Plantas carnívoras: como cuidar e tipos para você ter em casa

Escrito por Katharina Barkmeyer

Flores e plantas deixam qualquer espaço mais charmoso, bonito e colorido, mas é preciso saber cuidar delas da forma correta. As plantas carnívoras, apesar de não serem muito comuns em jardins ou decorações, apresentam um visual mais exótico e único. Além de deixar o seu cantinho mais bonito, te garantimos que ter uma espécie dessas em casa é bem interessante!



As plantas carnívoras são bem fáceis de cuidar, mas também exigem um pouco de atenção. Por isso, selecionamos alguns vídeos que vão te mostrar como cuidar de sua plantinha. Além disso, trouxemos também algumas curiosidades fascinantes e tipos de plantas carnívoras para você escolher a sua! Vamos lá?

Como cuidar de plantas carnívoras

As plantas carnívoras são espécies que vivem em solos úmidos e exigem alguns cuidados para não murchar. Assista alguns vídeos que vão te ensinar o que é necessário para garantir uma plantinha saudável e bonita o ano inteiro.

Como cuidar e cultivar a Dionaea Muscipula

Além de informar o valor em média dessa espécie, esse vídeo vai explicar como você deve cuidar e cultivar a Dioneia Muscipula. Ela gosta muito de sol e, para garantir uma folhagem bonita e saudável, é recomendado deixá-la em um lugar bem ensolarado e arejado.

Como cuidar da Dionaea e Nephentes

O vídeo apresenta duas espécies de plantas carnívoras, a Dioneia e Nepenthes, e como você deve cuidar delas para que elas sobrevivam durante o ano todo. Ambas gostam muito de sol e o seu solo deve ser úmido, mas cuidado para não exagerar e afogar as suas plantinhas!

Como plantar plantas carnívoras

Esse vídeo vai te ensinar como você deve plantar as suas carnívoras. Antes de ser colocado dentro de um vaso para o plantio, o substrato das plantas carnívoras é fervido em água quente para eliminar qualquer tipo de fungo que possa prejudicar o crescimento da espécie.



Como cuidar de Nepenthes

Nephentes é uma das plantas carnívoras mais bonitas que existe. Para ter uma em casa, é preciso saber qual o melhor jeito de cuidar dela. Por isso, trouxemos este vídeo que, além de contar algumas curiosidades sobre a espécie, vai te explicar como ela deve ser cuidada.

Como germinar sementes de Dionaeas

Aprenda o passo a passo de como você deve germinar as sementes de Dionaeas e, em pouco tempo, ter uma planta carnívora linda para decorar a sua casa e espantar os mosquitos e moscas! O tutorial usa musgo específico para esse tipo de planta.

Pensou que fosse mais difícil, não é mesmo? Além de ser bem fácil de cuidar, as suas plantas carnívoras serão grandes aliadas caso existam muitas moscas ou mosquitos pela área. Veja agora algumas curiosidades sobre essas espécies!

5 curiosidades sobre plantas carnívoras

Além de devorar mosquitos e outros pequenos insetos, as plantas carnívoras são espécies que apresentam curiosidades. Dê uma conferida em cinco delas e surpreenda-se:

  1. Você sabia que existem mais de 500 espécies de plantas carnívoras espelhadas pelo mundo? Elas são facilmente encontradas em áreas quentes e florestas tropicais úmidas. O Brasil é considerado o segundo país a contar com mais plantas carnívoras em seu território.
  2. Pesquisadores afirmam que as plantas carnívoras já existem há cerca de 60 milhões de anos, ainda na época dos dinossauros! Muitos acreditam que a sua evolução deu-se pelo fato de que, quando chovia, sua superfície criava uma poça de água que atraia os insetos para beber.
  3. Além de atrair os insetos e outros pequenos animais, conseguir capturá-los e ainda comê-los, você sabia que as plantas carnívoras conseguem retirar os nutrientes das presas para a sua sobrevivência?
  4. Apesar de capturarem os seres vivos, é importante mencionar que elas não fazem captura ativa. Ou seja, possuem em sua composição um mecanismo de verdadeiras armadilhas. Sendo assim, elas atraem, prendem e se alimentam de suas presas.
  5. As espécies da família Nepenthes é caracterizada por uma jarra que é capaz de armazenar até cinco litros de água. Além de atingir uma altura bem alta, essa planta consegue atrair presas um pouco maiores, como sapos, aranhas e lagartos.

Cada espécie possui um tipo de armadilha, enquanto umas enjaulam o inseto, outras conseguem sugar eles para dentro. Incrível, não é mesmo? Agora que você já conheceu algumas curiosidades sobre essas plantas, veja a seguir algumas espécies para ter em casa!

Espécies de plantas carnívoras

Como foi dito, há centenas de espécies de plantas carnívoras. E, por isso, você vai conhecer algumas que fazem parte deste grupo vegetal. Confira:

Matze



  • Dionaea: sendo uma das mais conhecidas, essa planta é marcada por folhas com filamentos que ficam abertas o tempo inteiro e, quando uma mosca ou outro pequeno inseto pousa em sua superfície, elas fecham em poucos segundos enjaulando a presa. mede de 5 a 15 centímetros.
  • Drosera: já essa espécie é caracterizada por seus longos tentáculos que são cobertos com pequenos filamentos e uma substância pegajosa. Quando o inseto pousa em uma de suas folhas, o tentáculo começa a se enrolar levando a presa para o centro da planta carnívora.
  • Sarracenia: como compridos tubos, essa planta carnívora apresenta um cheiro bastante agradável e, através deste seu aroma, ela atrai os pequenos insetos que buscam flores para polinizar. É uma das plantas carnívoras mais resistentes e se adapta facilmente em climas bem quentes ou bem frios.
  • Utricularia: sendo uma espécie aquática, essa planta carnívora apresenta lindas flores que podem ser encontradas em diferentes cores. Ela é considerada a espécie mais rápida de todas aos capturar um inseto. Através de sucção, a utricularia apresenta pelos e filamentos que auxiliam na hora de prender a presa.
  • Nepenthes: conhecida também como copo de macaco, essas espécies de trepadeiras gostam muito do clima úmido. Sua principal característica é o formato em jarra que armazena água para atrair as presas. Quando algum inseto cai dentro do copo, os filamentos que cobrem as extremidades da planta se voltam para baixo, deixando a presa sem saída.
  • Darlingtonia: essa planta captura a sua presa quando ela entra em um buraco situado na ponta, que é envolvida por uma secreção grudenta. A darlingtonia é mais complicada de cultivar, pois sua raiz precisa estar sempre fria, ou seja, muitas vezes é necessário colocar cubos de gelo em dias quentes.
  • Heliamphora: por fim, essa linda espécie carnívora apresenta um formato semelhante ao da serracenia. O que difere as duas plantas é que essa não apresenta uma “tampa”, mas uma estrutura denominada “colher de néctar”. Através de suas cores vibrantes e de seu delicioso aroma, os insetos são atraídos para dentro dessa planta carnívora. Assim como várias outras, ela gosta muito de umidade.

Uma mais linda e incrível que a outra, não é? É importante mencionar que essas espécies gostam muito do clima úmido e, por isso, é importante que seu solo esteja encharcado. Mas cuidado para não exagerar na dose!

Agora que você já sabe como cuidar de uma planta carnívora, vá até a floricultura mais próxima e adquira já a sua mais nova plantinha para decorar a casa! É muito importante conhecer as particularidades da espécie escolhida para saber a melhor forma de cuidá-la.