas da planta.

Alamanda

Tem como significado o amor sagrado, representando harmonia familiar e vários sentimentos verdadeiros. É uma boa opção para ter no jardim, pois sua toxicidade elimina pragas que atacam outras plantas. Gosta de regas regulares, mas sem encharcar, solo bem adubado com boa drenagem.

Primavera

Pode ser usada como cerca viva em muros, garagens e fachadas. É de cultivo simples e pode ser plantada em vasos também. Possui lindas flores de diversas tonalidades e exige apenas sol pleno, solo com boa drenagem e regas sem exageros.

Rabo de gato

Tem esse nome por suas flores vermelhas cheias de pelos parecerem com um rabo de gato. Atinge entre 15 a 25 centímetros de comprimento com caule bem fino. Adora receber sol pleno, o solo deve ser bem fértil e as regar todos os dias para que a terra esteja sempre úmida.

Cacto

O cacto é uma das plantas de sol mais fáceis de cultivar, pois requer poucos cuidados. As regas devem acontecer quando o solo estiver completamente seco, é necessária iluminação solar direta e se possível o dia todo. Se cultivado em vasos, é recomendado o uso de areia ou cascalho para fazer a drenagem do solo.

Com tantas opções de espécies é possível montar um belo jardim só com plantas de sol. Fáceis de cuidar e enchem de beleza o ambiente. Gostou de saber mais sobre elas? Confira também plantas para banheiro e inove na decoração!

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão