Orquídea Vanda: surpreenda-se com sua beleza e veja como cultivar

Escrito por Andressa Oliveira

Foto: Reprodução /Flores e muito mais

As orquídeas estão entre as flores mais lindas da natureza e apresentam muitíssimas formas, cores e tamanhos. Entre elas, a orquídea vanda chama a atenção com a beleza peculiar de suas raízes. Suas flores também são belíssimas e esbanjam graciosidade e delicadeza em uma diversidade de cores. Tanto, que é uma das espécies mais procuradas e adquiridas para cultivo.

A orquídea vanda não necessita de substrato para desenvolver-se. Portanto, pode ser cultivada suspensa com suas raízes livres e soltas no ar. A liberdade de cultivo e a facilidade de manuseio garantem um efeito encantador na decoração ou no jardim. Vilberto Guidi, da Vico Orquídeas, dá algumas dicas e ensina como cultivar essa planta:

Como plantar a orquídea vanda

Foto: Reprodução /Cássia Paiva

Segundo Vilberto, as orquídeas vandas não são plantadas, “elas são orquídeas de raízes aéreas, portanto, cultivamos as plantas penduradas, suspensas”, sendo assim, elas “precisam ter suas raízes sempre arejadas, por isso não utilizam substrato”. Para isso, suspenda a orquídea com barbantes ou fio de nylon.

Como fazer mudas da orquídea vanda

Foto: Reprodução /Inhotim

Em relação à produção de mudas, Vilberto explica que as vandas são difíceis de soltar mudas ou keikes. “Elas são diferentes das demais orquídeas, que geralmente tem uma divisão da planta-mãe com pelo menos 3 bulbos”. O profissional ainda explica que as vandas “crescem sempre na vertical”, ensinando que é “da base da orquídea vanda que normalmente sai o keike para fazer a separação desta nova planta”. Para isso, “é necessário ela estar com pelo menos 20 a 25cm de altura e no mínimo 3 raízes para conseguir sobreviver”.

Como cuidar e manter

Foto: Reprodução / Flores e muito mais

Como são plantas de origem asiática e muito frequente na Tailândia, em florestas quentes e úmidas, Vilberto explica que “estas são as condições ambientes ideais para ter sucesso no cultivo dessa planta”. E complementa que “por não haver substrato envolvendo as raízes e a planta não ter locais de reserva de água, ela necessita de uma grande umidade no ambiente para conseguir se hidratar e manter-se saudável”. Por isso, molhe bastante as suas raízes, até a água escorrer, e depois borrife as folhas.

Com relação aos cuidados, o profissional indica evitar exposição ao vento e local frio, pois ela pode “perder todas as suas folhas e não conseguir florescer novamente”. O profissional também ressalta que a planta precisa de bastante iluminação, “mas nunca Sol direto, para não queimar”, aconselha. Para a adubação, Vilberto indica NPK 20-20-20, específico para orquídeas, que ajudará a planta a ter uma vida saudável e uma bela floração.

20 fotos que mostram todo o espetáculo da orquídea vanda

Suas principais características e marcas registradas são suas raízes aéreas, que dispensam a necessidade de substrato ou vasos, e a sua exuberante floração. Seja em arranjos, decorações de salas ou em um cantinho da varanda, maravilhe-se com todo o espetáculo da orquídea vanda:

1. Orquídea vanda na decoração

Foto: Reprodução /Marianne Ramos

A orquídea vanda vira um item de decoração com classe em qualquer ambiente. Pendurada na sala, ela exibe toda a sua exuberância e a beleza de suas raízes, folhas e flores.

2. Cultivo suspenso

Foto: Reprodução /Flo Atelier

Como as orquídeas vanda dispensam o uso de vasos, o espaço para cultivo não é problema. Você pode exibi-las suspensa no teto da sala, em um pergolado ou embaixo de uma árvore no jardim.

3. Painel de madeira com orquídeas vanda

Foto: Reprodução /Flores e muito mais

Lindas, as orquídeas vandas podem compor inúmeros arranjos decorativos. Fixadas em um painel de madeira na varanda, exibem todo seu encanto.

4. Cultivo em vasos

Foto: Reprodução /Espaço Pau Brasil

As orquídeas vandas também ficam encantadoras em vasos e arranjos na decoração da casa. Nesse caso, as raízes não devem ser enterradas e o vaso deve apenas servir de base, sem substrato.

5. Beleza na varanda

Foto: Reprodução /Clube Orquídea

Seja dentro de casa ou na varanda, a orquídea vanda dá um toque super charmoso e deixa qualquer ambiente muito mais lindo com suas flores e cores vibrantes.

6. Arranjo para a decoração

Foto: Reprodução / Amarela Flores

Elas são ótimas flores de corte e rendem lindos arranjos. A bela floração em tons roxos é destaque nos vasos transparentes na decoração da sala.

7. Jardim vertical de orquídeas

Foto: Reprodução /Floricultura Landplants

O painel de madeira com fibra de coco cria um colorido jardim vertical, que abriga uma variedade de tons de flores da orquídea vanda.

8. Cantinho especial para orquídeas

Foto: Reprodução /BossaNossaCasa

Na varanda, as orquídeas podem ter um cantinho especial. Elas podem ser cultivadas suspensas, exibindo suas raízes aéreas e lindas flores.

9. Cores intensas

Foto: Reprodução /Verde Flora

A beleza da orquídea vanda não passa despercebida pelos jardins, com suas flores intensamente coloridas e vistosas.

10. Cascata de orquídeas

Foto: Reprodução / Espaço Pau Brasil

Uma ideia fabulosa para a decoração é utilizar as orquídeas vandas em cascata, compondo um jardim vertical: o efeito é magnifico!

11. Floração bela e durável

Foto: Reprodução /Horto Casimiro

Sua floração é bastante durável e, se bem cuidada, pode durar mais de um mês. Caso não esteja florindo, é sinal de que algo está errado: pode ser falta de água, luminosidade ou adubação.

12. Planta de clima tropical

Foto: Reprodução /Clube Orquídea

As vandas apreciam o clima tropical e não suportam baixas temperaturas. Por isso, caso seja necessário, proteja sua orquídea do vento.

13. Enfeites de mesa com orquídea vanda

Foto: Reprodução /Fazenda Alegria

São flores espetaculares na decoração, e ficam encantadoras em vasos compondo arranjos para mesas. Nos vasos, plante sem substrato, unicamente com cascas de árvores ou fibra de coco mesclada com carvão vegetal.

14. Cultive em espaços iluminados

Foto: Reprodução /BossaNossaCasa

Em ambientes internos, a orquídea vanda deve permanecer próxima às janelas para receber a luminosidade do Sol necessária para florescer e crescer com vigor. Lembre-se de evitar o Sol direto.

15. Jardim com orquídeas vanda

Foto: Reprodução /Espaço Pau Brasil

Outra opção de cultivo para a orquídea vanda é amarrá-la em outra árvore ou pedaços de madeira. Assim, ela pode compor um belo jardim. Suas flores são um lindas e valorizam qualquer espaço.

16. Ótimas para renovar a decoração

Foto: Reprodução /Vivá Plantas e Paisagismo

Sua aparência única garante um arranjo diferente e moderno para qualquer espaço da casa. Uma forma simples de renovar a decoração do seu lar.

17. Toques de cor para a casa

Foto: Reprodução / Fazenda Alegria

As orquídeas vandas completam a decoração com perfeição e leveza. Suas flores coloridas garantem um toque de cor para o ambiente.

18. Flores coloridas e maravilhosas

Foto: Reprodução /Flores e muito mais

A orquídea vanda tem floração nas mais diversas cores, com marcações ou pintas, principalmente em tons magenta, púrpura e um raro tom azulado. Se bem cuidadas, podem florescer várias vezes por ano.

19. Destaque na decoração

Foto: Reprodução / Espaço Pau Brasil

As flores adicionam um toque delicado em qualquer ambiente. Na decoração de tons neutros, as cores vibrantes da orquídea vanda se destacam e deixam o espaço mais sofisticado.

20. Belas composições com orquídeas vanda

Foto: Reprodução /Jefferson Koenig

Suas flores de cores vibrantes criam maravilhosos contrastes na decoração. Penduradas e com as raízes à mostra, criam uma composição diferente e interessante nos ambientes internos.

A orquídea vanda rouba a cena em arranjos, na decoração de ambientes internos ou em projetos de paisagismos. Além disso, sua beleza pode ser exibida de várias formas: suspensa no ar, penduradas em árvores ou em vasos. Seja como for, para manter sua orquídea sempre bonita e com flores, lembre-se dos cuidados necessários. Cultive e surpreenda-se com a fabulosa orquídea vanda! Conheça também o kokedama, uma técnica de origem japonesa em que a planta também fica suspensa.

PARA VOCÊ